close

ESPAÇO ABERTO: Projeto aprovado na ALE torna Guajará-Mirim estância turística

Confira a coluna

RONDONIAOVIVO - CÍCERO MOURA

31 de Outubro de 2019 às 08:50

ESPAÇO ABERTO: Projeto aprovado na ALE torna Guajará-Mirim estância turística

FOTO: (Divulgação)

ESTÂNCIA TURÍSTICA

 

Assembleia Legislativa aprovou projeto de autoria do deputado Dr. Neidson (PMN) que transforma em Estância Turística o município de Guajará-Mirim. De acordo com a propositura do parlamentar, o município deverá oferecer atrativos turísticos de uso público e caráter permanente, naturais ou artificiais.

 

 

 

 

 

CONTRAPARTIDA

 

Ainda de acordo com o projeto do deputado Neidson, o município de Guajará-Mirim deverá oferecer condições turísticas consolidadas, determinantes de um turismo efetivo, deslocamentos por águas, rodovias, aeroporto e estradas de fluxo permanente, além de serviços como meio de hospedagem, alimentação, informação e serviços de receptivo turístico.

 

 

IMPACTO ECONÔMICO

 

Neidson diz que a atividade turística começará a trazer benefícios econômicos e aumento das receitas, conforme desejam os moradores de Guajará-Mirim. “Esperamos que o município realmente se consolide como um destino turístico reconhecido regionalmente e até quem sabe, nacionalmente, fazendo prevalecer valores de sustentabilidade, excelência, conservação e respeito aos patrimônios culturais, ambientais e sociais definidos pela população guajaramirense”, concluiu Dr. Neidson.

 

 

 

 

LIGAR 190

 

Coronel Hildo Flores, subcomandante da Polícia Militar de Rondônia, disse na CPI da Energisa que a PM pode ser acionada a qualquer momento por consumidores que se sentirem lesados. Garantiu que os policiais foram orientados a atender ocorrências relacionadas ao sistema energético. Deputado Jair Montes disse ao coronel que a CPI recebeu inúmeras denúncias de que a PM não estaria atendimento esse tipo de ocorrência.

 

 

AGÊNCIA REGULADORA

 

O diretor da AGERO ( Agência Reguladora do Estado de Rondônia), Sérgio Sival, informou que o órgão está disponível para atender qualquer solicitação requisitada pela CPI. Entre outras coisas, a Agero, quando provocada, pode analisar, por exemplo, os valores cobrados na conta de energia. O que o consumidor paga e o que significa efetivamente cada item apontado em uma fatura.

 

 

ANEEL

 

Sérgio explicou também que o estado não pode tomar a iniciativa de analisar os valores cobrados, pedido teria que partir da Aneel que é a agência reguladora do sistema energético.

 

 

É CRIME

 

A taxação criminosa de 60% em quem investe na geração de energia fotovoltaica, pretendida pela Aneel, “agência reguladora” de energia, pode liquidar de vez a energia solar no Brasil, explica o deputado Léo Moraes (Pode-RO), da Comissão de Minas e Energia da Câmara. “Isso é crime de lesa-pátria!”, afirma. A taxação atende as distribuidoras de energia, que ambicionam alguns bilhões a mais, virando “sócias” dos geradores de energia solar. O caso deveria ser investigado pela polícia.

 

 

SOMENTE FATURAR

 

É o lucro a qualquer custo e que se lasque o Brasil”, diz o deputado, autor de proposta de “convite” ao presidente da Aneel para depor.

 

 

PROTEGIDOS

 

Por mais graves que sejam suas presepadas, como esta, dirigentes de agências reguladoras não podem ser convocados, apenas convidados.

 

 

ENGODO

 

Após incentivar consumidores a investirem em geração de energia solar, a Aneel agora quer penalizá-los com o aumento de encargos.

 

 

HOMEM DO CAMPO PREJUDICADO

 

Além dos consumidores domésticos que gastaram pequenas fortunas em energia solar, agricultores serão os mais prejudicados pelo conluio.

 

 

PREÇO BAIXO

 

O Presidente do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac e vice-presidente da CNC Raniery Araujo Coelho convida toda imprensa para o Lançamento do 1° Feirão do Comércio “Preço Baixo de Verdade”, promovido pelo Sistema Fecomércio/Sesc/Senac e seus Sindicatos Filiados: Simper, Singaro, Sinvsul, Sinalimentos, Sinfarmácia, Secovi, Sindielétrico, Sidiber, Sepd, Sincopeças, Sirecom e Sindilojas. O Lançamento acontecerá na sede da Fecomércio/RO, nesta quinta-feira (31), às 09h, avenida Carlos Gomes, 382 – Caiari.

 

 

 

 

 

ARÁBIA QUER BRASIL NA OPEP

 

A Arábia Saudita quer que o Brasil junte-se à Opep. O Brasil é um dos maiores produtores de petróleo do mundo. O País produziu 2,71 milhões de barris por dia em 2018, segundo a Agência Internacional de Energia (IEA, na sigla em inglês) que prevê que a produção média do país chegue a 2,9 milhões este ano e 3,22 milhões em 2020. Com as novas operações do pré-sal, a produção dobrará em questão de 10 anos, produzindo excedentes enormes para exportação.

 

 

EXPULSÃO DE EDUARDO BOLSONARO

 

A direção nacional do PSL iniciou o processo de expulsão do seu líder na Câmara, no caso o deputado federal Eduardo Bolsonaro. Eduardo foi citado ontem e terá cinco dias para se defender. O líder e seu grupo de 29 deputados federais, a maioria, prepara saída em massa do PSL. O objetivo é criar um novo Partido.

 

 

BOLSONARO QUER NOVO PARTIDO ATÉ FIM DO ANO

 

Os 29 deputados do PSL que elegeram Eduardo Bolsonaro como líder, preparam saída em massa do Partido. Os preparativos estão em andamento. Em reunião, ontem, com o ex-ministro do TSE e advogado do grupo, Admar Gonzaga, ficou claro que será preciso filiar 500 mil eleitores em apenas dois meses, o que será possível por WhatsApp, com reconhecimento facial. Quem for do PSL, terá, primeiro, que se desfiliar. Os deputados não gostaram do nome Partido de Defesa Nacional e querem encontrar uma nova sigla. Um dos nomes cogitados é Movimento de Renovação Nacional, Morenak, mas a palavra final será de Bolsonaro.

 

 

PSL DE RONDÔNIA

 

Nos bastidores, já está mais do que confirmado que as principais lideranças políticas do PSL no estado vão acompanhar Jair Bolsonaro para onde ele for. É senso comum que o partido, que elegeu o governador, um deputado federal, um deputado estadual e quase um senador, terá vida muito curta em Rondônia.

 

 

SANEAMENTO BÁSICO

 

Comissão especial da Câmara aprovou nesta quarta-feira (30) o projeto de lei que institui o novo marco legal do saneamento básico. A proposta abre caminho para a exploração de serviços de saneamento pela iniciativa privada. Os serviços seriam de abastecimento de água potável; coleta e tratamento de esgoto; limpeza urbana; redução e reciclagem do lixo.

 

 

OPERACIONALIZAÇÃO

 

O texto permite que empresas privadas participem de licitações no setor por meio de contratos de concessão. Obriga ainda que os contratos de prestação dos serviços públicos de saneamento básico definam metas de universalização. Estas metas devem garantir que, até 31 de dezembro de 2033; 99% da população brasileira tenham acesso à água potável e 90% à coleta e tratamento de esgoto.

 

 

MILAGRE

 

Se isso realmente puder acontecer seria um fenômeno em nossa Porto Velho que tem os piores índices de saneamento do país. Uma posição que envergonha e mostra a capacidade incompetente de gestão de quem já esteve e está à frente do comando de nossa capital.

 

 

 

 

Mande suas sugestões de pauta, fotos, denúncias ou reclamações para espacoaberto@rondoniaovivo.com.

 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS