close
logorovivo2

FESTEJO: Confira a coluna "Lenha na Fogueira", por Zékatraca

A grande novidade da 52ª Festa de Nazaré, será o passeio de barco motor, motor de popa, rabeta e até canoa pelo Lago do Peixe Boi.

ZÉKATRACA

19 de Julho de 2018 às 17:55

FESTEJO: Confira a coluna "Lenha na Fogueira", por Zékatraca

FOTO: (ZÉKATRACA)

Pois é, dessa vez o luto é pelo falecimento de mais um baluarte de Rondônia. Estamos bastante sentido, com a morte do CABO AUREO – Áureo Soares Leite que na realidade era sargento, mais preferia ser chamado de Cabo.

 

********

 

Cabo porque foi assim que ficou conhecido, desde quando aqui chegou com a caravana do 5º Batalhão de Engenharia e Construção - BEC em meados dos anos de 1960.

 

********

 

A juventude da época, parava para apreciar as “manobras” ou como se chama no exército, “Ordem Unida” do Cabo Áureo comandando o pelotão de recrutas recém-incorporados no BEC.

 

********

 

Os exercícios aplicados pelo Cabo Áureo se transformaram em atração turística. O pelotão por ele comandado, de repente surgiu pela esquina da Sete de Setembro da praça Rondon e subia no rumo da Praça Jonathas Pedrosa e subia a Ladeira da Prefeitura (Comendador Centeno). Era aí que o exercício se transformava em atração pitoresca.

 

********

 

No meio da Jonathas Pedrosa ele dava a ordem unida: “Pelotão Alto! Pelotão Descansar! Pelotão Sentido. Pelotão Meia Volta!

 

*******

 

Aí os soldados ficavam de costas para a Ladeira e ele manda mais uma ORDEM; Pelotão! Em Movimento de Corrida subindo o Obstáculo! E a tropa subia a Ladeira da Prefeitura correndo de costa. Já pensou!

 

********

 

Áureo era querido por todos os oficiais e subalterno do 5º BEC. O Mais interessante, era que, apesar de toda “caxiagem” jamais o Cabo Áureo abusou ou se aproveitou da situação de ser um soldado considerado pelos seus superiores comandantes do Batalhão, e jamais deu, como se diz na gíria a famosa “Carteirada”.

 

*******

 

Todo mundo que conheço e conhecia naquele tempo, gostava do Cabo Áureo, além de excelente soldado, foi ótimo pai e avô. Não conheço ninguém nesse Brasil de Meu Deus, que seja mais patriota do que o Cabo Áureo.

 

********

 

Mesmo tendo ido pra reserva ha alguns anos, todos os dias ele hasteava a bandeira brasileira no mastro que mandou erguer em frente sua residência, ao lado do colégio Castelo Branco no bairro Arigolândia.

 

********

 

Mesmo na reserva, jamais deixou de usar a farda do exército e em especial a do 5º Batalhão de Engenharia – BEC.

 

*******

 

Cabo Áureo foi um dos militares mais condecorados do Brasil. O mais legal, foi que ele adotou Porto Velho (RO) como sua terra, pois mesmo após ser guindado à reserva, continuou morando aqui, terra dos seus filhos e netos.

 

*******

 

Quer ver ele perder a estribeira, era quando alguém falava mal de Porto Velho.

 

********

 

Augumas postagens das redes sociais:
 

*********

 

Sgt Áureo... exemplo de amor e respeito ao Exército... Família Verde Oliva esta de luto com sua partida, mas saiba que cumpriu sua missão e combateu exemplarmente o seu combate!... Meus sentimentos a todos os familiares! SELVA!!! (Fernanda Bijela).

 

*********

 

Hoje descansou um dos grandes ícones da família verde oliva! Deixa essa vida e entra para a história, a qual com muita honra e dedicação construiu ao longo dos seus 78 anos. Vá em Paz! E que Deus com seu infinito amor abrace sua família e traga conforto. De mim, toda admiração e respeito (Evelin Jeferson Cespede Krawczzinki).

 

********

 

Quando cheguei aqui e ficávamos alojados em um dos prédios, ou melhor, dois dos prédios do 5º Bec tínhamos que participar da solenidade de hasteamento da bandeira às 7 horas da manhã (ou madrugada) obrigatoriamente! E quando começava o desfile...lá vinha a elegância do Cabo Áureo, postura séria, ereta e com passo de ganso (acho que é assim que chamam) botas reluzentes... chamava a atenção e ao nos cumprimentar era a mesma solenidade dirigida ao comandante... esse amava o exército como poucos! (Jussara Gottlieb).

 

********

 

Descansa em paz guerreiro!

 

 

Festival de Nazaré começa nesta sexta feira dia 20


 

A comunidade do Distrito de Nazaré no baixo rio Madeira, realiza neste final de semana, com abertura amanhã sexta feira dia 20, mais um Festival Cultural.

 

A festa que reúne pessoas das localidades de São Carlos, Calama, Santa Catarina, Demarcação, Boa Hora, Conceição do Galera, Terra Caída, Aliança, Cujubim Grande e Cujubimzinho e Porto Velho (RO) e Humaitá (AM) completa este a 52ª edição.

 

O Festival foi idealizado pelo professor Maciel Nunes um amante da cultura ribeirinha tradicional, que trouxe para Nazaré entre outras atrações a “Dança do Seringandô”, cuja coreografia consiste, em as damas tentarem laçar o cavalheiro durante um bailado, parecido com o do Carimbó. Com a morte de Maciel seus filhos e demais familiares, continuaram promovendo a festa que se transformou numa atração que reúne gente de praticamente todas as localidades existentes entre Porto Velho (RO) e Humaitá (AM).

 

A festa deste ano de 2018, começa nesta sexta feira dia 20, com a seguinte programação: Documentário - Encantada Nazaré (Simone Norberto); as 20h30 – Queima de fogos; 20h35 – abertura Oficial do Festival de Nazaré; 20h40 – Velha Guarda de Nazaré; 21h30 – Curta Metragem Caminhos da Memória; 21h40 – Quadrilha Fogo de Palha; 22h20 – Dança dos Banzeiros; 22h30 – Grupo Minhas Raízes e logo depois, a dança da quadrilha “Caminho da Roça” de Conceição do Galera; Isto é só a programação do primeiro dia da festa, que também oferece diversidade em pratos de comidas típicas regionais além de comercialização de artesanato.

 

Várias embarcações se deslocam de Porto Velho até Nazaré com saída do Porto do Cai N'água na manhã de sexta feira 20, a volta dos barcos, acontece apenas no domingo.

 

A grande novidade da 52ª Festa de Nazaré, será o passeio de barco motor, motor de popa, rabeta e até canoa pelo Lago do Peixe Boi.

 

A programação de encerramento, acontece no sábado dia 21, com as seguintes atrações: 9 horas – Passei no Lago do Peixe Boi e para a criançadabrincadeiras diversas no campo de futebol; 18h30 – Peça Poética “Mormaço” com Elizeu Braga (Clube Armazém); 20 h apresentação do Boi Curumim; 21 h – Dança do Seringandô; 21h30 – Quadrilha Folia Só (Itapuã D'Oeste); 22h20 – Os Filhos de Nazaré com a participação especial do Zezinho dos Cobras. Após as apresentações culturais o Forró come no centro no Clube Armazém até o dia clarear.

 

 

 

Vem aí o Forró da Luzia é a 9ª edição da festa
 


Será no próximo dia 04 de agosto, num sábado, a partir das 23h no Mirante Dois e Meio, em Porto Velho, a realização da 9 edição daquela que se tornou a maior e já tradicional festa de forró do estado de Rondônia.
Direto do município amazonense, Manicoré, onde o evento já existe há 49 anos, o Forró da Luzia veio pra ficar com a presença maciça da populaça de Porto Velho e municípios vizinhos.

 



DONA LUZIA


Em Manicoré a festa já aconteceu esse ano e foi sucesso de público. A fundadora do Forró, dona Luzia Prestes já se organiza pra chegar agora na capital rondoniense e repetir o sucesso dos anos anteriores.

 



OEGANIZAÇÃO


Em Porto Velho, a coordenação do Forró da Luzia fica a cargo dos manicoreenses, Hemerson Reis e Evandro Reis. Informam que a festa já está nos preparativos finais. “ À exemplo dos anos anteriores teremos duas bandas de forró, sendo uma vinda de Manicoré (Eleu e Banda), e Sun Coutryn, de Porto Velho e ainda comidas típicas regionais.

 



INFORMAÇÕES

 


As mesas já estão sendo vendidas. Mais informações pelos telefones (69) 98448-2662.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS