close
logorovivo2

Escola de Samba reclama de adversária ser beneficiada no Carnaval de PVH

Presidente e Dirigente da Escola de Samba Armário Grande procuraram o Rondoniaovivo para denunciar critério e regras do desfile

RONDONIAOVIVO

28 de Fevereiro de 2018 às 09:47

Escola de Samba reclama de adversária ser beneficiada no Carnaval de PVH

Carro alegórico da Armário Grande teria sido injustiçado FOTO: (Divulgação)

A redação do Rondoniaovivo foi procurada pelo Presidente da Escola de Samba Armário Grande, Inácio Pereira Campos Neto e por Antônio das Chagas Campos, popular “Cabeleira”, Diretor de Carnaval da mesma agremiação. O motivo foi denunciar o não cumprimento do regulamento durante o desfile e o critério de julgamento de carros alegóricos.

 

O desfile ocorrido no último dia 24 no Parque dos Tanques, contou com seis escolas. Grupo Especial: Asfaltão (Vencedora deste ano), Império do Samba (Vice-Campeã), São João Batista (3º Lugar) e Diplomatas que foi rebaixada para o grupo de acesso. Com isso a Escola Acadêmicos da Zona Leste, denunciada pela perdedora Armário Grande, sobe para o Grupo Especial de 2019.

 

Carro alegórico da Acadêmico da Zona Leste, um dos fatos denunciados pela Armário Grande 

 

Nossa reportagem procurou a Fundação Cultural, que informou que a responsável pelas informações, organização e regulamento, bem como escolha de jurados e notas é a Federação das Escolas de Samba (Fesec). A reportagem não teve retorno da instituição. “A Fesec é ilegal, não tem certidão e todas escolas necessitam estar com a papelada em dia e nós estamos”, denuncia Inácio.

 

Outra gravidade apontada pela escola Armário Grande, foi o fato de que os membros de sua bateria cumpriram a regra estando todos fantasiados, enquanto a escola Acadêmico da Zona Leste apresentou integrantes com ‘camiseta, bermudas diferentes, fora da fantasia proposta’. “O cidadão saiu de casa e pegou um tamborim e eles tiveram nota maior, temos fotos, o mesmo para o carro alegórico, pois o da Zona Leste não se consegue entender o que é aquilo e nós contratamos artesãos para um carro com movimento e efeitos e tivemos nota menor! Como isso?” questiona Cabeleira.

 

O Rondoniaovivo aguarda posicionamento da Fesec para explicar os critérios das notas de carros alegóricos e sobre a fantasia dos integrantes da bateria da Acadêmicos da Zona Leste.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS