close
logorovivo2

AGRICULTURA FAMILIAR: Produtores devem se recadastrar no Programa de Aquisição de Alimentos

O PAA foi criado em 2003 para apoiar o acesso à alimentação e incentivar a agricultura familiar

SECOM

4 de Fevereiro de 2019 às 14:12

AGRICULTURA FAMILIAR: Produtores devem se recadastrar no Programa de Aquisição de Alimentos

Produtores e entidades assistenciais devem se recadastrar para próxima etapa do PAA FOTO: (Secom)

Os produtores da agricultura familiar que participam do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) já podem procurar as prefeituras, bem como os escritórios da Emater-RO nos municípios para se cadastrarem na próxima etapa do programa.

 

Anualmente os produtores renovam seus cadastros para que possam vender produtos da agricultura familiar ao PAA que é operacionalizado pela Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri), em parceria com a Emater-RO e as prefeituras que estão aderindo para participar do programa.

 

Nessa modalidade de compra direta e doação simultânea, as entidades sociais que recebem os alimentos do PAA em doação também devem renovar seus cadastros para continuarem a receber os alimentos.

 

Essa nova etapa do PAA começará a ser operacionalizada no próximo mês de março.

 

 

CENTRAIS DE RECEBIMENTO DE ALIMENTOS

 

A coordenadora Estadual do PAA e gerente de Segurança Alimentar da Seagri, Renata Esteves, disse que treze prefeituras já estão formalizando documentos para aderir ao programa e trabalhar em conjunto. Segundo ela, todos os municípios receberão, a partir do próximo mês, equipamentos para compor as pequenas centrais de recebimento dos alimentos nos municípios.

 

Serão kits contendo conjuntos de informática com computador, nobreak, impressora, mesas, cadeiras, palets, balanças e freezers. Também serão entregues 39 caminhões para transporte de alimentos. Tão logo sejam formalizados os convênios com as prefeituras, os equipamentos já começarão a ser entregues.

 

O secretário Evandro Padovani, da Seagri, esteve no Ministério da Agricultura na semana passada pedindo a agilidade na entrega dos equipamentos, bem como a liberação da próxima cota de compra do PAA. Segundo ele, é intenção do governador coronel Marcos Rocha dar agilidade e desburocratizar os programas que estão dando respostas satisfatórias para o desenvolvimento do setor agropecuário de Rondônia.

 

O PAA foi criado em 2003 para apoiar o acesso à alimentação e incentivar a agricultura familiar. Em Rondônia, o programa é operacionalizado desde 2010 e já investiu mais de R$50 milhões na aquisição de produtos como hortaliças, legumes, queijos, frutas e cereais, colaborando para a diversificação da agricultura familiar. O agricultor pode vender uma cota anual de até R$6.500 reais. Os produtos adquiridos em compra direta são doados a entidades sócioassistenciais que trabalham com populações vulneráveis.  No ano passado, o PAA atendeu a 3.272 agricultores familiares e atingiu a mais de 250 mil pessoas em situação de risco alimentar.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS