close
logorovivo2

CASO JYOTI SINGH: A cultura do estupro em debate neste domingo

O filme mostra o caso da jovem indiana Jyoti Singh, estuprada e morta por seis homens

DA REDAÇÃO

20 de Dezembro de 2018 às 09:53

CASO JYOTI SINGH: A cultura do estupro em debate neste domingo

Os pais da jovem estuprada FOTO: (Divulgação)

A cultura do estupro estará em debate neste domingo (23/12) na Casa TerapiArte com a exibição do documentário “Filha da Índia”,que relata a história da indiana Jyoti Singh, que morreu após sofrer estupro coletivo. O caso ganhou repercussão nacional e internacional na época. A exibição do filme foi proibida no país.

 

O caso ocorreu dezembro de 2012. Jyoti Singh, estudante de Medicina de 23 anos, saiu do cinema num shopping de Nova Déli (Índia) e pegou um ônibus junto com seu amigo para voltar pra casa. Já era noite, porém não muito tarde. Dentro do lotação, havia cinco homens e um menino menor de idade, incluindo o motorista. Todos se conheciam. Durante a viagem, Jyoti foi brutalmente estuprada pelo grupo. O amigo dela foi espancado. Em seguida, ambos foram jogados para fora do veículo.

 

 

De família pobre, ela trabalhava em um call center para ajudar a pagar a faculdade de Medicina. Como o turno se estendia até a madrugada, dormia só três horas por noite. A jovem também pediu ao pai que usasse o dinheiro de seu futuro dote de seu casamento nas mensalidades da universidade. Na época, ela tinha acabado o curso e se preparava para fazer residência médica.

 

 

Produzido e dirigido pela britânica Leslee Udwin, o filme mescla cenas de ficção, que recriam alguns momentos do crime, com as entrevistas dos pais da vítima, das famílias e dos advogados de alguns dos criminosos – todos eles foram condenados. Os relatos são chocantes.

 

Fonte:https://www.vice.com/pt

 

 

 

 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS