close
logorovivo2

Ponte da igrejinha de Santo Antônio será usada para prender cadeados do amor

Todos os domingos, às 10 horas, tem missa na capelinha

DA REDAÇÃO

9 de Março de 2018 às 15:31

Ponte da igrejinha de Santo Antônio será usada para prender cadeados do amor

Ponte de acesso a capela e ao memorial FOTO: (Julio Olivar)

A ponte de acesso ao memorial Rondon e a capela de Santo Antônio, na Estrada de Santo Antônio, em Porto Velho, poderá ser utilizada pelos visitantes  para afixar cadeados do amor como ocorre em pontos turísticos em algumas partes do mundo.Para quem não sabe, Santo Anônio é conhecido como o santo casamenteiro.Antes de afixar o cadeado, a pessoa deve fazer um pedido ao santo.

 

O lançamento ocorreu na manhã desta sexta-feira,09, pelo secretário de Turismo do Estado, Julio Olivar. “Funciona assim, os casais fazem um pacto de amor e prendem o cadeado à ponte”, declarou, lembrando que “ Santo Antônio, o da histórica igrejinha, fica ao lado da referida ponte.

A capelinha foi construída pelos Jesuítas na margem direita do Rio Madeira, em 1913, antes mesmo da criação de Porto Velho. É um dos pontos turísticos mais tradicionais da capital. Foram quatro anos para concluir a sua construção. Todos os domingos, às 10 horas, tem missa na igrejinha.

 

Memorial Rondon

 

O  Memorial Rondon foi construído pelo Estado, por meio da Secretaria de Turismo do Estado (Setur), com recursos de compensação da Santo Antônio Energia. A administração também está a cargo da Setur. O público tem acesso  a todos os materiais/peças/obras  utilizados pelo Marechal Rondon durante a sua expedição para construção da linha telegráfica interligando Cuiabá, no Mato Grosso, a Santo Antônio do Madeira, em Rondônia. A expedição se deu no ano de 1915. As peças estão distribuídas em seis espaços,  incluindo uma oca.

 

O memorial  foi instalado pela 17ª Brigada de Infantaria e Selva em homenagem ao 100 anos de instalação da linha telegráfica  em comemoração ao sesquicentenário do Marechal Cândido Mariano da Silva Rondon (1865-2015) e ao centenário da Linha Telegráfica Estratégica de Cuiabá a Santo Antônio do Madeira (1915-2015).

 

Visitação

 

A exposição fica aberta ao público das 10 às 16 horas, de terça a domingo. Os interessados em fazer visitas acompanhados de um guia, faz-se necessário ligar com antecedência no número (69) 3216-2438.

Jornalista Emília Araújo - Porto Velho


 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS