close
logorovivo2

Chicago despenca mais de 40 pts após taxação chinesa sobre grão americano

O milho também foi incluso na nova lista chinesa, que conta com mais de 100 produtos e perde mais de 10 pontos na CBOT na manhã de hoje.

NOTICIASAGRICOLAS

4 de Abril de 2018 às 09:15

Chicago despenca mais de 40 pts após taxação chinesa sobre grão americano

FOTO: (Ilustrativa)

Os futuros da soja negociados na Bolsa de Chicago estão despencando nesta sessão de quarta-feira (4) após o anúncio de taxação da China em 25% sobre a soja importada dos Estados Unidos. O milho também foi incluso na nova lista chinesa, que conta com mais de 100 produtos e perde mais de 10 pontos na CBOT na manhã de hoje. 

 

Por volta de 7h45 (horário de Brasília), os principais contratos da commodity perdiam entre 45 e 47,50 pontos, com o maio/18 já sendo negociado a US$ 9,90 por bushel na manhã de hoje. As demais posições lutavam para manter o patamar dos US$ 10,00 por bushel. 

 

"O maior impacto é sobre a soja, já que o impacto no comércio é muito intenso, com mais de 35 milhões de toneladas da soja exportada pelos Estados Unidos indo para a China", diz Michael Portier, da consultoria Agritel à Reuters Internacional. "Mas acredito que seja um primeiro movimento mais exagerado, porque a América do Sul não tem condições de suprir toda a demanda da China sozinha, especialmente depois da seca na Argentina", completa. 

 

Já para um trader europeu, "é a chegada de uma tempestade ao mercado e que poderá causar uma grande ruptura no mercado global de soja". 

 

Analistas internacionais afirmam ainda que é preciso o mercado estar atento aos detalhes dessas tarifações, buscando saber como e quando a China irá implementar essas tarifas. "Mas, no curto prazo é muito severo para os preços, já que há muitos investidores vendendo forte seus futuros agora para fazer perguntas depois", diz Matt Ammermman, gerente de risco de Commodity da INTL FCStone. 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS