close
logorovivo2

RINCÃO CULTURAL: Maitre Adair Palma (in memoriam) é homenageado durante o evento

O troféu "Mirtes Rufino" foi entregue a bailarina Edcleia Jucá, do Espaço de Dança D'Palma; a bailarina Bereince Simão também foi homenageada

DA REDAÇÃO

24 de Dezembro de 2018 às 12:11

RINCÃO CULTURAL: Maitre Adair Palma (in memoriam) é homenageado durante o evento

Professor Adair Palma FOTO: (Divulgação)

Por ter contribuído de forma valiosa na cena cultural de Rondônia, o maitre e professor de ballet Adair Palma (in memoriam)  foi um dos homenageados na sexta-feira (21/12) com o prêmio Rincão Cultural, em solenidade ocorrida no Teatro Guaporé, na capital.O maitre costumava  afirmar que a arte é um agente de transformação social.

Ao todo, foram contemplados com a premiação dez pessoas e entidades que atuam com a cultura no estado.

O prêmio foi entregue a professora e coreógrafa Edecleia Jucá, pupila do maitre, que criou o grupo D'palma em 2009 junto com outros alunos de Adair,  com o intuito de propagar os ensinamentos da dança, por meio do legado deixado pelo mestre. Em 2015 foi aberto o Espaço de Dança D'Palma.

Edcleia foi aluna dele por mais de 15 anos na Escola Municipal de Dança, onde o professor ministrou aulas de ballet até vir a falecer em em março de 2010.

Com quatro anos de instalação, a escola tem em seu quadro cerca de 100 alunos, entre crianças, adolescentes e adultos. O D'Palma atua com ensinamentos de ballet clássico e com os estilos jazz, dança moderna e contemporânea.

 

Berenice Simão

 

A bailarina e professora Berenice Simão, do espaço de dança que leva o mesmo nome dela, também esteve entre os homenageados pelo trabalho que desenvolve na área cultural em Porto Velho.

Berenice mora na capital há mais de 30 anos - chegou aqui em 1973. Morou na zona rural até os 18 anos, quando veio para a cidade fazer faculdade. É formada em Educação Física, especialista em Literatura e Mestra em Desenvolvimento Regional e Meio ambiente. 

 

Berenice é também umas das poucas pesquisadoras que concentra seus estudos na área cultural. Hoje, além de professora e coreógrafa, dedica-se à pesquisa sobre os impactos culturais causados às comunidades ribeirinhas pelas hidrelétricas construídas no rio Madeira
 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS