close
logorovivo2

PREPARATIVOS: Confira a coluna "Lenha na Fogueira", por Zékatraca

37ª edição da Mostra de Quadrilhas e Bois Bumbás que vai acontecer durante o Arraial Flor do Maracujá entre os dias 27 de julho e 5 de agosto

ZÉKATRACA

20 de Julho de 2018 às 16:16

PREPARATIVOS: Confira a coluna "Lenha na Fogueira", por Zékatraca

FOTO: (ZÉKATRACA)

Ta todo mundo acomodado no céu, enquanto aqui na terra, no espaço conhecido como Porto Velho capital do estado de Rondônia, o que rola são os preparativos dos grupos folclóricos, para 37ª edição da Mostra de Quadrilhas e Bois Bumbás que vai acontecer durante o Arraial Flor do Maracujá entre os dias 27 de julho e 5 de agosto, na Cidade da Cultura (Parque dos Tanques).

 

*********

 

Depois de várias reuniões, os Bois Bumbás concordaram em participar do Concurso. Explico: Assim como aconteceu no Flor do Maracujá do ano passado, quando os Bumbás se apresentaram sem concorrer ao título, este ano, após a direção da Federon fincar o pé na obediência do Regimento Interno da entidade e do Regulamento do Arraial que diz:

 

********

 

O grupo folclorico de Quadrilha ou Boi Bumbá só fara jus a ajuda de custo oferecida pela Federon, caso concorde em participar do concurso que vai eleger os melhores da 37ª edição da festa.

 

********

 

As quadrilhas desde o ano passado, aceitaram as condições constantes no Regimento Interno da Federon, agora os Bois por uma deferência especial da diretoria da Federação, ano passado não concorreram. Este não teve boca. Fernando, Severino e Delídio (Presidente, Diretor Financeiro e Secretário da Federon respectivamente) não abriram mão do cumprimento do Regimento e aí o bicho quase pega.


 

*******

 

Os dirigentes dos Bumbás apelaram para a direção da Guarnecer e mesmo assim não teve jeito. Acontece que a Guarnecer não tem poderes sobre o que consta do Estatuto da Federon e então ficou por isso mesmo.


 

********

 

O certo foi que em reunião que aconteceu na residência do presidente do Bumbá Diamante Negro folclorista Aluízio Guedes, noventa e nove por cento dos grupos de Boi, concordaram em participar do concurso da Federon.


 

********

 

Quando falo em 99%, é porque em contato com a presidente da Guarnecer, minha amiga Simone Guedes ela informou, que dois grupos ainda estavam indecisos. O Mancha Negra que é dirigido por ela e o Campeoníssimo Corre Campo. “O Júnior Castro ficou de entrar em contato comigo na tarde de ontem (19), para confirmar ou não, se o Corre Campo vai se apresentar no Flor do Maracujá deste ano”, disse Simone.

 

********

 

O que sei é que a direção do Corre Campo contratou o artista especializado em indumentárias de personagens de destaque de Boi Bumbá Cleiton Lopes e até o colocou numa casa, onde ele está confeccionando ou adaptando as Fantasias dos Itens do Gigante Sagrado. Quer dizer, ninguém gasta dinheiro em fantasia, para deixá-la guardada. Acho que a Branca e o Júnior irão concordar em colocar o Corre Campo disputando o título da 37ª Mostra de Quadrilhas e Bois Bumbás – Arraial Flor do Maracujá.


 

********

 

Por falar em disputa, nossos representantes no Festival Nacional de Noivo e Noiva e Rainha da Diversidade, embarcaram ontem rumo ao Piauí aonde vai acontecer o Concurso Nacional Promovido pela Confebraq.

 

********

 

Olha só, neste domingo 22, a Quadrilha JUABP vai apresentar o Figurino com o qual a quadrilha vai se apresentar no Flor do Maracujá. A festa começa ao meio dia no Poli Esportivo do Bairro Areal da Floresta e tem mais, será servido a tradicional feijoada da JUABP. O valor do convite é R$ 20.


 

********

 

Amanhã as 17 horas, a SETUR promove a abertura do CENTRO DE ATENDIMENTO AO TURISTA. O CAT vai funcionar no Primeiro (1º) Piso do Porto Velho Shopping ao lado do Tudo Aqui em frente a Loja Adidas.

 

********

 

Na oportunidade será apresentado o APLICATIVO TURISMO RONDÔNIA onde estarão todas as informações, sobre as atrações turísticas do estado de Rondônia. Você já pode baixar o aplicativo via Play Story.

 

********

 

Hoje tem samba, seresta e chorinho a partir das 19 horas no Bar do Alípio na Carlos Gomes.

 

 

Nazaré do Rio Madeira

Sua História e Origem

 


 

Transcorria o ano de 1916, quando subiu as barrancas do Rio Madeira em uma erma localidade do Baixo Madeira, um rico cearense à procura de aventuras e riquezas. Este aventureiro chamava-se Eduardo Costa, que logo adquiriu terras em torno de um grande seringal, que mais tarde seria chamado de Seringal Nazaré e estava localizado cerca de dez kilômetros da margem direita do rio Madeira. Para facilitar o escoamento da produção de Seringa e Sorgo, o já seringalista Eduardo Costa começou a abrir um canal que ia da margem do Rio Madeira até o primeiro lago que é chamado de Lago do Peixe Boi.

 

Deu muito trabalho para concluir o canal, que levou o nome de Boca do Furo e levou mais de 9 anos para se chegar ao Rio Madeira e segundo a lenda, isto só foi possível depois de Eduardo Costa fazer uma promessa, de que após a conclusão da obra, ele construiria uma Igreja em homenagem á Nossa Senhora de Nazaré.

 

A igrejinha ficou pronta em 1951 e até o momento, mesmo enfrentando diversas alagações, continua em suas atividades religiosas e mantida pela comunidade.

 

Acometido por uma forte malária o sr. Eduardo Costa faleceu no final de 1956 e o seu primogênito Eduardo Costa Filho assumiu o controle dos negócios do pai. Conhecido pelo carinhoso apelido de seu Nanã, começou a ter problemas no seringal devido a brusca queda de preço do Sorgo e Seringa e começou a dispensar os funcionários e estes ficaram em torno do Barracão de seu Nanã e da Igreja, depois de um certo tempo, já tinha aproximadamente 15 famílias no local e assim surgiu a Vila de Nazaré do Rio Madeira.

 

Em 1966 apareceu na Vila, um seminarista chamado de Manoel Maciel Nunes, que aos poucos foi se tornando um grande líder, professor e uma espécie de clérigo religioso.

 

Começou a ministrar aulas em uma improvisada escola, construída por ele com ajuda dos moradores da localidade e teve o nome de Floriano Peixoto.

 

Seu Maciel foi o grande incentivador e formatador da Cultura do Baixo Madeira, compunha letras e músicas, ensinava também a fazer artesanatos e peças de barro.

 

Chamou um antigo companheiro o sr Artermo Áquila Ribeiro, hoje conhecido por seu Artêmis, para dividir o ensino das aulas para os alunos da Comunidade, eram ministradas aulas de português, matemática, ciências, história e geografia e em dois turnos; manhã e a tarde.

 

Seu Artêmio encerrou suas atividades como professor em 2002 e se orgulha em dizer que deu aulas pra mais de 900 alunos.

 

Em 1988, seu Artêmio foi de casa em casa incentivando os moradores da Vila a tirarem o título de eleitor, para provar que havia uma grande parcela de eleitores na localidade e assim foi instalada a primeira urna em Nazaré do Rio Madeira.

 

O grande diferencial de Nazaré do Rio Madeira está na sua Cultura e movimentos artísticos e o grande responsável foi Seu Maciel, que trouxe para a Comunidade a tradição da Dança do Seringandô, oriunda do Lago Uiruapiara, estado do Amazonas.

 

Outro pioneiro da Comunidade, excelente torrador de farinha de mandioca; Venâncio Ferreira Brandão, que criou o já famoso Boi Curumim, disse que no início de 1987 os festejos eram realizados no mês de junho, ele que carregava o boi e organizava toda a garotada. Hoje nos seus 75 anos só ajuda e orienta, de longe.

 

Todos os anos, na Abertura do Festival Folclórico de Nazaré, o Trio Filhos de Nazaré, ou a Velha Guarda de Nazaré, composta dos antigos pioneiros: Artêmis, Venâncio e Getúlio com suas afinadíssimas vozes, abrilhantam os Festejos.

 

Na pior enchente já registrada no Baixo Madeira em 2014, que soterrou quase toda a Vila, logo que o Rio Madeira baixou, a população bravamente retirou todo o lixo e barro das casas, se reerguendo bravamente e com muito orgulho realizou o Festival Folclórico.

 

O seu Artêmis sempre fala: “Venha Conhecer Nazaré do Rio Madeira, o Nosso Paraíso....”

 

 

 

EVENTO

Feira do Estudante de Rondônia será no Porto Velho Shopping


 

A Feira do Estudante de Rondônia 2018, é um evento voltado para a área da Educação e que visa proporcionar aos jovens estudantes o contato direto com várias oportunidades para a formação acadêmica e profissional. O Evento acontecerá entre os dias 17 e 18 de agosto, no Porto Velho Shopping. A escolha do local, visou oferecer maior comodidade aos participantes e uma melhor localização.

 

A programação para o público é variada e terá palestras, simulados, testes profissionais entre outras atividades. Uma realização de Junior Achievement e o Sindicato dos Estabelecimentos Particulares de Ensino de Rondônia (Sinepe-RO).

 

A expectativa é que cerca de 20 mil jovens estudantes participem da Feira durante os 2 dias. A parceria com o Porto Velho Shopping é um ponto forte para que esse número seja alcançado, já que circulam diariamente no local mais de 50 mil pessoas.

 

O presidente do Sinepe-RO, Augusto Pellucio, afirmou que os participantes e instituições de ensino irão ganhar muito com a realização do evento em um local centralizado e de fácil acesso. “Os estudantes e todos os visitantes ou expositores estão sendo agraciados com essa Feira pioneira no estado de Rondônia. O shopping, além dos vários serviços de apoio para realização da feira, também conta com um fácil acesso que irá contribuir em muito para as pessoas que dependem do transporte público”, declarou.

 

Os interessados em participar deverão fazer a inscrição no site www.feiradoestudantero.com . O evento é gratuito, proporcionando a comunidade uma oportunidade de acesso a Educação, profissão, inovação e cultura.

 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS