close
logorovivo2

MOMENTO LÍTERO CULTURAL

POR SELMO VASCONCELLOS

24 de Julho de 2018 às 08:34

MOMENTO LÍTERO CULTURAL

FOTO: (DIVULGACÃO)

 

KLEON MARYAN - EM MEMÓRIA

 

Lutar cotidianamente contra

“Forças invisíveis” que nos esmagam

É questão de honra, de sobrevivência.

 

IVES GANDRA DA SILVA MARTINS – SÃO PAULO, SP

 

Sem sacrifícios, não seremos felizes, nem aqui na terra, nem na vida eterna.

 

JÚLIA TRINDADE – PORTO VELHO, RONDÔNIA

CONTATO

 

É madrugada.

Ouço o barulho do avião,

e insone

sinto o aperto de tua mão

no voo do primeiro encontro.

 

MÁRCIA BARROCA – RIO DE JANEIRO, RJ

NAUFRÁGIO

 

Imperativamente

comandas minha vida

 

Náufraga solitária

em busca de carinhos

Soçobrei!

 

EMIL DE CASTRO - MANGARATIBA / RJ.

RETRATOS

 

Estes retratos que transporto

não são meus, não são bem retratos.

Apenas memórias das coisas que amei

e que amando-as fiz-me ausência

neste galopar de madrugada que se esvai.

 

São vultos da infância, não são rostos.

Mas restos de mim que me procuro em vão.


QUAL MENSAGEM DE INCENTIVO VOCÊ DARIA PARA OS NOVOS POETAS?

 

ANITA COSTA PRADO – SÃO PAULO, SP - Que não vejam a poesia como veículo para projeção pessoal e sim como uma maneira de expor sentimentos e opiniões, de forma densa e compacta.


Que não desanimem por não se sentirem compreendidos por alguns; sempre haverão outros que  entenderão sua mensagem.


Que não reclamem por não serem publicados quando qualquer esquina oferece uma copiadora capaz de reproduzir por um bom preço, o suficiente para um livreto poético simples mas eficiente.


E principalmente: leiam, leiam e leiam.
Poesia, conto, crônica, romance. Tudo.
O poeta precisa adquirir conhecimentos, ter uma bagagem de leitura.

 

HUGO PONTES – POÇOS DE CALDAS, MG

 

Combate

 

No terceiro round:

entre um guisado e um assado,

o peso pesado

nocauteou

o assalariado

 

AGUEDA MAGALHÃES – JOÃO PESSOA, PB

 

A saudade

das ausências consentidas

congestiona-me.

A natureza percebe

chora comigo.

O vento

sopra

mansamente.

Os lilases chorosos

caem por terra,

silenciosamente,

róseos.

Tecem

liricamente

a paisagem bucólica:

As flores adormecidas,

tapete compassivo,

rendem-se aos meus pés.

E nesse caminho

de atento e luz

a melancolia passeia

sem nunca encontrar

a porta de saída.

 

SELMO VASCONCELLOS

 

Psiu!!!

Declame em voz alta.

Psiu!!!

Reclame em voz baixa.

 

QUAL A IMPORTÂNCIA DA BIBLIOTECA PARA VOCÊ?

 

REYNALDO VALINHO ALVAREZ - RIO DE JANEIRO / RJ
As bibliotecas tiveram enorme influência sobre o menino, o adolescente e o jovem que fui, tanto na escola primária, quanto nos antigos cursos ginasial e clássico ou, mais tarde, nos ambientes universitários. Elas me revelaram mundos repletos dos mais atraentes e generosos convites para desfrutar o prazer da leitura, portas abertas para o conhecimento e a imaginação. Para resumir, basta dizer que elas me conduziram e me conduzem a viagens impossíveis de esquecer.

 

LIVROS RECOMENDADOS

 

ANÍSIO GORAYEB – DOCES LEMBRANÇAS – Relatos Memorialistas

 

MONTEZUMA CRUZ – DO JEITO QUE VI – Fragmentos da trajetória (Brasil-Paraguai-Argentina), Planalto Central, Amazônia Ocidental Brasileira e São Luís do Maranhão

 

JÚLIO OLIVAR – A CIDADE QUE NÃO EXISTE MAIS

 

25ª BIENAL INTERNACIONAL DO LIVRO DE SÃO PAULO – 3 a 12 de agosto de 2018.

MAIS COLUNAS

Selmo Vasconcellos

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS