close
logorovivo2

PROGRAMAÇÃO: Confira a coluna "Lenha na Fogueira", por Zékatraca

O Bicho pega pra valer no Arraial do Fernandão.

ZÉKATRACA

8 de Agosto de 2018 às 17:35

PROGRAMAÇÃO: Confira a coluna "Lenha na Fogueira", por Zékatraca

FOTO: (ZÉKATRACA)

Ainda este mês teremos dois eventos folclóricos. A Mostra de Cultura Popular da Associação São Tiago e o Arraial “Comunidade no Sertão”.

 

*********

 

O primeiro começa nesta quinta-feira, 9, e vai até domingo dia 12 com festival de grupos de dança e grupos de quadrilhas e bois bumbás.

 

*********

 

O bom mesmo do Arraial do Padre Enzo, como é conhecido a Mostra de Cultura Popular da Associação São Tiago Maior é o Festival de Dança. Os grupos se apresentam com grande cenários e uma produção de primeiro mundo.

 

********

 

Já o Comunidade no Sertão é conhecido como Arrial do Fernandão. Este ano vai acontecer na última semana deste mês. Segundo os dirigentes de grupos de quadrilhas, no Arraial do Fernandão se tira a dúvida sobre quem foi o melhor mesmo no Arraial Flor do Maracujá.

 

********

 

Lá no Esperança da Comunidade acontece concurso entre os grupos de quadrilhas e o negócio pega foro. As diferenças do Flor do Maracujá são tiradas lá. O Bicho pega pra valer no Arraial do Fernandão.

 

********


 

Muita gente tem me ligado e abordado na rua, querendo ssber o que foi que houve com o meu querido bumbá Corre Campo que ficou em quarto lugar e só não caiu para o Grupo de Acesso porque o Az de Ouro não deixou.

 

********

 

Quem assistiu nossa apresentação viu que foi das melhores, porém alguns fatos ou incidentes aconteceram, que fizeram com que os julgadores tirasse alguns preciosos pontos.

 

*******

 

Primeiro o AMO do Corre Campo que na verdade é esse que nescreve essa coluna, também conhecido como Sílvio Santos optou por se apresentar como “Contador de História” e nesse papel foi elogiado inclusive pelo presidente do Júri professor Marco Teixeira. A opção por “Contador de História” fez com que Sílvio deixasse de apresentar os “Versos” que o AMO deve apresentar em sua apresentação.

 

********

 

Isso porque se criou essa máxima de que Amo de Boi tem que versar, quando na realidade, ele pode optar inclusive em atuar como verdadeiro dono da “Fazenda”. Assim sendo, dos cinco jurados três deram nota 9,9 e dois pontuaram com a nota Dez. Como uma nota maior e a menor são descartadas, somamos apenas 29,8 pontos. Nesse caso, dois décimos é muita diferença. A nota máxima depois de eliminada a maior e a menor é 30.

 

*******

 

Outro motivo do quarto lugar, foi a queda da nossa Sinhazinha da Fazenda na hora que ela estava se apresentando aos jurados. Aí meu irmão, não teve jeito, foi outra “porrada” de nota considerada baixa. Mais um décimo aqui, outro acolá, ficamos em quarto lugar. Pelo menos não caímos para o grupo de acesso. Os jurados foram corretos em suas pontuações para o Corre Campo.

 

********

 

Quem não ficou satisfeito com o 2º Lugar, foi o bumbá Marronzinho que pediu recontagem dos pontos, na tentativa de virar o jogo e derrubar o Diamante Negro. A recontagem estava marcada para ontem a noite. Acho que vai ficar do jeito que está, com o Diamante em primeiro e o Marronzinho em segundo lugar.

 

********

 

Por falar em protesto, os dirigentes dos grupos de bumbás, são muito passivos. Por exemplo, os grupos que ficaram com nota abaixo da do Az de Ouro bem poderiam ter protestado, pois o Silfarney colocou dançando na arena do Flor do Maracujá, não foi apenas um brincante que já havia brincado em outro grupo (O que é proibido pelo Regulamento) colou praticamente uma tribo inteira que já havia se apresentado por outro bumbá.


 

********

 

Como ninguém entrou com recurso, O Az de Ouro continua no Grupo Especial. Tem mais, o Az de Ouro poderia ser punido também, por ter utilizado som mecânico em detrimento de banda ao vivo. Isso não constava do Regulamento, mas, daria uma boa briga judicial.

 

********

 

Uma coisa é certa, o Diamante Negro realmente foi maravilhoso. Valeu velho Guedes!

 

 

Sucesso dos grupos mirins no Flor do Maracujá

 

A dança da quadrilha e a brincadeira de boi bumbá em Rondônia e em especial na capital Porto Velho, dificilmente acabará, graças a alguns abnegados folcloristas, que dedicam parte do seu tempo, a ensinar as crianças a dançar quadrilha e boi bumbá. 

 

Os principais grupos de quadrilhas trabalham com a categoria mirim. Rádio Farol, A Roça é Nossa, Nova Estação, Rosas de Ouro, Rodas Divina e Palheiral são alguns que mantêm grupo, disputando na categoria mirim do Flor do Maracujá. O mais interessante, é que, assim como os grupos adultos, os mirins se esmeram em suas apresentações, na tentativa de levar o título para sua sede. Nesse caso, os pais participam diretamente desde os ensaios, confecção de indumentárias até durante a apresentação na arena da Cidade da Cultura. É gratificante assistir a meninada dançando quadrilha, imitando dançarinos dos grupos adulto.

 

Este ano assistimos um fato muito lamentável e emocionante. A quadrilha mirim Unidos do Palheiral não conseguiu chegar ao Flor do Maracujá no horário previsto para sua apresentação e em consequência de cumprimento do Regulamento, foram desclassificados. Ainda dançaram, graças a compreensão da direção do bumbá mirim ‘Veludinho’ que cedeu 15 minutos para que as crianças do município de Candeias do Jamari se apresentasse. Domingo dia do encerramento do Arraial, os dirigentes da Palheiral mirim conseguiram autorização da diretoria da Federon para se apresentar como atração especial. A meninada entrou na arena com garra e deu um show, muitos comentaram: “Se eles tivessem se apresentado concorrendo ganhariam o 1º lugar”.

 

Por falar em campeão, os jurados elegeram a quadrilha mirim “A Roça é Nossa” como campeã da XXXVII Mostra de Quadrilhas e Bois Bumbá – Arraial Flor do Maracujá. O segundo lugar foi para a mirim Rosas de Ouro.

 

A junina mirim carinhosamente apelidada de “Rocinha” levou o troféu para o Esperança da Comunidade. Parabéns!

 

 

Boi mirim Estrelinha mais uma vez

vence no Arraial Flor do Maracujá


 

Diretamente do bairro Ulisses Guimarães para a arena da Cidade da Cultura, ,ou melhor dizendo do Arraial Flor do Maracujá o boi bumbá mirim Estrelinha mais uma vez encantou o público e os jurados, conquistando a maior pontuação entre os concorrentes de sua categoria, conquistando o título de campeão da XXXVII Mostra de Quadrilhas e Bois Bumbás.

 

O Estrelinha é como se fosse o filho do bumbá Tira Teima um dos mais antigos bumbás adulto em atividade em Porto Velho, (só perde para o Corre Campo). Acertadamente a direção da Associação que mantém os dois grupos (Tira Teima e Estrelinha), sentindo a dificuldade que é, disputar na categoria Boi Adulto, com os chamados grandes: Diamante Negro, Marronzinho, Manhoso, Corre Campo e Az de Ouro apostam suas cartas no bumbá mirim “Estrelinha”. Essa estratégia vem dando certo ha vários festivais. Este ano não foi diferente, até porque a disputa foi apenas com o boi mirim “Mancha Negra” já que o Veludinho foi desclassificado por atraso e o “Brilhantinho desistiu de competir. A folclorista Edna Sarmento presidente do grupo, seu irmão Edson e seu marido Sardinha não medem esforço para colocar na arena do Maracujá um grupo muito bem ensaiado e com indumentárias bem confeccionadas, o resultado disso tudo é o título de campeão. Parabéns!

 

 

 

PROGRAMAÇÃO: Confira a coluna "Lenha na Fogueira", por Zékatraca
PROGRAMAÇÃO: Confira a coluna "Lenha na Fogueira", por Zékatraca
PROGRAMAÇÃO: Confira a coluna "Lenha na Fogueira", por Zékatraca
PROGRAMAÇÃO: Confira a coluna "Lenha na Fogueira", por Zékatraca

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS