close
logorovivo2

TENSÃO NA FRONTEIRA: Estudantes na Bolívia vivem medo e terror após morte cruel de brasileiro

A imagens dos últimos momentos do brasileiro, mesmo tratadas, são chocantes. A execução acendeu a luz vermelha nas relações entre brasileiros e bolivianos, que fazem denuncias de ameaças em vídeo. Confiram. Material impróprio para menores de 16 anos.

DA REDAÇÃO / ELDEBER.COM

22 de Novembro de 2018 às 15:52

TENSÃO NA FRONTEIRA: Estudantes na Bolívia vivem medo e terror após morte cruel de brasileiro

FOTO: (Redes Sociais)

Por Santiago Roa - Jornalista

 

Imagens feitas por bolivianos apresentam de forma vil e cruel os últimos momentos de um brasilero na Bolívia. Até ontem não havia a identificação do homem que tentava ,calmamente, arrefecer a fúria de moradores da cidade de San Julian, situada a 150 quilômetros a noroeste de Santa Cruz de La Sierra. Hoje foi descoberto que a vítima trata-se de Vinicius Chagas Maciel, 32 anos.

 

A partir daí várias pessoas entraram em contato com o Rondoniaovivo, fontes e amigos, para tentar ajudar a família e entender o fato. Estudantes assustados com tratamento recebido por brasileiros estão enviando vídeos que mostram a preocupação e desespero. Acompanhe as atualizações da matéria e ainda, a explicação do Delegado de Polícia de San Julian que disse nada poder ter feito no caso, temendo represálias contra seu efetivo. 

 

Maciel saiu do Amapá faz sete meses e era ajudante de mecânico, separado e tinha uma filha. Trabalhava na Bolívia na intenção de cursar Medicina, mas após tentar efetuar uma cobrança dos sapatos que vendia, acabou sendo acusado de portar uma arma, o que ele contestou até o fim e o final foi trágico.

 

Os famliares dizem que foi aterrorizante saber o ocorrido e aforma do mesmo. “Soubemos da pior forma, através do Facebook, que foi como repercutiu o caso lá. Foi uma tortura e uma barbárie o que fizeram e eles ficavam postando no ‘face’. Como ele foi a trabalho, muitos conhecidos começaram a nos marcar nas postagens. Foi horrível. Minha mãe e todos nós estamos em choque. Desde terça-feira (20), às 18 horas, quando ficamos sabendo, ela está sedada”, relatam familiares da vítima.

 

Informações de jornais bolivianos juntamente com de estudantes e amigos da vítima via rede social afirmam que o brasileiro foi enforcado por uma multidão que correu atrás dele e o alcançou. O motivo foi um casal que alegou ter sido cobrado por uma suposta dívida por dois homens armados. O outro brasileiro conseguiu fugir do lugar em uma caminhonete.


A família discorda a versão de assalto e de estarem armados, pois o que se diz por meio de fontes que temem se identificar é que Maciel seria vendedor de sapatos e teria retornado para cobrar uma dívida. No vídeo ele diz ao tentar conversar que vinha fazer uma cobrança de anos, a pedido de um senho de porte grande e que não lembrava o nome. Com a divulgação da simagens os parentes desejam ter o coporo para o sepultamento. Irmãos e a mãe dele moram no município de Santana, onde ele nasceu. A cidade fica cerca de 17 quilômetros de Macapá, capital do Amapá.

 

 

Confira a certidão de Nada Consta publicado pelo Jornal Boliviano "El Deber.Com"

 

 

 

'No era un bandido', quién era el brasileño linchado en San Julián, según su familia. Este foi o título do periódico EL Deber no dia de hoje. :Confira o que foi noticiado hoje na Bolívia sobre o caso. www.eldeber.bo

 

Vídeo

Um vídeo que circulou em redes sociais, mostra Vinicius tentando explicar o ocorrido aos bolivianos, mas ele seria morto em seguida. Nele ele tenta dizer que tinha um celular e não uma arma. Ensandecidos a população ao meio de tapas, chutes e golpes com pedaços de pau, iam definindo o julgamento que tirou a vida do brasileiro.

 

 

Apelo

Como se não bastasse a dor da família, agora é arcar com os custos para poder sepultar a vítima em sua cidade perto de seus entes. Confira o pedido de ajuda:

 

Estudantes

Jocimar Ribeiro, estudante de medicina na Universidade Federal da Bolívia em Puno conta o que vive e apela para poder terminar seus estudos no Brasil. Confira o Vídeo:

 

 

 

 

 

Em instantes a versão do delegado de San Julian e vídeo de estudante de Medicina ameaçado. 

Aviso!

O Rondoniaovivo está com espaço aberto para receber vídeos ou áudios de estudantes relatando o que vivem, afirmando ameaças ou discordando das mesmas, com o objetivo de tranquilizar as famílias ou  alertar as autoridades, bem como embaixada Brasileira na Bolívia (Itamaraty), bem como a embaixada Boliviana no Brasil.

Mais informações em instantes...

 

 

Fontes complementares de apoio: El Deber.com.bo e Painel Político

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS