close
logorovivo2

Confira a coluna "Lenha na Fogueira", por Zékatraca

O auditório do 9º andar, ficou repleto de repórter, equipe da transição nomeada pelo Coronel Marcos Rocha e a equipe do governador Daniel

ZÉKATRACA

13 de Novembro de 2018 às 15:52

Confira a coluna "Lenha na Fogueira", por Zékatraca

FOTO: (Divulgação)

Ontem no Palácio Rio Madeira sem querer, participei da entrevista coletiva com o governador em exercício Daniel Pereira e o governador eleito Coronel Marcos Rocha sobre a transição de governo.

 

*********

 

O auditório do 9º andar, ficou repleto de repórter, equipe da transição nomeada pelo Coronel Marcos Rocha e a equipe do governador Daniel.

 

*********

 

Após Daniel Pereira expor a situação real do estado de Rondônia aos presentes e em particular ao governador eleito, seu vice Zé Jodan e equipe de transição, a palavra foi fraqueada aos repórteres presentes.

 

*********

 

Meu amigo Sérgio Pires (Dinossauro), foi o primeiro a perguntar ao Coronel Marcos Rocha: “Governador, o senhor jé escolheu seu secretariado e os nomes quais são?”.

 

*********

 

Nunca vi autoridade mais “liza” que o governador eleito. O homem parece uma Rocha, em se tratando de abrir o jogo. A única pista que temos, é sobre quem provavelmente vai comandar o setor de comunicação no próximo governo. Segundo “Banzeiro”, será o Júnior Gonçalves.

 

*********

 

Na realidade, a solenidade para qual estava pautado, era a Assinatura do Termo de Adesão pelo estado de Rondônia ao Sistema Nacional da Igualdade Racial. A respeito disso tem matéria nesta página.

 

***********

 

Hoje vamos saber a data certa, dos desfiles das escolas de samba de Porto Velho, no carnaval de 2019.

 

***********

 

Pela vontade do presidente da Funcultural Antônio Ocampo Fernandes nossas agremiações desfilarão, uma semana antes dos desfiles das escolas de samba do Rio de Janeiro, quer dizer no dia 23 ou 24 de fevereiro.

 

**********

 

Seria uma ótima se os dirigentes das escolas de samba filiadas a Fesec aceitassem a sugestão do presidente da Funcultural. Na realidade, existe a vontade dos carnavalescos em aprovar a sugestão, porém:

 

**********

 

O Ocampo só conseguirá essa façanha, se, se comprometer a fazer o repasse dos subsídios às escolas de samba, pelo menos 30 dias antes do dia marcado para os desfiles, ou seja, 23 de janeiro. Caso não consiga garantir esse prazo, fica difícil os dirigentes aceitarem a proposta.

 

*********

 

Pois o tempo para a montagem dos enredos, fica muito apertado caso o repasse não seja feito 30 antes dos desfiles. Ora, 30 dias já é pouco tempo, imagina se não der.

 

*********

 

Ja tentamos fazer isso e não deu certo, justamente porque a prefeitura demorou a fazer o repasse. Como tudo indica que o Ocampo já tem apalavrado pelos seus superiores, que a grana vai estar à disposição em tempo hábil, vamos ficar na torcida para que os desfiles das nossas escolas de samba realmente, aconteçam nos dias 23 e 24 de fevereiro, se isso acontecer, com certeza vou assistir minha Portela diretamente no sambódromo da Sapucaí,

 

*********

 

Por falar em samba, as escolas de Porto Velho estão com os seus prontinhos, esperando a Fesec liberar a data da festa de lançamento, que bem pode ser no dia do Samba 2 de dezembro, durante a programação que também será discutida na reunião desta terça feira.

 

*********

 

Vi alguma coisa sobre uma feijoada que a Fesec pretende realizar no dia 1° de dezembro, em comemoração ao dia do Samba, que este ano cai num domingo. Dessa programação consta a realização do Projeto Samba Autoral coordenado pela escola Asfaltão.

 

*********

 

Por que não se promover dentro do Samba Autoral o lançamento dos sambas de enredo de todas as escolas de samba? Vamos colocar isso na pauta de hoje Makumbinha.

 

*********

 

Por falar em samba enredo, o negócio está de primeira, tem escola que encomendou samba a compositores de escola do Rio de Janeiro e não é só uma não. O bicho vai pegar no carnaval de 2019.

 

*********

 

Ninguém vai querer cair para o grupo de acesso. É como diz o compositor Oscar Knightz:

 

*********

 

“Quem for podre, que se quebre”.

 

 

Rondônia adere ao Sistema

Nacional da Igualdade Racial

 

Em solenidade que contou com a presença do governador do estado de Rondônia Daniel Pereira e do Secretário Especial de Promoção da Igualdade Racial do Ministério dos Direitos Humanos Juvenal Araújo Júnior além da secretaria ajunta da Seas Rose Sena; Antônio Neto vice-presidente do Conselho Estadual de Promoção da Igualdade Racial (Cepir); da vereadora Joelna Holder; e da representante da gestora de Políticas Públicas da Igualdade Racial da Secretaria de Assistência Social Elsie Shoknes; que aconteceu na manhã de ontem (12), no auditório Rosilda Shockness, no Palácio Rio Madeira,quando o governo de Rondônia assinou o Termo de Adesão ao Sistema Nacional de Promoção da Igualdade Racial – Senapir.

 

 

Segundo o vice-presidente do Cepir Antônio Neto, a partir da adesão ao Sistema, o estado de Rondônia passa a contar com recursos federais, para promover politicas públicas, através de editais e chamamento público, para atender entidades que trabalhem com projetos, voltados para a implementação da igualdade racial.

 

O ato contou com a presença de representantes de várias famílias, cujos ancestrais, contribuíram com a construção da Estrada de Ferro Madeira Mamoré além de representantes de religiões afro-brasileiras e de autoridades como o superintendente da Sejucel Rodnei Paes, presidente da Funcer Fabiano Barros e do deputado federal eleito, Coronel Chrisóstomo que pediu licença para quebrar o protocolo e discursou como filho de Forte Príncipe da Beira:“Só não digo que sou negro, para não chatear minha mãezinha que é indígena. Me coloco a disposição dos senhores e senhoras, para defender a causa, quando assumir meu mandato de deputado federal”.

 

O secretário da Igualdade Racial Juvenal Araújo, após fazer um relato da luta que foi conseguir convencer o exército da necessidade de se promover e reconhecer a legalização das terras dos quilombolas do Vale do Guaporé, cujo trabalho está sendo desenvolvido pelo INCRA, finalizou seu discurso lembrando: “Apesar de sermos 54% da população brasileira, ainda assim, somos invisíveis e essa invisibilidade governador, está nos três poderes do Brasil. No legislativo temos poucos vereadores, poucos deputados e poucos senadores negros e negras. No Judiciário, tivemos uma única época áurea que foi Joaquim Barbosa presidente do STF. No executivo pergunto: por que não termos ministros no Governo Federal negros, por que não termos negras e negros como secretários de estado, seja na educação, na saúde, agricultura etc?”. E finalizou lembrando: “Sinapir é disponibilizar ao estado, recursos federais para trabalhar políticas de igualdade racial. A luta não é só do negro, é de todos nós”.

 

 

Em seu discurso o governador Daniel Pereira disse: “Pra mim a melhor ferramenta de integração, é a educação. Este ano, estamos formando mais de 500 jovens indígenas de diversas tribos, que jamais teriam oportunidade de ter acesso ao ensino médio. Eles vão receber no final do ano, Certificado de Ensino Médio da SEDUC e o Certificado de Técnico em Cooperativismo pelo IFRO. Estamos no processo de integração la na escola Abaitara, de 60 indígenas que estão sendo preparados para ser técnico em Agroecologia. Por balizamento do Instituto de Educação Profissionalizante do Estado de Rondônia a partir do ano que vem, vamos levar para dentro daquele Projeto, Meninos e Meninas oriundos de comunidades Quilombolas”, finalizou DanielPereira.

 

 

CARNAVAL

 

Desfiles das escola de samba

será definido hoje, na Funcultural


 

A direção da Federação das Escolas de Samba e Entidades Carnavalescas de Rondônia – Fesec, vai reunir na manhã desta terça feira 13, com a presidência da Funcultural de Porto Velho, para tratar da pauta sobre a data e o local dos desfiles das Escolas de Samba, no carnaval de 2019 e sobre os recursos que serão repassados às agremiações filiadas a entidade, bem como a programação pelo Dia do Samba 2 de dezembro.

 

Essa reunião estava marcada para acontecer ontem (segunda feira) porém, em virtude do presidente Ocampo Fernandes ter que cumprir agenda com o prefeito Hildon Chaves, remarcou o encontro para esta terça feira.

 

Na realidade, disse o presidente Reginaldo Cardoso – Makumbinha, “o que vamos discutir, é se os dirigentes das escolas de samba aprovam a sugestão da Funcultural, de que os desfiles das escolas de samba de Porto Velho no próximo carnaval, aconteçam ou no dia 23 (sábado), ou 24 (domingo), do mês de fevereiro 2019, quer dizer, uma semana antes do carnaval oficial”.

 

Por outro lado, as escolas de samba, todas, já decidiram quais os enredos que serão apresentados na passarela do samba Edson Fróis, que será montada na Cidade da Cultura (Parque dos Tanques) no carnaval de 2019. Com a colaboração do Carlinhos Maracanã veja o nome dos temas:

 

Asfaltão: “Zeus Entre Nós, No Carnaval. Ecos da Mitologia”; Império do Samba: “Céu, Inferno e o Portal do Paraíso”; São João Batista: “São João Batista Canta Meu Caiari Minha Vida - De Sinhá Moça e a Abolição ao Ceará de Iracema - Por Marize Castiel, Chagas Neto, Bianor e Cabo Omar”; Zona Leste: Negras Raízes, os Quatro Eixos do Povoamento de Rondônia”; Os Diplomatas: “O Samba não é só Isso Que Se Vê... É Um Pouco Mais”; Armário Grande: “Quero e Não Quero - O Brasil que eu Tenho e o Brasil
que eu Sonho Ter” e a . Rádio Farol: “Mulheres de Fibra”.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS