close
logorovivo2

LAVOURA: Preocupados com clima e preço, agricultores estão em plena colheita de soja

Cerca de 5% a 10% das lavouras estão colhidas

FOLHADOSULONLINE

21 de Janeiro de 2019 às 11:42

LAVOURA: Preocupados com clima e preço, agricultores estão em plena colheita de soja

FOTO: (Divulgação)

Os produtores rurais da região de Cerejeiras estão em plena colheita de soja neste momento. Apesar de o andamento da colheita estar indo bem, duas preocupações atormentam os agricultores neste momento.


 


CLIMA


 
A primeira preocupação é com o clima. Embora, nesta semana, o tempo esteja bom para colher, chuvas muito pesadas num futuro próximo podem prejudicar o andamento das atividades. Até o momento, não existem relatos de perdas de qualidade de grão por conta do excesso de chuvas. Quando o grão está bem formado, a soja tem um intervalo muito curto para ser retirada do campo, secada e armazenada. O excesso de umidade causa deterioração do grão, perdas de peso e de qualidade. Tudo isso é descontado do produtor.  

 


 
PREÇO


 
Já a segunda preocupação é com o mercado. No final do ano passado, a saca de soja chegou a R$ 70,00. Nesta semana chegou a ser cotada à R$ 55,00.


 
Segundo o agrônomo Hugo Dan, da AgroFarm, empresa de Pesquisa agronômica em Cerejeiras, o produtor rural pode se prevenir destas oscilações de preços através de “travamento” ou operações no mercado futuro. Ou seja, o produtor vende sua produção (ou parte dela) para uma empresa compradora a fim de assegurar os custos. “O produtor tem que saber os seus custos, ir vendendo aos poucos, aproveitando as oportunidades de mercado, fazendo um preço médio que traga rentabilidade ao negócio”, diz Hugo Dan. “A guerra comercial entre os Estados Unidos e a China e excesso de oferta de soja no mundo deixa o mercado muito volátil”, complementa o agrônomo.
 


De acordo com Cláudio Silveira, gerente da Copama, cooperativa de agricultores em Cerejeiras, os cooperados são orientados a se proteger desta variação de mercado. “A cooperativa orienta cada produtor cooperado a travar a venda de parte da safra, pelo menos o suficiente para cobrir o custo de produção. Este travamento deve ser feito até o último dia do ano”, diz o gerente.

 


 
ANDAMENTO DA COLHEITA


 
Segundo o presidente do Sindicato Rural de Cerejeiras, Jair Roberto Gollo, cerca de 5% a 10% da soja da região já foram colhidas. Ou seja, a colheita está ainda no início. Este número também foi confirmado pelo gerente da Copama, Claudio Silveira, e pelo engenheiro agrônomo, Hugo Dan.

 


 
PRODUTIVIDADE


 
Ao FOLHA DO SUL ONLINE, o produtor rural Claudiney Demarco afirma que a produtividade deste ano está praticamente igual ao do ano passado, talvez um pouco menor. “Os primeiros talhões colhidos, em relação ao ano passado, tem uns que estão produzindo mais, outros menos. No total, avalio que estou colhendo um pouquinho menos”, disse o agricultor.


 
O engenheiro agrônomo Hugo Dan confirma que esta safra de soja estará dentro do intervalo em relação à safra anterior. “Até o momento a produtividade média da região varia entre 45 a 78 sacas por hectare. Estamos no início da colheita, sendo muito precoce qualquer afirmação. Estamos caminhando para uma safra considerada boa”, disse o agrônomo. E complementa: “O problema é que a Agricultura está passando por uma fase difícil. Cultivar a terra exige muito investimento e tecnologia, os custos estão muito elevados e o produtor está descapitalizado, pois as margens são muito pequenas e qualquer erro pode ser catastrófico. Tivemos um clima bem diferente este ano”.
 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS