close
logorovivo2

Lenha na Fogueira, por Zékatraca

Daniel assume na vaga de Confúcio Moura que renunciou o cargo de governador, para concorrer a uma das vagas ao Senado Federal e Grupo Anjos da Madrugada inicia nova temporada.

ZÉKATRACA

6 de Abril de 2018 às 07:44

Lenha na Fogueira, por Zékatraca

FOTO: (Zékatraca)

Hoje a tarde, na Assembléia Legislativa de Rondônia o professor Daniel Pereira, toma posse como governador do estado de Rondônia.

Daniel assume na vaga de Confúcio Moura que renunciou o cargo de governador, para concorrer a uma das vagas ao Senado Federal.

********

 

A solenidade de posse está marcada para acontecer as 15 horas e será comandada pelo presidente da ALE deputado Maurão de Carvalho (MDB) que também é candidato a candidato ao governo nas eleições de outubro.

********

 

A transmissão do cargo será realizada em solenidade restrita a convidados especiais e imprensa no Palácio Rio Madeira.

********

 

Daniel terá nove meses para provar que realmente estava preparado para assumir o comando do estado de Rondônia.

********

 

Com certeza, um dos primeiros atos do governador Daniel Pereira será sentar com os dirigentes do Sintero para resolver o problema da greve dos professores, que já dura alguns meses. Creio inclusive, que na próxima segunda feira 09, todas as escolas voltem a funcionar cem por cento.

********

Depois vem a mudança na Segurança que inclusive já havia sido feita e devido a falta de conversa, voltou à estaca zero.

*******

 

Outra entidade que deve mudar de chefe, segundo nossas fontes, é a Casa Civil. Se realmente Daniel mexer na Casa Civil, vai espantar uma colméia de maribondo, pois a decisão pode alcançar a Superintendência de Comunicação que é subordinada à Casa Civil. Quem deve saber detalhes sobre isso, é o articulista Sérgio Pires ou então o Carlão Esperança.

********

 

Apesar das negociações, alguma coisa será mudada na gestão de Daniel Pereira. No governo é assim, quem não monta sua equipe, não consegue fazer nada. Quem viver verá.

********

 

Agora o Bainha tem tudo para ver seu trabalho autoral registrado, seja em CD, DVD ou qualquer outra plataforma digital. Acontece que Daniel Pereira quando do lançamento do Museu da Gente que aconteceu no Palácio Rio Madeira, ao saber que Bainha ainda não tinha nada da sua obra musical registrada, ele Daniel chamou o “véi” num canto e prometeu resolver o problema. Agra chegou a hora.

********

 

Daqui vamos ficar torcendo para que o governo de Daniel Pereira seja coberto de êxito. Capacidade a equipe tem. Vamos ficar na torcida.

********

 

Por falar em música, amanhã o Projeto Samba Autoral volta a acontecer. A turma deu uma parada em virtude dos desfiles das escolas de samba (preparativos) e agora, neste sábado dia 7, volta com força total. O local da concentração dos sambistas compositores, continua sendo o Bar do Calixto à rua Jacy Paraná esquina com a Brasília, no bairro Nossa Senhora da Graças.

********

 

Por falar em samba, a Federação das Escolas de Samba -Fesec está publicando Edital convocando os interessados em concorrer a presidência da entidade, para o biênio 2018/2020.

*******

 

Hudson Mamedes jogou a toalha e quer entregar a FESEC a uma pessoa que conheça do assunto. Mamedes vai entregar a entidade enxuta pois, uma coisa podemos comprovar, a equipe comandada por ele organizou toda a documentação da FESEC.

********

 

Vamos ver quem vai se habilitar a comandar o destino das nossas escolas de samba nos próximos dois anos. A eleição está marcada para acontecer no mês de maio.

********

 

Apesar de não ter nada oficial, o nome mais comentado pelos sambistas para assumir a Fesec, é o do Reginaldo Cardoso popularmente conhecido como Makumba. É realmente um bom nome.

*******

 

Falam também, que o Antônio Neto da Acadêmicos da Zona Leste está com vontade de colocar seu nome para apreciação. É um bom nome também.

*******

 

Enquanto isso, vou tirar a dúvida, se sou RONDONIENSE ou RONDONIANO!

 

Grupo Anjos da Madrugada inicia nova temporada
 

Considerado um dos melhores grupos de seresta da região Norte, Os Anjos da Madrugada, inicia neste sábado dia 7, nova temporada musical.

Com repertório renovado e novos arranjos, o grupo vai se apresentar na casa de espetáculos “Country Beer” (antiga Dimple’s), localizada a avenida Duque de Caxias ao lado da 17ª Brigada. “Estamos ensaiando há três meses, por isso, creio que o público que nos prestigiar vai gostar do que ouvir”, disse José Monteiro.

 

Os Anjos da Madrugada sempre lota os ambientes de suas apresentações, fato que os integrantes do grupo apostam que ira se repetir na Country Beer a partir deste sábado dia 7. “Todos os sábados estaremos nos apresentando na antiga Dimple’s, sempre a partir das 22 horas” disse Monteiro.

 

O repertório é recheado de boleros, todos os estilos de samba, chorinho, forró e MPB. “Tem ritmo para todos os gostos”, disse o maestro Edmar Jucá.

 

O grupo é formado pelos músicos: Monteiro (voz afoxé), Nazareno (voz), Roberto Matias (bateria), Edmar (violão e guitarra), Priscila (voz), Bosco (sax), Joaquim (baixo), Alkbal (teclado).

 

Informações e reservas de convite pelo telefone (69) 3224-6058; 9 9209-9393 ou 99241-6898.

 

MPE apura responsabilidade do município e do estado na conservação e uso da EFMM

 

Com meses de atraso, peças do acervo da Estrada de Ferro Madeira Mamoré (EFMM) ainda abandonadas em uma parte do pátio lateral do Complexo Ferroviário, devem ser retiradas pela Prefeitura. A decisão é do Ministério Público do Estado (MPE).

 

Além disso, de acordo com 6ª Promotoria de Justiça, o município é obrigado, ainda, “finalizar a limpeza das locomotivas, de imediato. Além de limpar toda a área entre o prolongamento da Avenida Sete de Setembro até a Rua João Alfredo, num prazo de 90 dias”, vencidos no mês de março passado.

 

A decisão diz ainda que devem ser retirados pelo município, de imediato, “todos os sedimentos do interior do Galpão 3 acumulados ao longo dos anos, bem como providenciar a sua limpeza total num prazo de 60 dias”, também uma decisão adiada no período.

 

Dentro das decisões tomadas pelo MPE figuram, ainda que a prefeitura deve limpar a Usina de Força (prédio pequeno entre a oficina e a Rua João Alfredo, em 60 dias. Além de remover as peças que estão no fundo do pátio, próximo à rua João Alfredo, que devem ser colocadas dentro da oficina, medida tomada em consideração à luta protagonizada pela Associação dos Ferroviários.

 

Nesse aspecto, a Promotoria considerou a ação empreendida pela entidade, à frente do Vice-Presidente Georges Telles Menezes, que ficara com a missão de verificar o que “pode ser guardado e o que pode ser descartado ou não no período de 60 dias”.

 

Na condição de compromissário, a 6ª Promotoria de Justiça (MPE) estabeleceu, contudo, que, “deverá efetuar a título de indenização por dano moral coletivo, mediante a realização das providências, especificamente na manutenção do patrimônio da Estrada de Ferro Madeira Mamoré”, conforme proposta apresentada pelo Instituto do Patrimônio Histórico Artístico Nacional (IPHAN).

 

Ao governo do Estado, decidiu a 6ª Promotoria de Justiça, “fica este compromissado em criar um Departamento de Patrimônio Histórico, cuja finalidade é tratar de assuntos pertinentes ao tema como tombamento, preservação e políticas públicas com uma equipe técnica que envolva arquitetos, historiadores, pedagogos (educação patrimonial),arqueólogo e outros cargos que julgarem necessários”,arrematou Georges Teles Menezes.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS