close
logorovivo2

SAMBA: Confira a coluna "Lenha na Fogueira", por Zékatraca

.

ZÉKATRACA

20 de Fevereiro de 2019 às 11:17

SAMBA: Confira a coluna "Lenha na Fogueira", por Zékatraca

FOTO: (Divulgação)

Em Poto Velho existem alguns blocos no estilo “Concentra Mais Não Desfila”.

 

**********

 

O negócio funciona da seguinte maneira: Geralmente um grupo de amigos, acostumado a se encontrar sempre no mesmo “buteco”, quando chega o Carnaval, resolve fazer uma vaquinha e manda confeccionar um Camiseta ou Abadá, com o nome do “Buteco” e da turma e marca o encontro para um determinado dia do Carnaval.

 

*********

 

Inclusive tem hora do início da concentração e até contratam um Conjunto Musical especializado em músicas carnavalescas e que deve começar num determinado horário, a maioria a partir das 15 horas.

 

*********

 

Faz parte da programação o famoso Caldo na maioria das vezes de carne bovina, porém alguns preparam a famosa “Buchada de Bode” que será servida durante a Concentração.

 

*********

 

Os mais famosos são: O Bloco da “Salgado” que se concentra na rua Salgado Filho com a Jaci Paraná no bairro Mato Grosso que este ano completa quatro anos de fundação, que tem a frente o médico Jackson Guimarães.

 

*********

 

O Bloco da Salgado concentra a partir das 16 horas da segunda feira de carnaval dia 4 de março. O espaço da concentração é dotado de toda segurança, inclusive com grades e banheiros químicos. A festa só termina após a meia-noite. Vale a pena brincar carnaval mo Bloco da Salgado. A música é ao vivo.

 

*********

 

Outro Bloco que Concentra Mais Não Sai, é o Bloco do Bar do Pernambuco na rua Calama com a Lauro Sodré. Aliás, o Bloco do Pernambuco é dos mais antigos nesse estilo, a frequência é das melhores e tem um detalhe:

 

*********

 

Você contribui com um determinado valor e tem direito durante quase seis horas de brincadeira, a cerveja, caldo e tira gosto. Se ficar embrigado tem o motorista para te levar pra casa, evitando assim, a Lei Seca.

 

*********

 

Do outro lado da rua Calama em frente ao Pernambuco Beto Cezar e Nilson do Cavaco colocam o Bloco “Sai Daí Vem Pra Cá” uma brincadeira sadia com os foliões que estão no Pernambuco. Sai Daí Vem Pra Cá também comercializa Camiseta e oferece Caldo e Cerveja por conta durante aproximadamente Seis Horas de muito carnaval com a Banda Mistura Brasileira e Berto Cezar.

 

************

 

Existem outros blocos no estilo,. Co mo é o caso do Bloco “Buraco do Candiru” la no Embratel que concentra no Bar do homônimo dirigido pelo Marcos Danin.

 

***********

 

A turma do chargista Rondinelli Gonzales e do jornalista Felipe Corona participa do Concentra Mais Não Desfile num bar la do C onjunto Cohab Floresta. Quando não está envolvido com escolas de samba o compositor Bainha também aparece no Bar. A música é mecânica mais a turma é muito animada. A Mara da coordenação da Banda do Vai Quem Quer não perde um.

 

***********

 

Outra turma que Concentra Mais N ão Desfila é a Pobres do Caiari que Concentra atrás da Casa da C ultura Ivan Marrocos no Domingo de Carnaval. Esse é um dos mais tradicionais, pois a turma do bairro Caiari é boa de carnaval. O mais legal é que a festa no Confraria Pobres do Caiari começa antes do almoço e só termina a noite. Ali eles servem almoço, bebida e muito tira gosto. Quem que colaborar. Essa colaboração tem que ser antecipada pelo menos uma semana antes.


 

*********

 

Com certeza, muitos outros Blocos no estilo existem pelos quatro cantos da cidade. Quem quiser ser divulgado é só entrar em Contato através do celular 99302-1960.

 

*********

 

Esqueci de falar no Bloco do Flávio Daniel que foi quem começou com esse negócio de só Concentrar pra beber cachaça e não desfilar.

 

*********

 

Bom mesmo vai ser a Feijoada da Banda do Vai Quem Quer que vai acontecer no próximo sábado dia 23, no Clube da OAB. O convite está a venda na Sede da Joaquim Nabuco ao preço de R$ 20.

 

*********

 

Não existe Feijoada mais barata na cidade!

 

 

Escolas de samba ensaiam

para desfile do dia três

 

No próximo dia 3 de março a Federação das Escolas de Samba e Entidades Carnavalescas de Rondônia – FESEC, em parceria com o Sistema Gurgacz de Comunicação – SGC compostos pelo jornal Diário da Amazônia e RedeTV-RO com participação do site Rondônia ao Vivo, vai realizar durante a Feira do Porto na praça Aluízio Ferreira o Festival que escolher o “Melhor Samba Enredo das Escolas de Samba de Porto Velho 2019”, além do “Melhor Interprete de Samba Enredo 2019” e a “Melhor Rainha de Bateria das Escolas de Samba de Porto Velho 2019”.

 

 

 


 

Desfile Coletivo

 

A Fesec aproveitando a oportunidade vai realizar com a participação de todas as escolas de samba filiadas, “O Desfile Coletivo das Escolas”, que constitui na apresentação de cada escolas de samba com trupe da bateria e sua rainha, casal de Mestre Sala e Porta Bandeira, trupe da Alas da Baianas, Passistas e Sambistas e fantasias de destaque (opcional). “A fantasia é de responsabilidade de cada escola de samba”, disse o presidente da Fesec Reginaldo Cardoso – Makumbinha. Reginaldo aproveita para antecipar os agradecimentos a Associação Feira do Porto na pessoa do presidente Maurício, por ceder o espaço do palco e área livre, para o desfile das escolas de samba.

 

A programação começas as 19h30 do dia 3 de março (domingo de carnaval) com a realização dos concursos, em seguida, acontece o desfile coletivo das escolas de samba.

 

A direção da Federação convoca todos os diretores para a reunião que vai acontecer amanhã quinta feira dia 21 as 19 horas no escritório do advogado Dr. Segismundo a rua Rui Barbosa – Arigolândia. Pauta – Entrega do Regulamento dos Concursos, de Samba Enredo; Interprete e Rainha da Bateria.

 

 

Intérprete da Mangueira, Marquinho Art’Samba

abre o jogo e fala sobre prisão após ensaio


 

O mundo do samba foi surpreendido, na noite do último domingo (17), com a prisão do intérprete da Mangueira, Marquinho Art’Samba, após o fim do ensaio da agremiação na Sapucaí. Um dia depois, o cantor foi solto. Nesta terça-feira (18), em entrevista exclusiva, a voz principal da verde e rosa abriu o jogo e falou sobre o ocorrido.

 

 

 

 

O intérprete confirmou a tese de que o motivo da prisão foi a falta de pagamento de pensão alimentícia à Gabriela Pereira, sua filha de 23 anos. O cantor deixou claro que a situação já foi resolvida.

 

“Estava rolando uma pendência judiciária que eu não cumpri, e a Justiça determinou que eu cumprisse. Minha filha já tem 23 anos de idade e faz faculdade. Mas é até os 24 anos o prazo que a Justiça determina que temos que ajudar. Ela (a filha) não está errada, não. Agora eu cumpri e está tudo certo”, afirmou Marquinho.

 

Questionado sobre o porquê do problema ter chegado a esse ponto, o cantor disse que faltou conversa entre as partes: “Houve alguns desencontros de relacionamento e falha de comunicação. Mas todos os problemas já foram sanados”.

 

 

Intérprete desfilou sem saber do policiamento

 

Assim como o público, Marquinho foi pego de surpresa no treino da Mangueira no Sambódromo. Ele desfilou sem saber que os policiais o acompanhavam e que seria detido no fim do ensaio.

 

Nem eu sabia do que estava rolando. Até porque se eu soubesse, não deixaria chegar ao ponto que chegou. Preciso agradecer muito ao carro de som, porque eles já estavam sabendo disso, mas como eu estava cantando na frente, o pessoal e o Alemão do Cavaco não deixaram que a informação chegasse lá. Eles já tinham conversado com os policiais, que deixaram eu concluir o ensaio”, contou.

 

O intérprete só se deu conta da situação na saída do segundo recuo, quando avistou a polícia e imaginou que ao fim do desfile teria uma notícia nada agradável. “O carro de som já sabia de tudo. Na hora que a bateria saiu do segundo recuo, um integrante me chamou para descer e cantar lá embaixo, porque o ensaio já estava acabando, foi aí que eu tive a ciência do que estava acontecendo.”

 

 

Garra para o desfile oficial

 

Passados os problemas, Marquinho quer manter o foco no seu objetivo maior: fazer uma grande apresentação, junto da Mangueira, na segunda-feira de Carnaval 2019, quando a escola apresenta o enredo “História pra ninar gente grande”. Para ele, o ótimo ensaio da agremiação no domingo (17) prova que tudo está no caminho certo.

 

Tenho que falar isso para os mangueirenses: eu estou com uma garra terrível. Eu quero agradecer à escola, aos amigos que me ajudaram bastante. A minha palavra hoje é gratidão. Nesse mundo tão perigoso que a gente está vivendo, é bom saber que ainda temos pessoas de bem que podem nos ajudar”, concluiu.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS