close
logorovivo2

ESPAÇO MULTIEVENTOS: Obra da Cidade da Cultura deve ser licitada até junho

O recurso estava parado na Caixa há mais de quatro anos a espera do projeto; ex-governador Daniel Pereira agilizou para que o processo fosse executado

DA REDAÇÃO

7 de Fevereiro de 2019 às 09:56

ESPAÇO MULTIEVENTOS: Obra da Cidade da Cultura deve ser licitada até junho

FOTO: (Divulgação)

Serão investidos R$ 14 milhões na construção da Cidade da Cultura em Porto Velho. A estrutura será erguida na área onde funcionava  a Expovel. Estão sendo feitos os ajustes finais no projeto para atender questões relacionadas a licença ambiental. A previsão é que a estrutura seja construída em um ano a partir da licitação.

 


 

 

 

"A obra deve ser licitada pelo Governo do Estado até junho, de acordo com o prazo dado pela Caixa Econômica", declarou o presidente da Federação das Escolas de Samba de Rondônia (Fesec), Reginaldo Macumbinha, que está acompanhando o andamento do processo junto à Caixa  e à Secretaria de Esportes, Cultura e Lazer (Sejucel).

 

No projeto consta arquibancadas nos dois lados da  pista de 250 metros de comprimento que será usada para desfile das escolas de samba e outros eventos. Terá ainda arena para quadrilhas e bois-bumbás.

 

Na parte de baixo das aquibancadas serão erguidas salas para acomodar as federaçõese entidades do segmento cultural como: artesanto, teatro e música, e ainda dois auditórios - um com 200 lugares e outro de 400 lugares.

 

No projeto consta ainda praça de alimentação  com cerca de 50 barracas - todas padronizadas e com banheiros para atender ao público. A construído também estacionamento para comportar 50 veículos - posteriomente será ampliado.

 

Macumbinha destacou que a Cidade da Cultura não é destinada apenas às escolas de samba, quadrilhas e bois-bumbás. "Todos os segmentos da área cultural poderão utilizar o espaço - blocos de carnaval, eventos religiosos, shows", destacou o presidente da Fesec.

 

 

Recursos

 

O recurso, resultado de emenda parlamentar do ex-senador Valdir Raupp, se encontrava na Caixa há mais de quatro anos e já estava para ser devolvido ao Governo Federal.
 

Ao assumir como governador ano passado (2018), Daniel Pereira determinou à Secretaria de Esportes, Cultura e Lazer (Sejucel) que elaborasse o projeto e agilizasse a tramitação do processo.

 

Emília Araújo - jornalista profissional

 

 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS