close
logorovivo2

BRASILEIRÃO: Nenê responde bem às ameaças, volta a marcar e prova ser "homem de ferro"

O Tricolor disputou 43 jogos em 2018, sendo 39 após a contratação de Nenê, que deixou o Vasco da Gama sem custos no fim de janeiro

UOL

13 de Agosto de 2018 às 11:18

BRASILEIRÃO: Nenê responde bem às ameaças, volta a marcar e prova ser "homem de ferro"

FOTO: (Divulgação)

Para se manter na liderança do Campeonato Brasileiro após a 18ª rodada, o São Paulo contou com a participação direta de Nenê. O veterano, que não marcava um gol há dois meses, anotou o segundo da vitória por 3 a 1 sobre o Sport no último domingo. E ainda por cima se tornou o atleta com mais jogos no elenco nesta temporada: 36.

 

O Tricolor disputou 43 jogos em 2018, sendo 39 após a contratação de Nenê, que deixou o Vasco da Gama sem custos no fim de janeiro. Desde então, ele participou de mais de 92% dos compromissos da equipe paulista. Nesse período, marcou 11 gols - o que o deixa como artilheiro do ano ao lado de Diego Souza - e deu quatro assistências.

Após a Copa do Mundo, entretanto, Nenê só havia registrado participação direta em um gol na vitória por 3 a 1 sobre o Corinthians, na 14ª rodada do Brasileirão, quando cobrou escanteio para Anderson Martins marcar. Foram ainda mais cinco jogos pela Série A e mais um pela Copa Sul-Americana, com uma queda de rendimento em relação ao primeiro semestre e até um episódio de reclamação ao ser substituído.

 

Aos 37 anos, Nenê faz trabalhos complementares com autorização do São Paulo para aprimorar a forma física e suportar a carga de jogos. Isso ajuda a explicar o topo do ranking de atuações na temporada. Mas não impediu que o clube se preocupasse em buscar uma nova opção para ele no mercado, principalmente após a venda de Christian Cueva ao Krasnodar, da Rússia.

 

Everton Felipe foi contratado na terça-feira passada, treinou na quarta e, com o problema estomacal de Lucas Fernandes, acabou relacionado de última hora para enfrentar o Sport, clube que o negociou com o Tricolor. O jogador de 21 anos tem características que, na visão do time paulista, são parecidas com as de Nenê. Ou seja, se ficar por todo o contrato que termina em dezembro de 2022, ele é visto como um sucessor natural do atual camisa 10.

 

Além de Everton, que estreou nos minutos finais ocupando o posto de Joao Rojas na ponta direita, Nenê também crescendo a sombra de Shaylon. O armador tem feito bons treinamentos e em recente jogo-treino contra o Atibaia se destacou com três assistências - os reservas do São Paulo venceram por 4 a 1. Aguirre, no entanto, também pensa em usar Shaylon mais recuado, para qualificar a saída de bola. 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS