close
logorovivo2

BOI BUMBÁ: Confira a coluna "Lenha na Fogueira", por Zékatraca

Acompanhe os fatos recentes

ZÉKATRACA

16 de Outubro de 2018 às 14:17

BOI BUMBÁ: Confira a coluna "Lenha na Fogueira", por Zékatraca

FOTO: (Assessoria)

O Boi Bumbá Marronzinho salvou a pátria e o respeito pelos nossos grupos folclóricos, no que fiz repeito a grafitagem nos viadutos da cidade, ao conseguir, ter a figura do Boi, Grafitada no elevado da Campos Sales. Ponto para o Estevão e sua equipe.

 

*******

 

Acompanhando fatos recentes de desavenças entre os membros de um partido político, cujo candidato está no segundo turno.

 

*******

 

Lembrei-me de um episódio que envolveu o então candidato a prefeito de Porto Velho, nosso saudoso Chiquilito Erse.

 

********

 

Chiquilito estava disparado nas pesquisas de intenção de votos. Aliás, ele sempre esteve a frente de seus opositores, em todas as eleições que participou, porém:

 

********

 

E sempre tem um porém! O marqueteiro da campanha, conhecido como Toca, talvez com o intuito de gradar seu pupilo, mandou confeccionar e distribuiu pela cidade, banners, panfletos, adesivos e santinhos com a seguinte frase:

 

*******

 

Eu Sou CHIC, voto em Chiquilito. O termo CHIC não foi bem assimilado pelos eleitores menos favorecidos e as críticas e gozação passaram a ser ouvidas e discutidas: “Do Café Santos ao Banho dos Periquitos”.

 

*******

 

Pra completar a “Mancada”, gravaram um jingle cuja letra tinha como refrão o seguinte verso:

 

*******

 

É CHIQUILITO chegando Bonito… Aí mermão, foi a vez dos mais feios protestarem.

 

*******

 

Em virtude dessa atitude do marqueteiro da campanha, Chiquilito só não perdeu a eleição, porque a turma do “apaga fogo” que tinha o Hiran Brito Mendes, Helio Fonseca, Kida e outros amigos do Chiquilito como bombeiros, colocaram para tocar nos comícios a Banda “Os Cobras do Forró” e encomendaram uma música ao compositor Sílvio Santos cuja letra, tinha que falar que Chiquilito seria o melhor para a cidade de Porto Velho.

 

*******

 

A Banda “Os Cobras do Forró” então começou a tocar e cantar nos comícios a música: Acorda Porto Velho, levanta teu povo e dar o GRITO/Vamos votar, vamos votar, vamos votar./Vamos votar para prefeito em CHIQUILITO. Chega de viver nessa sujeira/Entre lama e poeira/Cada dia mais aflito. No dia 15 de novembro/Vamos votar para prefeito em CHIQUILITO…

 

********

 

O Termo CHIC pegou como se fosse uma traição do candidato Chiquilito e seus colaboradores, contra os eleitores dos bairros periféricos da cidade. “Isso é coisa de Catega” diziam. Traição derrota qualquer candidato.

 

*******

 

Agora o que estamos vendo, são desabafos de acusação, de que o candidato ao governo pelo PSL entregou o comando de sua campanha a uma equipe que não marcou presença no primeiro turno. Aí o “PAU” tá quebrando la pra’s banda da Pinheiro Machado.


 

*******

 

Dizem que o fogo começou a ser apagado, ontem (15), lá em Vilhena, quando os algozes do mesmo partido, se abraçaram e dizem, que até se beijaram e choraram, um no ombro do outro, selando a paz.

 

*********

 

Só acho que a “desgraça” já foi feita. O povo não aprova traição antecipada nem que a vaca tussa. Uma eleição que estava praticamente selada, agora terá que correr atrás do prejuízo, causado por uma ato impensado. Para desfazer o que foi feito sem o consentimento dos parceiros de primeira hora, terão que correr muito!

 

*******

 

Isso é como flagra em traição de marido e mulher. Numa primeira hora, podem até se perdoar, mas, o ranço jamais deixará de existir. Na primeira pisada de bola, o episódio vem a tona novamente.

 

*******

 

Como não tenho nada a ver com isso, deixo esse assunto para os amigos Sérgio Pires, Carlos Sperança, Robson Oliveira e Waldir Costa analisarem com mais preciosidade, afinal de contas, eles são articulistas políticos e eu apenas um FOFOQUEIRO de plantão!

 

 

Casa da Cultura apresenta

O fabuloso mundo de Vitor Macena

 

 

Desde o dia 12 passado, os amantes do desenho artístico, podem admirar o trabalho do jovem Vitor Macena, que está exposto na Galeria Afonso Ligório – GAL com o título “O Fabuloso Mundo de Vitor Macena”.

 

São aproximadamente 300 desenhos, produzidos pelo jovem, Autista, que no próximo dia 26 de dezembro, completa 13 anos de idade.

 

Seu pai Raimundo Nonato Rodrigues conta: “O Vitor começou, quando tinha mais ou menos três anos de idade, na época, ele estudava no SESI e fez um desenho, aquilo me chamou atenção, pois, tratava-se de um desenho futurista o que não era normal numa criança da idade dele”, lembra Nonato. A partir de então prossegue, passamos a fazer um trabalho voltado para seu talento e começamos a investir. Sabemos das limitações dos Autistas e a partir desse investimento, ele vem desenvolvendo seus desenhos e sua arte a cada dia”. Vitor Macena é rondoniense de Porto Velho, filho da professora Josineide Macena da Silva e do Consultor de Imóveis Raimundo Nonato S. Rodrigues.

 

 

A artista plástica Margot Paiva ha quatro anos, conheceu o trabalho do Vitor e desde então, tem participado orientando sobre a técnica do desenho e das artes plásticas, tanto que Vitor já tem alguns quadros pintados. “Por orientação da Margot não usamos essas telas em arte plástica na exposição que fica na Casa da Cultura até o mês de novembro”, conta Raimundo Nonato. “O Vitor está seguindo seus tijolinhos quer dizer, sua intuição e inspiração” disse Margot Paiva.

 

Como Autista, Vitor Macena segue uma rotina especial: Pela manhã frequenta a 5ª série do ensino fundamental no Colégio Antônio Ferreira e a tarde das terças e quinta feiras tem aula de reforço (horário contrário); Segunda e quarta, tem clínica com psicólogo, fisioterapeuta, psicopedagogo e fono; Sábado tem equitação. Aos domingos, gosta de assistir as corridas de fórmula 1 e assim que termina, vai para seu quarto e desenha tudo que aconteceu durante a corrida “Só que no seu estilo, ou seja, animado”. Quando está em casa passa o tempo todo desenhando.

 

A exposição que está na GAL da Casa da Cultura Ivan Marrocos, é composta de 300 desenhos que podem ser adquiridos por valores que vão de R$ 50 a 300 Reais. Os interessados devem entrar em contato pelos fones: 9 9214-9266 (Nonato) ou 9 9221-8847 (Josineide).

 

 

 

BUMBA

Candidata Bruna de Humaitá ganha

Título de Rainha do Folclore Gay
 

Sábado passado 13, o boi bumbá Marronzinho, promoveu o concurso “Rainha do Folclore Gay”, na sede da Associação Salve Jorge no bairro Vila Tupi em Porto Velho.

 

O evento teve como atração principal, o show do cantor/levantador de toadas do boi Caprichoso de Parintins Davy Assayag que foi acompanhado pela ótima Banda do Marronzinho.

 

A festa começou por volta do meio dia com almoço a base de tambaqui assado na brasa, entre outras iguarias. O concurso Rainha do Folclore Gay começou as 18 horas, com a participação das candidatas Tifany Nogueira. Isabelle Campo, Agatha Albuquerque e Bruna Lira que se apresentaram para um público estimado em mais de Mil Espectadores, além das torcidas organizadas, que faziam o maior “barulho” em prol de suas candidatas.

 

 

No final, os jurados elegeram a candidata Bruna Lira representante de Humaitá (AM) Rainha do Folclore Gay 2018; ficando com o 2º lugar a representante do Boi Estrela de Fogo/Waitku Mayakan Isabelle Campo; em 3º lugar Tifany Nogueira e em 4º lugar a Agatha Albuquerque.

 

Davy Assayag subiu ao palco, tão logo terminou a escolha da Rainha e cantou e encantou, por mais de duas horas, mostrando que o segmento Boi Bumbá em Porto Velho, está em pleno sucesso. “Agradecemos a todos os colaboradores que de uma maneira ou de outra, contribuíram para o sucesso de nossa Festa”, disse o presidente fundador do Marronzinho Estêvão Ferreira.

 

 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS