close

A PÉ: Homem cai no “golpe do amor” e decide andar mais de 4 mil quilômetros

“Quero que ela seja feliz e siga a vida dela”, diz jovem iludido nas redes sociais

SBT

19 de Junho de 2019 às 15:32

A PÉ: Homem cai no “golpe do amor” e decide andar mais de 4 mil quilômetros

FOTO: (Divulgação)

Desempregado, sem dinheiro e sem moradia fixa, homem apostou a sorte em um namoro virtual para mudar de vida e só depois de viajar 4.441 km descobriu que havia sido vítima de um golpe.



Júlio Cesar da Silva, de 27 anos, é natural da cidade mineira de Juiz de Fora e conheceu uma mulher em Cruzeiro do Sul, no Acre, por meio de uma rede social. Ele conta que o namoro virtual começou no natal de 2018 e,  depois de algumas conversas, a mulher lhe convenceu a vir embora para a cidade acreana para viverem juntos.


Desde que chegou à cidade, em Janeiro de 2019, Júlio conta que nunca viu a mulher com quem falava todos os dias.



Quando tentou contato com ela por telefone foi tratado com desprezo e ignorado. Sem ter para onde ir, o homem conta que ficou morando na rua até tomar a decisão de voltar para Minas Gerais depois de seis meses tentando conhecer a mulher com quem pensou que ia viver junto



Ela me prometeu muitas coisas, eu estava confiante que tinha encontrado a pessoa da minha vida, minha vida ia mudar e depois de seis meses vivo esse pesadelo. Ela só falou comigo por telefone, me tratou mal e nem quis me ver”, lamenta.



Ainda segundo Silva, ele chegou a ir até a casa da mulher amada, mas não a encontrou.



Ela me deu toda a segurança que íamos viver juntos, me deu todos os dados juntos de telefone dela, endereço da casa, mas acabou que ela me enganou,” conta entristecido.



Apesar da desilusão, César afirmou que não tem raiva da garota e quer que ela seja feliz.



Apesar do que aconteceu, eu quero dizer para todas as pessoas e para a família dela que não tenho raiva dela e que nem penso em fazer mal a ninguém, só vim porque ela me chamou. Quero que ela seja feliz e siga a vida dela, apesar de não tê-la conhecido”, disse.



O mineiro não esperou ajuda e resolveu seguir a pé pela BR-364, na esperança de encontrar alguém que lhe dê uma carona para chegar até sua cidade Juiz de Fora.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS