close
logorovivo2

TENSÃO: Guerrero e Trauco entram em rota de colisão com Fla e movimentam bastidores

Guerrero tem vínculo até 10 de agosto, mas já vive o clima da despedida.

UOL

29 de Junho de 2018 às 10:22

TENSÃO: Guerrero e Trauco entram em rota de colisão com Fla e movimentam bastidores

FOTO: (Divulgação)

O Flamengo tem dois problemas para resolver a partir da próxima segunda-feira (2). Após a eliminação na Copa do Mundo com a seleção peruana, Miguel Trauco e Paolo Guerrero se reapresentarão ao clube com o qual ainda possuem contratos. Os dois entraram em rota de colisão com o Rubro-negro por conta de episódios delicados e declarações recentes. A permanência deles na Gávea é improvável.

 

Guerrero tem vínculo até 10 de agosto, mas já vive o clima da despedida. O atacante está liberado para atuar por conta de um efeito suspensivo concedido pelo Tribunal Federal Suíço. Ele levou gancho de 14 meses na CAS (Corte Arbitral do Esporte) em virtude de doping. O Flamengo não fala abertamente, mas observa fragilidade jurídica na questão.

 

A Corte Arbitral do Esporte apresentará a fundamentação da decisão para que o recurso seja julgado pelo Tribunal Suíço. A audiência ainda não tem data prevista, mas os envolvidos acreditam que a punição terá de ser cumprida em breve.

 

Caso a análise do recurso demore mais do que o esperado, Guerrero terá apenas mais sete partidas para fazer pelo Flamengo. Ele não esconde a mágoa com o clube nos bastidores, já que se sentiu abandonado ao ter o contrato suspenso duas vezes no período em que o caso de doping veio à tona. Em nenhum momento, inclusive, o jogador mencionou o Rubro-negro nos agradecimentos pela liberação para disputar a Copa.

 

Por sua vez, o Flamengo amargou considerável prejuízo. Os cariocas perderam um dos seus principais jogadores por pelo menos sete meses e não tiveram nenhuma reparação por parte da Federação Peruana de Futebol, já que a contaminação aconteceu quando o atacante estava com a seleção do país. No fim das contas, o Rubro-negro terminou como um dos maiores prejudicados na história.

 

Nos bastidores do clube, raríssimos são os dirigentes que ainda cogitam a renovação contratual, o que é absolutamente improvável por conta do clima instalado e da indefinição em relação ao gancho por doping. Publicamente, o discurso das partes ainda é político. Nos corredores, passa longe disso.

 

"O Guerrero é jogador do Flamengo. Será incorporado ao elenco e nos ajudará bastante. A nossa intenção é continuar com ele por bastante tempo", disse o presidente Eduardo Bandeira de Mello.

 

O custo de aproximadamente R$ 900 mil mensais é mais um obstáculo. Tanto que o Flamengo contratou o colombiano Fernando Uribe para a função de centroavante.Ele custará menos do que o peruano. Os salários foram fixados em R$ 550 mil. Com as luvas, o montante total pelo tempo de vínculo será de R$ 26 milhões. Paolo Guerrero custou cerca de R$ 43 milhões em três anos.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS