close

JOGO APAGADO: Amistoso entre Brasil e Senegal termina empatado em 1 x 1

Encontro inédito entre seleções ocorreu em Cingapura e ficou na igualdade com gols de Firmino e Diédhiou

METRÓPOLES

10 de Outubro de 2019 às 16:13

JOGO APAGADO: Amistoso entre Brasil e Senegal termina empatado em 1 x 1

FOTO: (Divulgação)

O dia começou movimentado pelo futebol nesta quinta-feira (10/10/2019). Brasil e Senegal entraram em campo no Estádio Nacional de Cingapura, às 9h. A Seleção de Tite abriu o placar logo no início da partida com gol de Roberto Firmino, mas levou o empate em pênalti cobrado por Diédhiou.

 

Tite não surpreendeu na escalação titular e foi com o time principal já esboçado por ele desde que assumiu o comando. A entrada dos jogadores que atuam no futebol brasileiro, como Santos, Weverton, Marcinho, Rodrigo Caio, e Gabigol, ficou só na expectativa. Matheus Henrique, Cebolinha e Renan Lodi, ex-Athletico-PR, entraram no segundo tempo.

 

Os senegaleses conseguiram segurar bem o quarteto brasileiro formado por Neymar, Coutinha, Firmino e Gabriel Jesus, que soma 108 gols com a amarelinha. O próximo compromisso do Brasil é no domingo (13/10/2019), também às 9h, diante da equipe da Nigéria, no mesmo palco, o Estádio Nacional de Cingapura.

 

O jogo


Na marca do 8º minuto do primeiro tempo, Gabriel Jesus recebeu pela direita, encarou a marcação e partiu em direção ao meio. O camisa 9 viu Firmino fazendo a movimentação dentro da área, lançou para ele, que bateu de cavadinha e fez 1 x 0 para o Brasil.

 

Aos 16 minutos, Firmino recebeu lançamento pelo alto e ajeitou para Coutinho, que dominou e tentou a finalização, mas foi travado pela marcação em cima da hora. No instante seguinte, Dani Alves fez boa jogada dando caneta no marcador de Senegal e passou para o Firmino, mas o atacante do Liverpool não conseguiu dominar a bola. Ela fugiu dele e ficou com a zaga africana.

 

Na sequência veio a primeira ameaça senegalesa. Gueye teve espaço fora da área, acreditou, chutou forte e ela passou perto da meta brasileira, por cima do gol de Ederson. Aos 25 minutos, Diatta encontrou Mané sem marcação dentro da área, ele puxou para a esquerda e bateu para a defesa do goleiro brasileiro. Rivais na Liga Inglesa, onde Mané veste a camisa do Liverpool e Ederson a do Manchester City, pelas equipes nacionais o arqueiro se sobressaiu.

 

Aos 38, Sarr avançou pela direita e conseguiu fazer o cruzamento na pequena área, mas Thiago Silva se jogou para fazer o corte e impedir que a bola passasse. Na cobrança do escanteio, Kouyaté subiu para fazer o cabeceio, ela bateu na mão de Marquinhos, mas ainda ficou na área. Diédhiou pegou para ele, girou e bateu nas mãos de Ederson. Os jogadores de Senegal reclamaram o pênalti, porém nada foi marcado — a partida não contou com a tecnologia do VAR.

 

Já nos últimos minutos da primeira etapa, o árbitro da casa Jansen Foo desta vez viu infração de Marquinhos em Mané dentro da área e assinalou a penalidade máxima. Diédhiou pegou a bola, colocou na marca e bateu firme para deixar o placar igual, aos 45, sem chances para Ederson, que até alcançou a redonda, mas não impediu o gol senegalês.

 

Nos acréscimos, o trio brasileiro Coutinho, Firmino e Neymar, ia construindo boa jogada que acabaria em gol do camisa 10, mas o goleiro Gomis fez boa defesa.

 

2º tempo


Logo aos 3 minutos após volta do vestiário, Senegal saiu jogando mal e Arthur recuperou a bola para a Seleção. Casemiro ficou com ela e passou para Coutinho, que bateu de primeira, mas ela passou por cima do alvo. No minuto seguinte, o camisa 5 brasileiro percebeu o goleiro Gomis adiantado e tentou o chute de cobertura do meio da rua. O arqueiro conseguiu voltar à meta e fazer a defesa.

 

Na sequência Tite promoveu duas substituições e colocou dois atletas do Grêmio: Everton Cebolinha e Matheus Henrique nos lugares de Firmino e Arthur, respectivamente. Aos 23 minutos, Neymar teve chance de colocar o Brasil na frente novamente em cobrança de falta que passou bem perto do travessão de Gomis e levantou a torcida.

 

Aos 33 minutos, Alex Sandro saiu para a estreia de Renan Lodi, ex-Athletico-PR, com a camisa verde e amarela. No minuto 39, Senegal arquitetou boa jogada em troca de passes, Ismaila Sarr avançou bem pela direita e rolou na entrada da área para Sidy Sarr, que chegou batendo forte para mais uma defesa de Ederson.

 

No minuto seguinte, Matheus Henrique errou e a bola ficou nos pés de Mané, que engatou a 5ª marcha, acelerou e chutou na direção do gol brasileiro. A redonda bateu na trave e assustou o goleiro do City. Em subsequência, foi a vez do Brasil ameaçar aos 42. Neymar recebeu dentro da área e entregou para Richarlison chutar de primeira. O lance acabou apenas em tiro de meta.

 

Aos 44, o camisa 10 pegou a bola para cobrar outra falta, se concentrou, mas bateu fraco para mais uma defesa de Gomis.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS