close
logorovivo2

Comércio ligado ao setor produtivo rural movimenta cerca de R$ 2,5 milhões no feriado

Os feirantes e proprietários de peixaria avaliam que este ano o comércio na Semana Santa está bem mais movimentado que o mesmo período de 2017.

AC24HORAS

29 de Março de 2018 às 15:23

Comércio ligado ao setor produtivo rural movimenta cerca de R$ 2,5 milhões no feriado

FOTO: (Ac24horas)

A Secretaria Municipal de Agricultura estima que o comércio ligado ao setor produtivo rural local movimente cerca de R$ 2,5 milhões durante o período da Semana Santa.

 

As vendas nos mercados municipais, incluindo a Ceasa, a Central de Abastecimento de Rio Branco, impulsionam a economia rural, especialmente por causa da venda do pescado.

 

Na Ceasa, por ocasião da 8ª edição da Feira do Peixe, a expectativa é de que sejam comercializados 60 toneladas de diferentes espécies como Tambaqui, Matrinxã, Filhote e Dourado, além de 250 toneladas de hortifrutigranjeiros.

 

Nesta quinta-feira, 29, a movimentação era intensa no espaço da Feira do Peixe. Os feirantes e proprietários de peixaria avaliam que este ano o comércio na Semana Santa está bem mais movimentado que o mesmo período de 2017.

 

O secretário municipal de Agricultura, Mário Jorge Fadel, reforça que a estrutura montada em parceria com os produtores, os preços relativamente acessíveis e a divulgação ajudam no volume do comércio nos mercados e feiras.

 

“Este ano a movimentação é mais intensa. Tanto é que a gente fez uma projeção de 60 toneladas só aqui na Ceasa. Ano passado foram 45. Nós conversamos com os produtores e conseguimos com o que o quilo seja praticado ao preço de R$ 10, ou seja, 20% do que estava há duas semanas atrás. Além disso teve a divulgação, o que também faz com que a Ceasa hoje esteja bastante movimentada”.

 

Somente a Feira do Peixe na Ceasa tem o envolvimento de mais de 40 psicultores locais, além de 100 produtores em mais de 30 negócios da economia solidária.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS