close
logorovivo2

FESTIVIDADES: Confira a coluna "Lenha na Fogueira", por Zékatraca

As festividades relativas ao dia Nacional do Samba, em Porto Velho, começam no dia 30 de novembro

ZÉKATRACA

20 de Novembro de 2018 às 15:26

FESTIVIDADES: Confira a coluna "Lenha na Fogueira", por Zékatraca

FOTO: (Divulgação)

Hoje é o Dia da Consciência Negra, o Dia de Zumbi dos Palmares. Em todo o Brasil, o que está se comemorando ou lembrando, é a história de luta de Zumbi dos Palmares. O único estado que tá querendo tirar o foco do herói da negritude brasileira é Rondônia.

 

**********

 

Aqui, as entidades que se meteram a festejar a data, realizando alguma “Coisa”, resolveram homenagear o Centenário de Nelson Mandela.

 

**********

 

Tudo bem que Mandela foi e é uma figura respeitadíssima, pela sua luta contra o racismo e o preconceito na sua AFRICA DO SUL. No Brasil essa luta tem como principal figura Zumbi.

 

*********

 

Que é mais conhecido como Zumbi dos Palmares.

 

*********

 

Nada contra a figura e o trabalho de Nélson Mandela, porém, deixar de levar aos nossos alunos do ensino fundamental e médio a história do herói brasileiro Zumbi para propagar, a história de Nélson Mandela cujo heroísmo foi em prol dos africanos do sul, não concordo.

 

*********

 

E mais, deixaram de programar qualquer evento para o dia de hoje, 20 de novembro o dia Nacional da Consciência Negra.

 

*********

 

Partindo do princípio de que, o que se comemora no Brasil é a Consciência Negra, não seria ideal que a história de Zumbi fosse a explorada e não a história de Mandela?

 

*********

 

O mais interessante, é que a entidade que está a frente disso tudo em Rondônia, é o Gepiaa que tem a frente meu amigo e estudioso das coisas que dizem repeito aos negros que formaram o estado de Rondônia Marco Teixeira e aí, quem é que eles estão festejando desde o dia 12 passado? Mandela!

 

*********

 

Uma outra turma ligada ao PDT que comanda o Conegro em Rondônia tá trazendo figuras importantes do Movimento Nacional e a programação, pelo menos, foi o que ficou patente, será de exclusividades de uma escola de samba de Porto Velho que vai contar a história do Negro na Formação do Estado de Rondônia no próximo carnaval. E eu que pensava que a essa entidade do partido do Brizola fosse aberta a todos os filiados e não só a alguns!

 

*********

 

Quantos estão participando das palestras que estão sendo proferidas em várias entidades do estado de Rondônia a em especial em Porto Velho? Por que não divulgam as pessoas participando desses eventos. Tem alguma coisa errada na programação da Semana da Consciência Negra em Rondônia pricipalmente na programação que está acontecendo em Porto Velho.

 

*********

 

Depois dizem que o Zekatraca é fofoqueiro. Garanto que não, somos apenas o divulgador das coisas que não estão acontecendo como deveriam.

 

********

 

Vamos deixar essa programação sem sentido, pra lá.

 

*********

 

Por outro lado: As festividades relativas ao dia Nacional do Samba, em Porto Velho, começam no dia 30 de novembro, com o show do sambista Marquinho Sathan a partir das 20h30 no Mercado Cultural, com a participação inclusive do Ernesto Melo. (fizeram as pazes?). Itaian Garré, Halen Ronald, Elias Neves e Waldison Pinheiro e mais o grupo Doce Melodia. Tudo sob a direção do Beto Cezar

 

*********

 

Ja no dia 1º de dezembro será a grande festa em comemoração ao Dia Nacional do Samba. A programação vai começar ao meio dia, com a Fesec e suas filiadas servindo suculenta feijoada, a quem comprar convite.

 

**********

 

Lá pelas três horas da tarde, começa o Samba Autoral sob o comando da direção da escola de samba Asfaltão. A turma de compositores de samba de Porto Velho, vai lançar algumas composições novas. Sambas novos.

 

**********

 

Ainda fazem parte da programação pelo Dia Nacional do Samba, na quarta feira dia 5, durante o Tacaca Musical, acontece a volta do Projeto Cinco e Meia com Bubu e Cia.

 

*********

 

E no dia 8 de dezembro, será o show “Tributo ao Menestrel Silvio Santos que nada mais, nada menos, sou eu.

 

 

 

TEATRO

 

Mostra de Encenações do Departamento

de Teatro da UNIR a partir do dia 25


 

A II Mostra de Encenações (MEDU II) do Departamento de Teatro (Dartes) da Fundação Universidade Federal de Rondônia (UNIR) é um evento do Programa de Extensão Dartes (em)Cena: teatro, política e sociedade sob a coordenação do professor doutor Luciano Oliveira.

 

A abertura da II MEDU está programada para o dia 24 de novembro, às 20h, no Teatro Guaporé, localizado na Rua Tabajara Nº 148, Bairro Olaria, em Porto Velho – RO. O espetáculo de abertura será “Inimigos do Povo”, da Trupe dos Conspiradores, com classificação etária para 14 anos.

 

No dia 25, às 19h, também no Teatro Guaporé, haverá a reapresentação de “Inimigos do Povo”. E, no dia 26, às 19h, no encerramento da mostra acontecerá a apresentação de “Tabule”, da Cia Peripécias de Teatro Universitário, com classificação etária para 12 anos. Os ingressos serão gratuitos e poderão ser retirados no próprio Teatro Guaporé uma hora antes do horário de início de cada apresentação.

 

O evento conta com o apoio da Pró-Reitoria de Cultura, Extensão e Assuntos Estudantis (PROCEA) da UNIR e da Fundação Cultural de Rondônia (FUNCER).

 

 

A mostra

 

Com a II MEDU visa-se a divulgação dos espetáculos “Inimigos do Povo” e “Tabule”, do Departamento de Artes/Teatro e do Curso de Licenciatura em Teatro da UNIR. Esses espetáculos são resultantes dos Projetos de Extensão Trupe dos Conspiradores: pesquisa e prática em encenação e em atuação e Cia Peripécias de Teatro Universitário, ambos integrantes do Programa de Extensão Dartes (em)Cena: teatro, política e sociedade, coordenado pelo professor doutor Luciano Oliveira.

 

Inimigos do Povo: Espetáculo teatral contemporâneo (que mistura teatro, teatro de formas animadas, dança, música, vídeos e projeções) livremente inspirado na obra “Um Inimigo do Povo” (1882), do dramaturgo norueguês Henrik Ibsen. O processo de montagem desse espetáculo iniciou-se dentro do Curso de Licenciatura em Teatro da Universidade Federal de Rondônia (UNIR) e hoje é uma ação do Projeto de Extensão Trupe dos Conspiradores: pesquisa e prática em encenação e em atuação. O espetáculo traça um paralelo entre as temáticas do texto de Ibsen com acontecimentos político-sociais do Brasil atual. Por meio de Inimigos do Povo conspira-se contra a corrupção, homofobia, hipocrisia, unanimidade, racismo, machismo, partidarismo, intolerância religiosa e de gênero, ditadura, mau-caratismo, fome, reforma trabalhista, reforma da previdência e precarização da saúde e da educação.

 

O projeto Inimigos do Povo: Trupe dos Conspiradores foi contemplado pelo PRÊMIO DE TEATRO JANGO RODRIGUES – 2017 e tem o apoio do Governo do Estado de Rondônia e da Superintendência Estadual da Juventude, Cultura, Esporte e Lazer de Rondônia (da SEJUCEL).

 

A Trupe dos Conspiradores conta também com o apoio da Fundação Cultural do Estado de Rondônia (FUNCER), da Pró-reitoria de Cultura, Extensão e Assuntos Estudantis da Unir (PROCEA), do Departamento de Artes da UNIR (DAV), da Banda Tuer Lapin, da Sol Maior Escola de Música, da Panificadora Kamilly e da Arts Gesso.

 

Tabule: O espetáculo teatral Tabule, protagonizado pelo ator Júnior Lopes, tem como ponto de partida a cultura árabe e a sociedade pós 11 de setembro, para dar ênfase ao cruzamento de culturas entre o pensamento “oriente” versus “ocidente”. A montagem é uma tragicomédia que apresenta, de maneira irreverente, situações propositalmente exageradas e estereotipadas sobre as percepções de cada cultura. (Fonte: UNIR)

 

 

 

Festival de Bandas e

Fanfarras da Asmonfab

 

Com apoio do governo do estado de Rondônia, Funcultural de Porto Velho. Semdestur e da empresa Lind’água a Associação do Movimento de Bandas e Fanfarras de Porto Velho – ASMONFAB realizou no último sábado 17, no estádio Aluízio Ferreira o XXIX CONFABAN.

 

Desde o final da tarde de sábado as torcidas das diversas Bandas e Fanfarras que participaram do Festival começaram a lotar as arquibancadas do Aluizão. “Tem mais gente que em final do campeonato rondoniense de futebol”,comentava feliz um dos organizadores do evento Jaderson Nascimento que também estava atuando como Mestre de cerimônia ou apresentador, fundação que dividia com o Rodrigo Cerdeira.

 

 

Por volta das 17h30, começou a disputa da Categoria Rítmica Tradicional com a representante do município de Guajará Mirim Fênix se apresentando aos jurados; seguida da FANCAJ de Candeias do Jamari da FANCAB; e da Corporação do Colégio Castelo Branco ambas de Porto Velho.

 

Na Categoria Rítmica Tradicional a vencedora foi a FACAB – Fanfarra do Colégio Castelo Branco; seguida da Fênix; Rio Braco e da FANCAJ que ficou em 4º lugar com um detalhes, a pontuação da Fanfarra do Candeias do Jamari foi 230 pontos o que lhe daria o segundo lugar, caso não fosse punida com a eliminação de 10% das notas.

 

Categoria Banda Marcial a classificação final foi: 1° Escola de Música Som Na Leste com 282 pontos; 2ª Escola Tancredo Neves com 275.6 pontos; 3º lugar Escola Alkinda Brasil de Guajará Mirim com 255.3 pontos e 4° colocada Escola São Luiz com 252.9 pontos.

 

Categoria Banda Musical - 1° lugar Escola Eduardo Lima e Silva com 280.9; 2° lugar Banda Anjos de Ouro de Guajará Mirim 268 pontos, 3° lugar Escola de Música Francisco lazaro (Laio) 251.6 pontos.

 

Categoria Corpo Coreográfico - Fanfarra Rítmica campeã Fênix de Guajará com 193.8 pontos. Banda Marcial - Campeã Lira de Ouro de Guajará 194.9 pontos. Banda Musical - campeã Anjos de Ouro de Guajará 198.5 pontos. 
 

 

Categoria Baliza - campeã Fanfarra Rítmica Castelo Branco 153.4 pontos; Banda Marcial Lira de Ouro de Guajará Mirim 194.9 pontos; Banda Musical Anjos de Ouro de Guajará 198.5 pontos; Categoria Mor - Fanfarra Rítmica Fênix 58.2 pontos; Banda Marcial Lira de Ouro de Guajará mirim 59.6 pontos Banda Musical Anjos de Ouro 59.6 pontos.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS