close
logorovivo2

EVENTOS: Confira a coluna "Lenha na Fogueira", por Zékatraca

A festa pelo aniversário de Porto Velho serviu para mostrar o quanto a população da capital de Rondônia adora o ritmo do forró

ZÉKATRACA

4 de Outubro de 2018 às 11:31

EVENTOS: Confira a coluna "Lenha na Fogueira", por Zékatraca

FOTO: (Divulgação)

Comunicado a população do município de Costa Marques e todos que prestigiaram o XVIII Festival de Praia que aconteceu entre os dias 27 e 30 de setembro passado.

 

*********

 

A matéria sobre o Festival de Praia e o Campeonato de Pesca, será publicada na edição do próximo domingo, dia 7 de outubro.

 

********

 

Posso adiantar, que o evento promovido pela prefeitura de Costa Marques reuniu mais de 30 mil pessoas na Praia do Curralinho e o que foi melhor, segundo a Policia Militar, Marinha, Corpo de Bombeiros, Policia Ambiental e Secretaria de Saúde não foi registrado nenhum caso grave durante o Festival. Nota dez para o público que compareceu.

 

*********

 

O promoter Cliuson Torres está de parabéns, pela realização do Concurso Musa do Festival de Praia de Costa Marques. Tinha candidata de várias municípios de Rondônia como Ji Paraná, Porto Velho, Guajará Mirim, Nova Mamoré, São Miguel do Guaporé e São Francisco além de São Felipe e São Domingos.

 

********

 

Enquanto o Festival Garota Praia no qual só podiam participar candidatas de Costa Marques, foi coordenado pela secretaria de Turismo que tem a frente o Cassiano. Para encurtar a conversa, tudo que aconteceu no festival, que contou com a participação na direção da coordenação do prefeito Mirandão, foi bacana. Leia matéria completa na edição de domingo do Diário da Amazônia.

 

*********

 

Já em Porto Velho, segunda feira à noite, participamos da festa de aniversário da nossa querida amiga Rosário irmã do Pai Beto da escola Acadêmicos da São João Batista.

 

********

 

A festa aconteceu no Parque dos Tanques onde Rosário mantém um refeitório aonde recebe o pessoal da Telemont.

 

*********

 

A festa da Rosário só terminou terça feira de manhã. Haja comida e bebida pra sustentar a turma. Parabéns amiga!

 

*********

 

A grande festa foi a realizada pela prefeitura via Funcultural em homenagem aos 104 anos da criação do Município de Porto Velho.

 

********

 

Na realidade as comemorações começaram pela manhã no galpão aonde funcionou o Almoxarifado da Madeira Mamoré e depois o Clube Cibec.

 

*********

 

Ali o prefeito Hildon Chaves assinou junto com o governador Daniel Pereira, representante da Santo Antônio Energia, Procuradora do Ministério Público Federal e o presidente da Associação dos Ferroviários a ordem de serviço da Revitalização do Complexo Turístico Madeira Mamoré.

 

*********

 

Segundo o representante da Santo Antônio Energia, a obra começa daqui a 15 dias, com o inicio do Talude do barranco do Rio Madeira. Toneladas de Pedra serão colocadas (concretadas) a beira do lado direito do Rio Madeira para então “Começarmos a obra de revitalização do Complexo”, anunciou o prefeito.

 

********

 

A tarde, a partir das quatro e meia, o show em comemoração aos 104 anos de Porto |Velho começou no Calçadão Manelão em frente ao Mercado Cultural com apresentação de vários artistas cantores e bandas.

 

********

 

A Funcultural aproveitou para realizar mais um módulo do Projeto Tributo ao Menestrel desta feita, homenageando o músico Zezinho dos Cobras.

 

********

 

A homenagem mais que merecida ao sanfoneiro que há quarenta anos diverte o público forrozeiro de Rondônia, através de sua Banda Os Cobras do Forró.

 

********

 

A festa pelo aniversário de Porto Velho serviu para mostrar o quanto a população da capital de Rondônia adora o ritmo do forró.

 

********

 

Aliás, fiquei admirado, pois o público provou que em Porto Velho o ritmo que predomina é o Forró e não o sertanejo como muita gente pensava.

 

********

 

Feliz da vida, Zezinho dos Cobras no palco, recebeu as homenagens de bandas como a Piolho de Cobra e do compositor Silvio M. Santos que cantou junto com Zezinho suas composições gravadas pelos Cobras do Forró.

 

********

 

Nota dez para a equipe da Funcultural que sempre prestigia os artistas locais. Parabéns Porto Velho!

 

 

A homenagem a Zezinho

na festa de Porto Velho

 

 

O Músico cantor e compositor José Nunes – Zezinho dos Cobras foi homenageado pela prefeitura de Porto Velho, através do Projeto Tributo ao Mesnestrel coordenado pela Funcutural durante a festa em comemoração aos 104 anos de Porto Velho. “Iniciamos o Projeto com o compositor Bainha que completou 80 anos de idade, no último mês de agosto. Desta feita o grande homenageado foi o Menestrel do Forró, sanfoneiro Zezinho dos Cobras”, disse o presidente da Funcultural Ocampo Fernandes.

 

 

A festa em comemoração aos 104 anos de criação do município de Porto Velho começou por volta das 16h30 com a apresentação do cantor Louro Rodrigues seguida da apresentação da Banda Piolho de Cobra.

 

O mestre de cerimônia Frota Neto após ler breve histórico sobre a trajetória do homenageado, convidou o público que literalmente lotou a praça Getulio Vargas, em frente ao Mercado Cultural para receber com aplausos, o músico Zezinho dos Cobras.

 

Com sua inseparável sanfona Zezinho após agradecer a Funcultural e ao prefeito Hildon Chaves pela homenagem, meteu o dedo no fole e começou a cantar clássicos do forró, enquanto o público dançava e aplaudia calorosamente cada música. No meio de sua apresentação Zezinho chamou ao palco “O compositor dos Cobras do Forró, meu amigo Silvio Santos o Zekatraca”. Na seqüência Silvio lembrou algumas de suas composições gravadas pela Banda Os Cobras do Forró, cantando junto com Zezinho “Balança do Trem”, “Forro Forrado” e a festejada “Dança do Remo”. “É uma honra participar da homenagem que a prefeitura está proporcionando a esse músico, que levou meu nome a ser conhecido em todo o nordeste. Obrigado Zezinho”, agradeceu Silvio Santos.

 

 

A festa que também comemorou os 104 anos de Porto Velho, foi até a meia noite e além das atrações, todas locais. “Na administração Hildon Chaves a prioridade é valorizar nossos artistas”, disse Ocampo Fernandes que aproveitou para agradecer a parceria da RedeTV-RO que transmitiu ao vivo a programação que aconteceu no Mercado Cultural. “Pela primeira vez o público de todo o estado tem a oportunidade de assistir a festa de aniversário do nosso querido município Porto Velho”, finalizou Ocampo Fernandes.

 

 

 

LIVRO

 

Historia do Carnaval em Porto Velho

Curiosidades da escola Deixa Falar

 

Os brincantes da escola desfilavam dentro do famoso Cordão de Isolamento à frente ia o Bola Sete com uma Maromba era o Baliza ou o Abre Alas. Como declarou o Severino Porteiro um dos brincantes (o próprio Severino ou o Antônio Coxó posicionado) logo após o Bola Sete levava uma cobra jibóia no pescoço.

 

 

Apenas homens desfilavam na escola.

 

A fantasia geralmente era uma camiseta com a propaganda do Vermut Martini ou Cinzano.

 

Os instrumentos eram apenas Surdo, tamborins, pandeiros, ronca ronca (cuíca), agogô que era chamado de gangorra.

 

Os instrumentos de couro eram feitos pelos próprios brincantes e precisavam ser esquentados de vez em quando, por isso um dos brincantes era responsável pelos jornais que seriam queimados para esquentar os tambores.

 

 

BOLA SETE

 

Eliezer Santos popularmente conhecido como Bola Sete, chegou a Porto Velho como Soldado da Borracha, justamente no mês de setembro de 1943, ano e mês em que o presidente Getúlio Vargas assinou o Decreto de criação do Território Federal do Guaporé.

 

 

Como Soldado da Borracha, Eliezer deveria, ao desembarcar no porto de Porto Velho, seguir para algum seringal, porém por se destacar entre seus companheiros, pois sabia ler e escrever, foi contratado para trabalhar no Hospital São José pelo governo territorial.

 

Seu único filho Jorge Bola nos forneceu uma breve biografia: Eliezer Santos conhecido como Bola Sete, nasceu no dia 11 de agosto de 1923, no município de Itororó no estado da Bahia. Chegou a Porto Velho em setembro de 1943 como soldado da Borracha, trabalhou no Hospital São José/ foi jardineiro na praça Mal. Rondon Vendedor de bom-bom, boxe e lutador de Luta Livre criou a primeira academia de Boxe e Luta Livre do Território do Guaporé e foi o primeiro Cambista da cidade, como seus amigos gostavam de chamá-lo porque vendia bilhete da Loteria Federal e escrevia Jogo do Bicho. Precursor dos primeiros movimentos carnavalescos, além de ser criador do Movimento das Pastorinhas. Juntamente com amigos fundou a escola de samba “Deixa Falar” em 1946, a primeira escola de samba de Porto Velho e em conseqüência do Território do Guaporé; é considerado como um dos fundadores da escola de samba “Os Diplomatas do Samba” a escola do seu coração.

 

 

Bola Sete faleceu no hospital Prontocor aos 33 minutos do dia 13 de dezembro de 1985, no momento de seu passamento estavam no quarto os carnavalescos. Silvio Santos, Babá (Bola deu último suspiro nos braços do Babá), Manelão além do Dr. José Augusto. 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS