close

CONTRADIÇÃO: Suposto hacker fazia campanha para Bolsonaro nas redes sociais

Danilo Cristiano Marques, preso pela PF, publicava em suas redes sociais seu apoio à Bolsonaro e Moro

NOTÍCIAS AO MINUTO

26 de Julho de 2019 às 08:49

CONTRADIÇÃO: Suposto hacker fazia campanha para Bolsonaro nas redes sociais

FOTO: (Divulgação)

Preso acusado de integrar grupo de hackers que invadiu celulares de autoridades, o motorista Danilo Cristiano Marques, de 33 anos, é conhecido por familiares e amigos por ser bolsonarista fervoroso.

 

Em entrevista para a revista 'Veja', pessoas próximas a Marques contaram que se surpreenderam quando ele foi acusado de ter promovido com o grupo os supostos ataques aos principais nomes do atual governo, uma vez que o motorista fez campanhas para Bolsonaro durante as eleições. 

 

Danilo Cristiano Marques é amigo de Walter Delgatti Neto, 30, e Gustavo Henrique Elias Santos, 28, que são os principais suspeitos de terem comandado os supostos ataques. A principal prova contra o motorista é o IP de um dispositivo cadastrado no seu nome, de onde teriam hackeado às autoridades.

 

Redes Sociais de Danilo

 

Em suas publicações no Facebook, o motorista declarava apoio a Bolsonaro e Moro e, inclusive, publicava vídeos ao vivo de comícios em prol do candidato do PSL. Marques também usou as suas redes para fazer críticas ao ex-presidente Lula e à campanha Lula Livre. 

 

Marques colocava em suas fotos de perfil referências à Bolsonaro e criticava petistas com memes e usa termos pejorativos contra o partido de esquerda.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS