close
logorovivo2

NOVIDADES: Confira a coluna "Lenha na Fogueira", por Zékatraca

Tem o ditado que diz: “É conversando que a gente se entende”.

ZÉKATRACA

14 de Dezembro de 2018 às 10:19

NOVIDADES: Confira a coluna "Lenha na Fogueira", por Zékatraca

FOTO: (Divulgação)

Bem que desconfiei da veracidade daquela postagem, que fizeram terça passada, em alguns sites dando conta de que o prefeito Hildon Chaves cortaria os subsídios das escolas de samba para o carnaval de 2019.

 

*********

 

Eu estava certo, pois, ontem logo após a solenidade de reinauguração do Memorial Jorge Texeira a diretoria da Fesec conversou a respeito do assunto com o prefeito Hildo Chaves e ele disse que não sabia sobre a matéria e que ele não havia falado nada disso.

 

********

 

A turma ficou mais aliviada, porém, o prefeito após sugerir aos carnavalescos que procurem se ´profissionalizar para não depender apenas do poder público, garantiu que vai sim repassar subsídios para as escolas samba.

 

********

 

Não vai ser o que vocês esperam, mas, também não será tão irrisório”, disse Hildon alertando, que as prioridades do governo municipal são outras, Como, investir na saúde e educação.

 

********

 

Os carnavalescos também sugeriram que o prefeito, autorizasse o mais breve possível a Funcultural de Porto Velho a publicar o Edital com om valor que será liberado às agremiações carnavalescas. “A divulgação do valor a ser repassado é importante, para que possamos começar a trabalhar nossos temas”, disse o presidente da Fesec Reginaldo Cardoso – Makumbinha.

 

*********

 

O prefeito então se comprometeu a reunir a direção da Funcultural na pessoa do presidente Ocampo Fernandes nesta sexta feira, para definir o valor e a autorização para a publicação do Edital.

 

*********

 

Tem o ditado que diz: “É conversando que a gente se entende”.


 

Aproveitando a presença do governador Daniel Pereira na reinauguração do Memorial Jorge Teixeira, a direção da Fesec solicitou que o mesmo intervisse junto ao DER no sentido de empenharem, perante a Caixa Econômica os recursos para o início da construção da Cidade da Cultura no valor de R$ 14 Milhões. O governador ficou de atender a solicitação.

 

Isso ta parecendo ATA de reunião de Associação de Bairro.

 

**********

 

Quanto a cota do Fundo de Cultura, Daniel foi taxativo. “0,5 % da arrecadação estadual, representa quase R$ 30 Milhões, é muito dinheiro, o estado não suporta essa carga”.

 

**********

 

Projeto Canta Mulher será incluído no calendário oficial de eventos e comemorações culturais de Porto Velho.

 

***********

 

No dia 27 de Novembro, foi aprovado pela Câmara Municipal de Porto Velho, sob a Lei de nº 2548, o Projeto de Lei de nº 3.688/2018, de autora da Vereadora Elis Regina, que trata da inclusão do Projeto Canta Mulher no Calendário oficial de Eventos e Comemorações Culturais de Porto Velho.

 

***********

 

O Projeto Canta Mulher foi criado no ano de 1992 pelo Fórum Popular de Mulheres, visando gerar através da arte, a visibilidade da mulher, revelando a sua condição feminina no cotidiano da sociedade brasileira. Em março de 2018 completou 27 anos e na sua história musical e cultural, conecta vibração, ritmo e sonoridade de mulheres que fazem arte no canto, na dança, no teatro, na poesia, no palco e na vida.


 

***********

 

Agenda do Projeto Canta Mulher no Canto de Natal Vozes de Maria - No período de 12 a 15 de Dezembro, o Projeto Canta Mulher apresenta mais uma edição musical do Canto de Natal Vozes de Maria. A iniciativa tem como objetivo unir a diversidade de timbres e a sonoridade musical de vozes feminina numa mistura de brasilidade musical, unindo canções clássicas, eruditas com a modernidade dos ritmos brasileiros e universal, revelando canções de diferentes épocas, incorporando novos formatos, numa união de várias vozes e tonalidades musicais, inaugurando a diversidade dos cantos em corais no contexto da música contemporânea.

 

 

Memorial Jorge Teixeira

foi reinaugurado ontem


 

Como mais um resgate da história rondoniense, durante a solenidade de reinauguração de parte da reforma do Memorial Governador Jorge Teixeira, na manhã desta quinta-feira (13), em Porto Velho, o governador Daniel Pereira lançou como desafio ao prefeito Hildon Chaves a restauração, em parceria com o governo estadual, do antigo casarão dos ingleses, construído por um comerciante boliviano à margem do rio Madeira, com vistas torná-lo mais um ponto para visitas de turistas e da própria comunidade local, em especial os estudantes. O governador também anunciou a intenção de transferir a estátua de Teixeirão, localizada na avenida Jorge Teixeira com a Sete de Setembro, para o Memorial, onde servirá como mais um atrativo para os que buscam conhecer a história do Estado de Rondônia.

 

O Memorial está instalado em um casarão, na rua José do Patrocínio, 501, no centro da capital, que funcionou como residência oficial de todos os governadores do ex-Território Federal de Rondônia, sendo o último Jorge Teixeira de Oliveira, por sua vez também o primeiro de Rondônia como estado, criado pela Lei Complementar nº 41, de 22 de dezembro de 1981. Conforme a presidente do Memorial, jornalista Cida Souza, o imóvel foi desocupado na década de 80. Em 1993 começou a abrigar parte do acervo e objetos, cerca de 350 peças, que pertenciam ou relatam a trajetória de Teixeirão; e no ano 2000, por força da Lei 936, de 13 de dezembro, foi doado pelo então governador José Bianco.

 

 

Desde sua instalação, segundo Cida Souza, o espaço sofreu quatro intervenções com reformas, uma delas reinaugurada em 2015 e esta última iniciada em 40 dias com mão de obra do 5º Batalhão de Engenharia de Construção (5º BEC), enquanto o material foi disponibilizado pelo governo estadual. Ajustes ainda estão sendo feitos e deverão ser concluídos em janeiro de 2019.

 

 

REFORMA ATUAL

 

De acordo com o tenente-coronel Emerson Moraes, comandante do 5º BEC, foi feita a restauração do telhado, madeiramento, piso, parte elétrica e pintura. Ao final o governador ainda se comprometeu em mandar dedetizar toda a estrutura para evitar cupins e outros insetos e pediu o apoio do diretor de projetos institucionais da Rede Amazônica em Rondônia, Antônio Campanari, para intermediar junto à Maçonaria instalação de um espaço para uma minibiblioteca e a restauração da placa de identificação na parte externa.

 

Este é um bom momento para o resgate da história de Rondônia, em especial de Porto Velho”, disse o prefeito Hildon Chaves, citando a preocupação do governador Daniel Pereira em dar maior visibilidade aos monumentos históricos. Hildon lembrou que tem buscado também fazer este resgate, começando pelo Memorial dos Seringueiros, recentemente inaugurado na avenida Nações Unidas com a Amazonas, e anunciou para breve a revitalização da praça Marechal Rondon, no centro da capital, onde também será erguida uma estátua de Cândido Mariano da Silva Rondon montado em seu cavalo, inclusive com seu cachorro de estimação ao lado. Ao citar o lançamento previsto para esta noite, no auditório da OAB-RO, do livro ‘Teixeirão – Um Estadista a Serviço de Rondônia’, de autoria de William Haverly Martins e serviços gráficos da Santo Antônio Energia; e a inauguração ainda neste mês do Monumento Governador Jorge Teixeira, em frente ao aeroporto, o governador afirmou que o momento é singular por expressar gratidão a pessoas como Teixeirão e Marechal Rondon que saíram de suas zonas de conforto para trilhar a história, quando deveriam ter se acomodado. Ele também lamentou não ter conseguido internacionalizar de fato o aeroporto da capital, por razões burocráticas.

 

Exemplares do livro foram entregues à presidente Cida e historiadora Yeda Borzacov para serem comercializados e os recursos revestidos em melhorias do Memorial.

 

A solenidade contou ainda com a presença do comandante da 17º Brigada de Infantaria de Selva, general José Eduardo Leal; da banda de música, que executou os Hinos Nacional e Céus de Rondônia; e representantes da cultura e sociedade civil.

 

Fonte Texto: Veronilda Lima

Fotos: Daiane Mendonça/Leandro Moraes

 

Secom - Governo de Rondônia

 

 

CULTURA

 

Ensinamentos dos ditos populares

será lançado no próximo sábado


 

No próximo sábado,15, será realizado em Porto Velho, no Salão Social do Hotel Larison, às 19h00, o lançamento do livro “Sabedoria dos Ditos Populares”, tendo como autora Wanda Peréa.

 

De acordo com a produção executiva do evento, o livro revela no seu conteúdo dezenas de provérbios que a autora utilizou ao longo da vida, seja no seu cotidiano como mulher, religiosa e sábia, seja como mãe, que aliada a sua vontade de prover o cuidado e segurança da família, trazia sob a luz dos ditos populares, os ensinamentos para a criação e educação de seus filhos. São ensinamentos valiosíssimos que serão passados de geração a geração. Wanda Peréa nasceu às margens do Rio Madeira, cresceu no seringal, mas sonhava um dia poder morar em uma cidade para estudar. Ao se casar com o Sr. Afonso Peréa, ela disse que só se uniria a ele, se ambos assumissem o compromisso de juntar todos os esforços possíveis para que seus filhos estudassem. Sua vida não foi fácil, com muitos filhos, ela passou a trabalhar para ajudar na renda da casa. Por não ter estudos, teve que lavar roupas e costurar para outras famílias. Aos 94 anos com uma visão profética sempre dizia: “eu procuro atender às pessoas que precisam, porque um dia vocês vão andar pelo mundo afora e precisarão de pessoas que estendam as mãos para vocês”.

 

Ainda hoje, seus descendentes repetem seus ensinamentos por meio de provérbios, que repetidas vezes ela citou, sendo um dos mais marcantes nessa obra é o famoso dito popular: “Quem parte ou reparte, fica com a melhor parte”, ou outros como: “depois não vá chorar na cama que é um lugar quente”, “nunca diga dessa água não beberei”. Assim, Wanda Peréa aos 94 anos, desfruta honra, paz e alegria. Consciente de ter cumprido os propósitos de Deus, ela pode dizer como o Apóstolo Paulo: “combati o bom combate, completei a carreira e guardei a fé”. Fonte: Assessoria 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS