close
logorovivo2

'CHAPÉU MEXICANO': Jovem é arremessado de brinquedo em parque irregular

5º GBM confirmou falta de vistoria técnica no loca

SELESNAFES.COM

24 de Novembro de 2018 às 09:45

'CHAPÉU MEXICANO': Jovem é arremessado de brinquedo em parque irregular

FOTO: (SelesNafes.com)

Uma brincadeira ousada quase acabou em tragédia no município de Santana, a 17 quilômetros de Macapá. O jovem Willian Araújo, de 19 anos, ficou com lesões no rosto e teve os dentes quebrados após ser arremessado de um brinquedo em um parque irregular, instalado na Praça do Fórum, localizada no Bairro Vila Amazonas, área central do município.

 

O jovem teria tentado ficar em pé no brinquedo e destravou o encaixe de segurança. Com a velocidade, ele caiu. 

 

 

Segundo o 5° Grupamento do Corpo de Bombeiros Militar (5ºGBM), por volta das 23h00, uma ambulância foi ao local e constatou que a vítima da queda estava com hemorragia nasal. Populares relataram que o jovem foi arremessado do brinquedo denominado “Chapéu Mexicano”.

 

A vítima estava consciente, mas verbalizando com dificuldades. Foi feito o primeiro atendimento e não encontraram fraturas nos membros ou sinal de outra hemorragia”, informou a sargento Helen.

 

Dentro da ambulância, Willian Araújo relatou que é funcionário do parque e que estava no brinquedo em movimento quando foi arremessado, colidiu com um poste e depois caiu na calçada.

 

A guarnição fez os devidos procedimentos e o transporte do rapaz para o Pronto Socorro de Santana, para atendimentos posteriores.

 

O portal SelesNafes.com procurou o proprietário do parque na tarde desta sexta-feira (23), mas no ambiente só se encontravam dois funcionários. Um deles contrariou a versão da vítima.

 

Era cliente. Nós orientamos todos os clientes a se manter na posição de segurança determinada antes do brinquedo ser ligado, não sabemos o porquê dessa atitude”, disse o funcionário que não será identificado.

 

 

Alvará de funcionamento

 

O Corpo de Bombeiros Militar de Santana informou que o setor de vistorias técnicas afirmou que o dono do parque deu entrada no processo de solicitação de alvará na quarta-feira (21). Como a vistoria precisa ser feita através de engenheiro e o município não conta com o profissional, o parque não poderia funcionar.

 

A solicitação é encaminhada para o Centro de Atividades Técnicas, em Macapá, onde vai designar um engenheiro e a equipe para fazer a vistoria do parque, serviço que ainda não foi feito pela grande demanda”, finalizou a sargento.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS