close
logorovivo2

Com corte de Dani Alves, Tite perde jogador mais experiente da seleção

O lateral precisará passar por uma cirurgia para tratar a lesão no ligamento cruzado anterior, sofrida na vitória por 2 a 0 do PSG sobre o Les Herbiers

FOLHAPRESS

12 de Maio de 2018 às 09:29

Com corte de Dani Alves, Tite perde jogador mais experiente da seleção

FOTO: (Divulgação)

Tite perdeu nesta sexta-feira (11) um dos seus capitães e o jogador da sua equipe com mais experiência em Copas e partidas pela seleção brasileira. Daniel Alves, 35, foi avisado que não estará no Mundial devido a uma lesão no joelho direito.

 

Titular do time de Tite, o jogador, que já havia disputado os Mundiais de 2010 e 2014, além de ter vestido 108 vezes a camisa da seleção como titular, precisará de até seis meses para se recuperar. Na tarde de sexta (11), o médico da seleção, Rodrigo Lasmar, se reuniu com o atleta e representantes do Paris Saint-Germain, clube do jogador.

 

Segundo Lasmar, o lateral precisará passar por uma cirurgia para tratar a lesão no ligamento cruzado anterior, sofrida na vitória por 2 a 0 do PSG sobre o Les Herbiers, na última terça-feira (8), pela final da Copa da França.

 

"Ele ficou chateado, mas tem equilíbrio e a condição emocional forte. O Daniel virou a página e disse que não queria ninguém triste. Já queria saber qual o procedimento para voltar a jogar em alto rendimento", disse Lasmar.

 

O Mundial da Rússia seria o terceiro da sua carreira e, pela idade do jogador (35 anos), provavelmente o último. Ele foi titular em três jogos na Copa de 2010, na África do Sul, e começou na equipe no Mundial de 2014. Depois da vitória da seleção contra o Chile, nas oitavas, ele foi barrado por Luiz Felipe Scolari e assistiu o 7 a 1 contra a Alemanha do banco.

 

Nesta Copa, o lateral seria titular e um dos líderes da equipe. Ele foi capitão quatro vezes na era Tite, que instituiu um rodízio na função desde que assumiu o cargo.

 

O jogador não se pronunciou desde que o diagnóstico da lesão foi feito. Ele deverá ser submetido a cirurgia na próxima semana, em Paris.

 

A comissão técnica da seleção ficou em alerta na quarta (9), quando recebeu comunicado do clube francês.

 

Eles não conseguiram precisar a lesão no exame de imagem e recomendavam três semanas de fisioterapia até realizar uma nova ressonância.

 

Depois do segundo exame, os médicos teriam mais clareza se Alves deveria ser submetido a uma cirurgia ou se voltaria a jogar nos próximos dias. O prazo, que se encerraria no final de maio, era curto para Tite. Nesta data, a seleção já estará treinando na Granja Comary, em Teresópolis.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS