close
logorovivo2

REVITALIZAÇÃO: Reformas no Memorial Jorge Teixeira devem ser concluídas até 2019

O Memorial inteirou 25 anos sem comemorações, em 14 de outubro deste ano

SECOM

6 de Novembro de 2018 às 14:51

REVITALIZAÇÃO: Reformas no Memorial Jorge Teixeira devem ser concluídas até 2019

FOTO: (Secom)

No centro de Porto Velho, o Memorial Jorge Teixeira, sediado na casa onde morou o primeiro governador do Estado de Rondônia, exige reparos quase totais nas partes elétrica, hidráulica e no teto. Paralelamente, terá obras de ajardinamento e pintura. Soldados do 5º Batalhão de Engenharia de Construção (BEC) iniciaram o reboco do muro e irão recuperar a antiga churrasqueira onde ficará um acervo com temas amazônicos. 

 

O Memorial inteirou 25 anos sem comemorações, em 14 de outubro deste ano. Seu acervo foi arquivado enquanto durarem as reformas internas e externas.

 

 

MEDALHAS E RECONHECIMENTO A SERVIDORES

 

Medalhas e outras lembranças continuam guardadas em redomas de vidro.

 

O Memorial Jorge Teixeira diferencia-se de outros pelo reconhecimento a outros atores da história, entre os quais, garçons, motoristas e lavadeiras. Os retratos deles voltarão às paredes, quando concluída a reforma.

 

Depois de recuperado, o quarto onde o ex-presidente João Baptista de Oliveira Figueiredo (1979-1985) terá nas paredes painéis mostrando suas visitas ao estado.

 

Podemos começar com registros artesanais, até mesmo em cartolina, mas a exemplo de outras fotos, isso ficará bem com o devido acabamento”, comenta Cida Souza.

 

 

ESPADA DE CHRISÓSTOMO

 

Em 17 de março do ano passado, ato solene da 17ª BIS, com a presença de diversas autoridades, marcou a devolução da espada do coronel Teixeira, até então em poder de João Chrisóstomo de Moura, militar da reserva, que teve o primeiro contato com ele no Colégio Militar de Manaus, do qual o ex-governador fora diretor.

 

Em 1980, Chrisóstomo se destacava entre os alunos daquele estabelecimento e obteve aprovação para ingressar na Academia Militar das Agulhas Negras em Resende (RJ).

 

Em 1984, ano em que o cadete receberia a formação de aspirante na Academia, seu pai, cabo Juvino, militar da reserva e vereador em Costa Marques [na fronteira brasileira com a Bolívia] convidou Teixeira para apadrinhá-lo. Ele aceitou, porque Chrisóstomo era o único cadete do Estado de Rondônia que se formaria naquela turma de oficiais.

 

No ato solene em 2017, o coronel da reserva Chrisóstomo devolveu a espada para que ela ficasse em lugar de destaque.

 

Eleito com 28.344 votos pelo PSL, ele será um dos oito deputados federais por Rondônia, na legislatura que se inicia em 1º de janeiro de 2019.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS