close
logorovivo2

TVI encontra no Brasil português adotado por bispo da Universal

Paulo Edir disse que viveu com documentos falsos até 18 anos

DA REDAÇÃO

20 de Janeiro de 2018 às 09:32

TVI encontra no Brasil português adotado por bispo da Universal

FOTO: (Divulgação)

Paulo Edir Barbosa Brovini, 24, é protagonista de mais um capítulo no suposto esquema de adoção ilegal de crianças montado pela Igreja Universal do Reino de Deus (IURD), em Portugal. Conforme reportagem exibida pela emissora portuguesa TVI, na noite desta sexta-feira (19), o jovem teria sido traficado de Lisboa para o Rio de Janeiro pelo bispo Airton Brovini e a esposa dele, Marilene Barbosa Brovini.

 

Os dois aparecem como pais na certidão de nascimento, supostamente falsa, de Paulo Edir. Batizado com o nome do bispo fundador da Universal, Edir Macedo, que foi homenageado no batismo de Paulo Edir, o jovem disse que viveu com documentos falsos a vida inteira. Ele lembrou que sabia que tinha sido retirado de um lar da IURD, mas Marilene só o adotou legamente quando ele completou 18 anos.

 

VEJA MAIS

 

 

 

 

"Não entendia porque nunca viajava sem ser de carro e porque de vem em quando era levado pela Justiça para lares de crianças em risco", contou. Segundo Paulo Edir, assistentes sociais o levaram pelo menos quatro vezes. Na época, a Justiça brasileira questionava como a criança tinha saído de Potugal sem documentação.

 

Como não conheceu o pai, que faleceu quando Paulo Edir tinha 3 anos, ele falou à TVI que sempre procurava saber "da própria verdade", até que chegou à TVI por um amigo, que tinha visto as dez reportagens da série "Segredo Dos Deuses", exibida em dezembro.

 

 

"Meu amigo viu no YouTube e me avisou sobre essas matérias, dizendo que era sobre crianças adotadas clandestinamente", lembrou. Assim, Paulo Edir acabou por descobrir que seria filho de Teresa da Silva Dias Pereira Aires. A mãe, que já tinha outro dois filhos, o deixou no lar da IURD por ele ter sido concebido fora do casamento. Os parentes remanescentes da família biológica dele - a irmã, o meio-irmão e tia-avô - ficaram surpresos.

 

Apesar da PGR (Procuradoria-Geral da República) de Portugal afirmar que não encontrou irregularidades em alguns dos processos usados para acusar a Igreja Universal de promover adoções irregulares, as investigações sobre o assunto continuam em outras frentes. Há diversas acusações contra a igreja no âmbito das dez reportagens da TVI.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS