close
logorovivo2

Lenha na Fogueira

Por Zekatraca

DA REDAÇÃO

14 de Dezembro de 2017 às 10:59

Lenha na Fogueira

FOTO: (Divulgação)

Somente agora, estamos publicando a lista dos habilitados e inabilitados referente aos Editais da Sejucel. Outro dia publiquei uma relação de nomes e postei que eram os nomes dos contemplados.

*******

Na verdade, era o nome dos integrantes da Comissão de Habilitação dos caras que estão analisando os Projetos. Na realidade reanalisando, os que foram considerados inabilitados por falta de alguns documentos. Os proponentes desses Projetos, tem um tempo mínimo para apresentar a documentação exigida.

*******

A lista final deve ser publicado até o próximo dia 27, segundo a Marcela Bonfim. Creio que assim como aconteceu com o primeiro Edital Zezinho Maranhão de Música cujo resultado foi publicado em dezembro de 2016 e os contemplados realizaram os shows a partir de março. Assim vai acontecer com os editais deste ano.

*******

O certo é que o governo estadual está de parabéns, ao utilizar a nova forma de fomentar a cultura em nosso estado. Agora, como diz o superintendente Rodnei Paes, os recursos da cultura são distribuídos democraticamente.

********

As festas de natal estão a todo vapor. O que ainda não pode ser apreciado em sua plenitude, pela população de Porto Velho, foi a decoração natalina da Praça da Madeira Mamoré, por sinal, muito bonita.

*******

Pois, desde domingo, quando o prefeito abriu oficialmente o “Natal Iluminado”, que a chuva não deu trégua, assim sendo, as famílias não curtiram a Árvore de Natal da Santo Antônio Energia cuja iluminação funciona sincronizada com a música (especial) que fica tocando. É muito bonita a dança das luzes em sincronia com a melodia.

*******

Esse é o problema do mês de dezembro, chove demais. Inclusive se eu fosse o Ernesto Melo dava uma trégua na Fina Flor do Samba. Parava até fevereiro e voltava depois do carnaval em grande pompa. Aí o inverno amazônica já estará no final e o público com saudade.

*******

Por falar em saudade, a Presidente da Banda do Vai Quem Quer Siça Andrade postou nas redes sociais, que as camisetas para o desfile do próximo ano do maior bloco da região norte, já estão sendo confeccionadas.

*******

Ela só não disse qual será o tema. Esse negócio de tema da Banda, desde sua fundação sempre despertou a curiosidade de muita gente. Por tradição o nome do enredo da Vai Quem Quer, só é divulgado no dia do lançamento das camisetas.

********

O problema era que Manelão achava que divulgando o tema com muita antecedência os “Piaratas” falsificariam as camisetas e realmente isso aconteceu algumas vezes. Essa desconfiança virou tradição. A Banda do Vai Quem Quer em 2018 vai desfilar no dia 10 de fevereiro.

*******

Por falar em carnaval, até agora a direção do Galo da Meia Noite não disse se vai ou não promover os famosos ensaios. Diz alguma coisa Edson José!

*******

Uma coisa é certa, a Liga dos Blocos não para um só minuto, procurando amenizar as despesas com recolhimento de taxas cobradas por tudo quanto é órgão governamental.

*******

O quer não vemos, é qualquer manifestação da Federação das Escolas de Samba a respeito dos desfiles de suas afiliadas. Tão mais parado que água da Caerd nas torneiras de Porto Velho.

*******

Se a Federação não se manifesta, as escolas de samba ficam sem saber o que fazer. Tá certo que o subsídio para os desfiles do próximo carnaval, serão repassados direto às escolas e não mais via Fesec.

********

Outra coisa que ainda não está com o martelo batido, é o local dos desfiles das escolas de samba. Pela vontade do presidente da Funcultural será no Espaço Alternativo e pela vontade do superintendente da Sejucel no Parque dos Tanques.

*******

Eu quero que os desfiles das escolas de samba de Porto Velho aconteçam, seja lá onde for!

Senado aprova prorrogação do Recine

e abre caminho para o Novo Audiovisual

O ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, comemorou a aprovação da Medida Provisória (MP) 796/2017 no Plenário do Senado, na tarde desta terça-feira (12/12). A MP, que prorroga a vigência do Regime Especial de Tributação para Desenvolvimento da Atividade de Exibição Cinematográfica (Recine) e os benefícios da Lei do Audiovisual até 31 de dezembro de 2019, foi aprovada na forma de projeto de lei de conversão (PLV 33/2017), que segue para a sanção presidencial.

Para o ministro, a aprovação da MP 796/2017 representa a vitória de uma luta assumida pelo Ministério da Cultura (MinC). "Estamos muito felizes especialmente pelos benefícios que essa medida traz ao setor, não apenas pela prorrogação do Recine e da Lei do Audiovisual, mas também pela inclusão dos games, a elevação do teto por projeto para R$ 6 milhões, entre outros. O teor da medida vai ser um fator a mais no impulsionamento da indústria audiovisual", afirmou. De acordo com o ministro, o teto tem segurado o orçamento dos filmes brasileiros, o que os tornaria menos competitivos no mercado nacional e internacional.

As previsões do ministro apontam para um cenário promissor e vem ao encontro do esforço empreendido pelo Ministério da Cultura para lançar o Novo Audiovisual, que irá alavancar e reformular a política do setor no País. "Acredito que em dez anos, o mercado brasileiro pode estar entre os cinco maiores produtores de cinema do mundo. Atualmente, a indústria audiovisual integra o campo da economia criativa, setor que responde por 2,64% do PIB, gerando mais de 1 milhão de empregos diretos. É um dos 10 setores que mais contribuem para o crescimento do País.

Sá Leitão alertou para a necessidade de incluir a previsão orçamentária do Projeto de Lei de Conversão no Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA). "Hoje temos uma reunião com o presidente da Comissão Mista de Orçamento (CMO), senador Dario Berger (PMDB-SC), para discutir a inclusão da previsão orçamentária", destacou o ministro.

Como fica

A MP prorroga a vigência do Regime Especial de Tributação para Desenvolvimento da Atividade de Exibição Cinematográfica (Recine) e, também, da Lei do Audiovisual, até 31 de dezembro de 2019. O Recine permite a suspensão da cobrança do PIS, da Cofins, do Imposto de Importação e do Imposto sobre Produtos Industrializados nos investimentos de construção ou modernização de cinemas. O programa facilita, por exemplo, a compra e a importação de equipamentos destinados ao setor.

Relatora do projeto na Comissão Mista que analisou a medida, a senadora Marta Suplicy (PMDB-SP) apresentou parecer com a previsão que inclui os games produzidos de forma independente e os clipes musicais produzidos pela indústria videofonográfica entre os potenciais beneficiários dos Fundos de Financiamento da Indústria Cinematográfica Nacional (Funcines). Para os games, o incentivo não será válido para os de natureza publicitária, embora possa ser usado também para a coprodução envolvendo brasileiros. (Assessoria de Comunicação Ministério da Cultura).

Habilitados e inabilitados nos editais da Sejucel

A Superintendência da Juventude, da Cultura, dos Esportes e do Lazer -= Sejucel divulgou no Diário Oficial do estado de Rondônia edição do dia 6 passado, lista com os habilitados e inabilitados, pelos Editais: Produção de Musica Autoral; Literatura Rondoniense; Teatro “Jango Rodrigues”.

 Segundo a responsável pelo acompanhamento dos trâmites dos Editais Marcela Bonfim os Projetos Inabilitados que entraram com recurso estão aguardando analise da Comissão de Habilitação. “Até o final deste mês publicaremos a lista com todos os habilitados e então o Processo da liberação dos recursos começa a andar”, disse Marcela. Segundo a coordenadora, em breve será publicado o segundo Edital Zezinho Maranhão de Música.

A – Lista Dos Proponentes Habilitados, Por Categoria De Participação:

Produção Musical:

1. Helton Cardoso Pignataro

2. Sandro Yuri Saraiva de Albuquerque

3. Rogério Madeira Carvalho

4. Marfiza Calixto de França

5. Rafael Vargas

6. Thiago Maziero Naimaier

7. Mateus Paulo De Lima

8. Izabela de Lima Feitosa

9. Anderson Sila da Silva

10. Cristiano Isidio da Silva

11. Cliuson Gonçalves Torres

12. Gilcimar Fernando Lima

13. Rafael Altomar Alves Martins

14. Diego Gomes Mourão

B – Lista Dos Proponentes Inabilitados

Produção Musical:

Angelo de Souza Caldeira

Antonio Victor Zeferino

Marcelo Rodrigo Zayat

Andreis Oliveira Da Silva

Irineia Pereira Batista

Ramon de Sousa Alves

Lista Dos Habilitados e Inabilitados do Prêmio de Literatura Rondoniense

INICIAÇÃO LITERÁRIA

Édier William Medeiros da Silva

Monique Santos Pereira

Jackeline Siqueira Spricigo

Marfiza Calixto de França

Literatura Acadêmica:

Gustavo Gurgel do Amaral

José Gadelha da Silva Júnior

Rinaldo dos Santos Silva

Simone Gonçalves Norberto

Reedição de Livro:

Rubens Vaz Cavalcante

Residência Literária: Não Houve Inscrito.

Capacitação e Estudos Literários: Não Houve Inscrito.

B – Lista Dos Proponentes Inabilitados

Publicação Literária

José Odair Ferrari

HABILITADOS E INABILITADOS DO PRÊMIO DE TEATRO JANGO RODRIGUES

Habilitados

1 – Montagem de Espetáculo:

Luciano Flávio de Oliveira

Valdete Sousa Silva

Jamile Pereira Soares

Esdras Botelho Neves

Grupo Quebra cabeça de Teatro

Raoní Izoli Amaral

RESIDÊNCIA ARTÍSTICA

Rafael da Silva Barros

Leonardo Henrique Scantbelruy Leite da Silva

OFICINAS, SEMINÁRIOS E FESTIVAIS

Michele Tolentino De Oliveira

INABILITADOS: Não Houve Proponente Inabilitado.

HABILITADOS E INABILITADOS DO PRÊMIO DE FOTOGRAFIA DANNA MERRIL

HABILITADOS

Exposição Fotográfica

Washington Kuipers de Moraes

Igor Georgios Fotopoulos

Macio Pereira Guilhermon

Carlos César Neves da Silva

Elisabete de Lourdes Christofoletti

Nilson Santos

Uilian Alves do Carmo

Regina Célia Gonçalvez Morão

Curadoria/Produção:

Não Houve Inscrito.

Articulação da Cena:

Andréia Santos Machado

Ana Elvira Bisso Aranda

Patrícia de Andrade Marchi

Marllon Douglas Barbosa Mello

INABILITADOS

Exposição Fotográfica

Ricardo Rodrigues

João Marcelo Nery de Oliveira

Azenaide Alves Dos Santos

Gabriel Bicho

Ellis Caroline Carvalho Arenhart.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS