close
logorovivo2

Flor do Maracujá vai ocorrer com ou sem a Federon, garante superintendente da Sejucel

"Acredito que esta semana conseguiremos resolver esse impasse", afirma Jobson Bandeira

DA REDAÇÃO

3 de Junho de 2019 às 10:16

Flor do Maracujá vai ocorrer com ou sem a Federon, garante superintendente da Sejucel

FOTO: (Divulgação)

O arraial Flor do Maracujá vai ocorrer na data prevista (28 de junho a 7 de julho), mesmo diante da  decisão da Federon (Federação de Quadrilhas e Bois-Bumbás de Rondônia) de não participar do festejo junino, que este ano será organizado pelo Governo. "Acredito que esta semana conseguiremos reverter essa situação", garante o superintendente  estadual da Juventude, Cultura, Esporte e Lazer, Jobson Bandeira dos Santos.

 

Ele explica que está negociando uma verba de patrocínio no valor mínimo de R$ 300 mil e, caso consiga o recurso, será repassado diretamente aos grupos de quadrilhas e bois-bumbás, e não à Federon, a qual estão filiadas 20 quadrilhas adultas, 09 mirins, 09 bois-bumbás adultos, 06 mirins e 03 tribais filiadas à Federon.

 

O superntendente ressalta ainda  que se não conseguir a verba de patrocinio, já tem uma carta na manga. "Mas é supresa, não posso adiantar", diz.

 

Entenda o caso

 

 A pendenda entre a Federon e o Governo do Estado, via Sejucel,  surgiu após o superintendente  Jobson Bandeira decidir que a Sejucel ficaria responsável pela organização do arraial este ano sob a alegação de que as barracas instaladas no local cobram valores exorbitantes pelos serviços prestados aos frequentadores.

 

MP

 

A  federação assumiu o comando do arraial em 2013 após acordo firmado entre a entidade, o Governo do Estado e o Município de Porto Velho,  com a  intermediação do Ministério Público do Estado (MP-RO). 

 

 Ficou acordado que o Governo ficaria responsável pela cedência da estrutura (arquibancadas/som/palco), a  Prefeitura com a iluminação e a limpeza,  e a federação cuidaria da organização da festa e da competição das quadrilhas. Essa competição também deixará de existir pelas novas regras da Sejucel. 


Nota


Semana passada, a Federon emitiu nota informando que não participaria da Flor do Maracujá. De acordo com o presidente da entidade, Francisco Fernando, mesmo que o Governo retrocedesse em sua decisão, não haveria tempo hábil dos grupos se prepararem para o evento. Na nota, a entidade declara que o arraial  da Federon será em agosto, na Semana do Folclore.
 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS