close
logorovivo2

Colheita mecanizada do café reduz fortemente os custos da operação

A colheita sempre foi considerada a operação mais custosa no processo de produção de café.

NOTICIASAGRICOLAS

25 de Abril de 2018 às 16:13

Colheita mecanizada do café reduz fortemente os custos da operação

FOTO: (Divulgação)

 A colheita mecanizada do café apresenta alto rendimento operacional e custos mais baixos na operação, mas é preciso, ainda, otimizar a parte relativa à colheita do café  do chão, esta, por incrível que pareça, tem se mostrado com custo semelhante e, certas vezes, até mais do que a colheita do café do pé.

 

A colheita sempre foi considerada a operação mais custosa no processo de produção de café. Tradicionalmente, com base na colheita manual,  se diz que ela representa cerca de 30-40 do custo total de produção, portanto, parcela muito significativa a ser considerada na redução de despesas na lavoura cafeeira.

 

A colheita mecanizada, que vem crescendo ano a ano,  tem sido a forma de alcançar redução dos custos, pela rapidez e bom rendimento do maquinário. Para se ter um parâmetro analisou-se, recentemente, os custos operacionais com a colheita mecanizada de café em 7 fazendas do Sul de Minas, em áreas de produtores médios e grandes, perfazendo mais de 3000 há de lavouras existentes e colhidas nessas propriedades.

 

Os rendimentos obtidos na safra cafeeira de 2017 variaram, para uso da colhedora mecanizada de 3-5 horas por ha e até 8h/ha, no caso de 2 passadas, ao preço horário de 130-200,00, perfazendo, assim, custo total de retirada do café das plantas, de R$600,00 – 1200,00 por há. Para a colheita do café de varrição, com os implementos mecanizados, tipo varre-tudo seguido da recolhedora, os rendimentos obtidos variaram, as 2 operações, de 6 a 8 horas por há ao preço da hora de 100,00 – 120,00, perfazendo, assim, um custo total de R$ 700,00 a 1000,00/há, isto para colher a menor parte do café, cerca de 20 -30% dependendo da época de colheita, aí incluído, inclusive, pouco mais de 10% de frutos derrubados e não recolhidos pela colhedeira.

 

Nas mesmas condições, onde a produtividade média das lavouras variou de 30-36 scs/ha, áreas colhidas manualmente demandaram de 30-37 hd/ha, ao custo médio de cerca de 90,00 por dia, ou uma despesa global de 2700,00 a 3400,00 por ha.

 

Nessas condições levantadas a colheita mecanizada do café do pé representou cerca de 5-10 % do custo total e  a colheita do café de varrição, em proporção semelhante. Já a colheita manual representou cerca de 30-42% das despesas totais de produção, nas lavouras assim colhidas.

 

A estes custos, em ambos sistemas de colheita, pode-se acrescer cerca de 200,00 por há para a preparação do terreno para a colheita, usando um varredor mais a trincha.

 

Na avalição do custo por saca colhida com as despesas operacionais mecanizadas, considerando um exemplo de 75% de café do pé e 25 do chão, na produtividade de 35 scs/ha, cada saca colhida do pé (26,5 scs/há) ficaria por uma média de 34,00 por saca, enquanto o café do chão(8,5 scs/há) ficaria em cerca de 106,00 por saca, cerca de 3 vezes mais caro, isto mesmo diante de uma qualidade  preço inferiores deste café.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS