close
logorovivo2

Menino leva choque de alta-tensão ao soltar soltar pipa com fio de cerca elétrica

Vítima de 11 anos está internada na ala vermelha da Santa Casa. Energisa ressaltou que nível da voltagem na rua onde ocorreu o fato é de 13,8 mil volts

MÍDIA MAX

20 de Março de 2018 às 10:28

Menino leva choque de alta-tensão ao soltar soltar pipa com fio de cerca elétrica

FOTO: (Danúbia Rolon/Arquivo Pessoal)

Um menino de 11 anos levou um choque ao soltar pipa no bairro Ramez Tebet, em Campo Grande. Ele está internado desde a última sexta-feira (16), na ala vermelha da Santa Casa. O Corpo de Bombeiros é quem fez o socorro e constatou que a vítima estava com uma linha de cerca elétrica na mão e a encostou na alta-tensão, levando queimaduras de 1° e 3° grau.

 

"Houve um estouro e ele caiu no chão. Meu filho estava descalço, então atingiu os pés e outras partes do corpo. Nós temos o costume de ficar em frente de casa e ele solta pipa aqui e no entorno, justamente o que ocorreu na sexta. Ele saiu e voltou para pegar a pipa, mesmo eu brigando para ele ficar aqui perto da gente. O irmão dele estava junto e eu não vi o momento em que eles pegaram esse fio de arame", comentou a dona de casa Danúbia Cristiane Marques Rolon, 34.

 

Quando aconteceu, um vizinho percebeu que o menino estava enrolando a língua, ainda de acordo com a mãe. "Eu gritei desesperada, pensando que ele não iria sobreviver. O vizinho então ajudou e as pessoas chamaram o Corpo de Bombeiros e o Samu. Um deles que fez o socorro me disse que era um milagre ele sobreviver a alta tensão e que eu poderia marcar a data do nascimento dele novamente", relembrou Rolon.

 

 

A família recebeu orientações para hidratar bastante a criança. Os pais estão desempregados e, por isso, pedem doações de produtos como água de coco, leite e bolachas.

 

Conforme a assessoria de imprensa da Santa Casa, o menino teve queimaduras de 1ºgrau no nariz. Já o lado esquerdo do tórax, além das mãos, pés e braço direito foram de 2° e 3° grau. A criança está sendo monitorado pela equipe de cirurgia plástica do hospital, está consciente e fazendo uso de antibióticos.

 

Orientações

 

A concessionária de energia elétrica do estado - Energisa - ressalta que o nível da voltagem (tensão) na rua onde ocorreu o fato é de 13.800 volts e que a orientação é que as crianças soltem pipa em locais abertos e afastados da rede elétrica. Além disso, jamais devem usar fios metálicos ou cerol e, caso a pipa fique presa, nunca tentar resgatá-la.

 

A Energisa reforça ainda que, quanto maior a tensão, maior é o risco de choque elétrico, e pede para que a população não se aproxime dos fios e cabos condutores de energia, considerando sempre que podem estar energizados.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS