close
logorovivo2

FUTEBOL: Paolo Guerrero chega como alavanca do Inter para voltar ao protagonismo

Desde o início dos anos 2000, o Internacional se consolidou na disputa por "coisas grandes"

UOL

15 de Agosto de 2018 às 11:12

FUTEBOL: Paolo Guerrero chega como alavanca do Inter para voltar ao protagonismo

FOTO: (Divulgação)

Paolo Guerrero chega ao Internacional nesta quarta-feira (15). Às 9h55 (de Brasília) uma multidão de colorados é aguardada no aeroporto Salgado Filho para recepcionar o peruano de 34 anos que assinou contrato até agosto de 2021. E sua chegada serve como alavanca para o clube voltar ao cenário de protagonista.

 

Desde o início dos anos 2000, o Internacional se consolidou na disputa por "coisas grandes". Passadas décadas distante das glórias, o alvirrubro foi vice-campeão brasileiro de 2006, ganhou Libertadores e Mundial de Clubes em 2006, Recopa em 2007, Sul-Americana em 2008, foi vice-campeão brasileiro e da Copa do Brasil e conquistou a Copa Suruga Bank em 2009, ganhou a Libertadores em 2010, Recopa em 2011, mas de 2012 em diante limitou-se a celebrar conquistas estaduais.

 

O pior veio em 2016, quando depois de alijado do protagonismo o Internacional sofreu o golpe mais duro de sua história. Foi rebaixado para Série B pela primeira vez.

 

Ano passado disputou a segunda divisão, subiu como vice-campeão e passou por um processo de reconstrução. Contratou jogadores pensando a longo prazo, tentou reestruturar o clube financeiramente, recuperar o posto no mercado de transferências, reconquistar a torcida que havia se acostumado a unir-se na vibração pelos títulos, mas acabava participando cada vez mais de atos de protesto. Sofreu, mas voltou.

 

De volta a elite, o Colorado ainda se via em processo de reconstrução. Oscilou, não ganhou o Gauchão, caiu cedo da Copa do Brasil. Mas o crescimento que havia sido plantado no início do projeto deu sinais de resultado e as vitórias vieram. Faltava, porém, algo para recolocar o clube em evidência. E veio com Guerrero.

 

A contratação do peruano não significa apenas a chegada de um jogador de qualidade, é um ato simbólico do Inter no mercado de transferências, no cenário do futebol nacional. Uma alavanca para voltar ao protagonismo. Mesmo que não conquiste o título do Brasileiro, um ato que o coloca de novo na briga por ele. Hoje o Colorado é terceiro colocado, três pontos atrás do líder São Paulo.

 

"Temos que parabenizar a diretoria, o Guerrero é um grande jogador, que chega para ajudar muito com sua qualidade, com seu esforço, no grupo que temos montado", disse o técnico Odair Hellmann. "Não é fácil para um clube com a história do Inter ter caído no ano passado. Como o Internacional vem reagindo também dentro de campo, a vinda de mais um jogador desse quilate tem tudo para alavancar novas receitas", concordou o diretor executivo Rodrigo Caetano.

 

Projeto ambicioso e apresentação estilo Europa

 

A apresentação de Guerrero será estilo Europa. O jogador desembarcará no aeroporto da capital gaúcha pela manhã, irá até o estádio Beira-Rio, concederá entrevista coletiva na sala de imprensa normalmente utilizada apenas após os jogos e posteriormente vai ao campo receber o carinho dos torcedores. O Internacional espera presença importante de aficionados tanto no desembarque quanto em sua casa.

 

O projeto com Paolo Guerrero vai além do campo. A Nike, fornecedora de material esportivo do clube e parceira na contratação do atacante, já planeja uma série de ações de marketing no Brasil e no Peru. Ídolo por lá, a ideia é projetar o nome do Internacional no mercado sul-americano.

 

Enquanto isso, a direção vermelha pretende ampliar o número de associados. Motivados pela boa campanha e a chegada de um atleta deste porte, a meta é crescer substancialmente o quadro que atualmente aponta 103 mil sócios ativos.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS