close
logorovivo2

VIOLÊNCIA: Mulheres detalham agressões de Biel: 'Fechou a porta na minha mão'

As denúncias foram feitas depois da briga do cantor com a ex-mulher, Duda Castro

NOTÍCIAS AO MINUTO

7 de Junho de 2018 às 11:15

VIOLÊNCIA: Mulheres detalham agressões de Biel: 'Fechou a porta na minha mão'

FOTO: (Divulgação)

A extensa lista de polêmicas de Biel parece longe de acabar. Depois do escândalo envolvendo sua ex-mulher, Duda Castro, o cantor foi acusado de assédio e agressão por mais três mulheres. Temendo represálias, as denunciantes pediram para ter a identidade preservada, mas detalharam suas histórias ao Extra.

 

A fotógrafa J. contou sobre a situação que passou com o cantor durante o “Twerk Music festival”: "Fiz fotos de pessoas que estavam ali pra curtir. O primeiro show rolou, a pessoa me recebeu no camarim e foi tudo de boa. O segundo show era do MC Biel e ele não me deixou chegar perto dele. Ficou trancado no camarim com algumas pessoas. No finalzinho da noite, um rapper americano, que era a atração desse evento, entrou no palco, e logo depois o Biel entrou. Pedi licença para o rapper para tirar uma foto e Biel me empurrou, pedindo que me tirasse de perto dele. As pesoas que estavam ali, assistindo, riram de mim, me senti muito humilhada”, conta J.

 

A estudante L. contou sobre uma festa junina que foi na casa do cantor, onde estavam presentes amigos, familiares do rapaz e alguns fãs. “Ele subiu num balcão, dançou cantou e eu fiquei no meu canto na hora das fotos. Ele desceu e quis saber por que eu não posei. Eu expliquei e ele não gostou. Mais tarde, já alterado, me empurrou para dentro de um banheiro e tentou transar comigo à força”, relata a estudante.

 

Outro relato, feito pela modelo G., detalhou um chocante caso de assédio sexual e agressão depois de ficar com o rapaz: "Saímos de uma festa e fomos para o apartamento dele. Eu, uma amiga , um amigo dele e outra menina. Isso no Rio, na Barra da Tijuca. Estávamos no quarto. Ele quis transar. Eu disse não. O Gabriel pegou minha cabeça com força e colocou na frente das partes íntimas dele. Comecei a gritar e pedi para ir embora. Ele abriu a porta do quarto, me empurrou. Minha bolsa ficou lá dentro. Implorei para ele abrir. Ele abriu, eu peguei a bolsa e ele fechou a porta na minha mão", relatou a modelo.

 

As jovens declararam, ainda, que não denunciaram na época por medo de julgamento e de não serem levadas a sério.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS