close
logorovivo2

AGENDA CULTURAL: Confira a coluna "Lenha na Fogueira", por Zékatraca

Neste fim de semana tem teatro e som livre

ZÉKATRACA

22 de Setembro de 2018 às 10:21

AGENDA CULTURAL: Confira a coluna "Lenha na Fogueira", por Zékatraca

FOTO: (Divulgação)

Você já parou para assistir os programas dos candidatos a governador do estado de Rondônia, no rádio e na televisão?

 

**********

 

Por uma acaso, se você costuma assistir ou ouvir esses programas, já ouviu ou viu, algum candidato divulgando ou, pelo menos, se referindo a Cultura, Livros, Biblioteca, Arte de modo geral?

 

**********

 

Viu nada! Não viu nem ouviu, pois esse assunto caso seja explicitado, para os marqueteiros dos candidatos não gera interesse e em consequência também não gera votos.

 

*********

 

O mote de todos os candidatos, ou de todos os programas de governo, é: Saude, Educação e Segurança e agora o Agronegócio.

 

*********

 

Porém sobre Cultura, Turismo e Lazer ninguém diz nada. Não diz porque seus programas de governo não contemplam esses assuntos.

 

*********

 

O negócio é dizer que: “Vamos melhorar a saúde, investir em mais segurança e educação e valorizar o Agro Negócio. De vez em quando falam em Agricultura Familiar.

 

*********

 

Outro assunto que politico candidato tem mais medo, que o diabo da cruz, é quando se trata de preservar o meio ambiente, impedir o desmatamento e o assoreamento dos rios. Proibir garimpo no rio Madeira nem pensar.

 

*********

 

Pra que preservar terras indígenas, quando o que dá dinheiro mesmo é plantar soja, milho, algodão e café!

 

*********

 

Ninguém, pelo menos eu nunca ouvi alguém falar, em convocar os líderes das aldeias indígenas, para conversar sobre o envolvimento dos mesmos, na produção de grãos em suas terras, é claro que preservando o necessário para sobrevivência da fauna e da flora.

 

*********

 

Índio não vota. Por isso, o que mais se ver, são invasões de suas terras, sem que alguém faça alguma coisa. Nem mesmo a demarcação das áreas indígenas são realizadas como deveriam.

 

*********

 

Voltando ao assunto Cultura, Literatura, Artes ETC. Depois de eleitos, como é de costume, entregam o órgão que deveria cuidar da Cultura a um correligionário que doou recursos para a campanha e assim, esse apaniguado indica um conhecido, que muitas vezes não sabe nada X nada sobre o assunto. Isso aconteceu recentemente, quando o financiador da campanha de um candidato a governador, ao ser convidado para assumir a SECEL, indicou um funcionário balconista de sua loja de peças para motocicleta e o governador eleito o nomeou secretário de estado e ainda trouxe um bocado de locutor de carro de som, que assumiram os cargos mais estratégicos.

 

**********

 

Não precisa ir muito longe não, recentemente, o governador exonerou um técnico especializado em gestão cultural e nomeou em seu lugar, um cabo eleitoral que mal sabe assinar o nome.

 

*********

 

Por isso, é bom que todos nós envolvidos com Movimento Cultural, façamos uma análise bem abalizada, dos programas de governo dos candidatos que disputam o governo de Rondônia.

 

*********

 

Passamo oito anos sofrendo com a falta de investimento na cultura, vamos nos informar para não sermos iludidos novamente com falsas promessas.

 

*********

 

Faltam apenas 15 dias, para analisarmos as propostas dos candidatos. Depois não vai adiantar chorar o leite derramado.

 

**********

 

A César o que é de César:

 

*********

 

O senador Valdir Raupp, candidato a reeleição, defendeu nesta sexta-feira (21/9) que os candidatos impugnados pelo TRE/RO recorram ao Tribunal Superior Eleitoral(TSE) para continuar no pleito do dia 7 próximo, como forma de qualificar ainda mais o processo eleitoral.

 

**********

 

O senador deu a declaração a imprensa após o TRE impugnar a candidatura ao Senado Federal da ex-senadora Fátima Cleide, no dia de ontem. Espero que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) libere a candidatura da ex-senadora e dos demais candidatos que também foram impugnados pelo Tribunal Regional Eleitoral.

 

**********

 

Essa é a política democrata!

 

 

 

Trapiá Teatral apresenta

neste sábado, a peça P’S


 

A coordenação do Projeto Palco Giratório – Sesc/2018, coloca as 20 horas no palco do Teatro 1 da unidade Esplanada, a peça “P’S” da Trapiá Cia Teatral do Rio Frande do Norte.

 

Após a noite deste sábado 22, as apresentações da XXI edição do Palco Giratório, só voltam na próxima segunda feira dia 24 quando a Cia Marginal vai apresentar a peça “Eles Não Usam Tênis Naique”.

 

As senhas para a peça “P’S” começam a ser distribuídas uma hora antes do inicio do espetáculo, no Sesc Esplanada


 

SINOPSE


O espetáculo “P’s”, de Gregoy Haertel, inspirado em “Eu, Pierre Rivière, que degolei minha mãe, minha irmã e meu irmão”, obra na qual Michel Foucault descreve e analisa um caso real de parricídio acontecido na primeira metade do século XIX, “P’s” traz para uma vila do sertão nordestino a história de P, jovem que assassina brutalmente alguns familiares seus. Focando nas intensas contradições do personagem e passando por momentos que vão desde a sua infância até o seu suicídio, “P’s” procura trazer à tona o homem além do seu ato, não com o intuito de explicá-lo e, consequentemente, diminuí-lo, mas com a vontade única de nos aproximar dele e, com isto, talvez também nos aproximar de nós mesmos. P’s coloca em discussão a memória, a psiquiatria, a justiça e o amor desmedido.

 


 

Ficha técnica


 

Direção: Lourival Andrade

Texto: Gregory Haertel

Atuação: Alexandre Muniz

Concepção de trilha sonora: Aglailson França

Execução de trilha sonora (músicos/atores): Emanuel Bonequeiro e Aglailson

França

Cenário e figurino: Custódio Jacinto

Iluminação: Adriano Nunes

Execução de iluminação: Custódio Jacinto

Criação de material gráfico: André Nascimento

Produção visual: Beatriz Alves

 

Espetáculo integrante do Circuito Nacional Palco Giratório Sesc

 

 

MÚSICA

 

Projeto Som Livre será realizado

mais uma vez no Espaço Alternativo

 

 

 

A Fundação Cultural de Porto Velho (Funcultural) leva mais uma vez o projeto Som Livre ao Espaço Alternativo da capital neste domingo, 23, a partir das 17 horas.

 

“Decidimos manter o evento nesse local devido ao sucesso que está fazendo. É uma forma de proporcionar entretenimento e lazer para a população”, declarou o presidente da Funcultural, Ocampo Fernandes.

 

A Banda Sheik e o Dj Magrão integram a programação desta edição. No último encontro, centenas de pessoas prestigiaram o evento. “Fomentar a cultura, valorizando os nossos artistas - tudo isso ao ar livre, não existe nada melhor”, comentou o presidente da Funcultural Ocampo Fernandes.

 

Ele ainda lembrou que a continuidade do projeto depende também do clima, já que as chuvas podem atrapalhar.

 

 


 

Festa de aniversário de Porto Velho


 

A prefeitura de Porto Velho está trabalhando com a equipe da Fundação Cultural a programação alusiva aos 104 anos de criação do município de Porto Velho que será festejado no dia 2 de outubro (feriado) uma terça feira. “Vamos realizar uma comemoração dentro das possibilidades financeiras da Funcultural”, disse Ocampo. De ante mão a prefeitura através da Funcultural está produzindo uma homenagem ao músico criador da Banda Os Cobras do Forró Zezinho dos Cobras. “Nada mais justo do que aproveitarmos a festa da criação do nosso município para homenagear esse músico compositor e cantor que mostrou ao Brasil que Porto Velho também sabe produzir forró e dos melhores”, finalizou Fernandes.

 

A equipe da Funcultural sob a coordenação do Altair dos Santos Lopes – Tatá está trabalhando na produção do show de aniversário de Porto Velho que com certeza, reunirá muita gente. “Em breve divulgaremos o local do acontecimento”, finalizou Tata.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS