close
logorovivo2

Desorganizado, desfile da independência em Porto Velho desagrada público

Debaixo de uma fumaceira que tomou conta da capital e a baixa umidade, o desfile do feriado de 07 de setembro, que ocorreu ontem na Avenida Jorge Teixeira, no Espaço Alternativo, próximo ao aeroporto da capital, foi um fiasco. Saiba mais. >>>

DA REDAÇÃO

8 de Setembro de 2007 às 11:28

Desorganizado, desfile da independência em Porto Velho desagrada público

FOTO: (Divulgação)

*Debaixo de uma fumaceira que tomou conta da capital e a baixa umidade, o desfile do feriado de 07 de setembro, alusivo ao Dia da Independência no Brasil, que ocorreu na manhã de quinta-feira na Avenida Jorge Teixeira, no Espaço Alternativo, próximo ao aeroporto da capital, foi um fiasco, demonstrando falta de organização e desrespeito com o (bom) público presente ao evento. *A falta das arquibancadas foi um dos grandes problemas enfrentado pelo público, que teve que se virar com cadeiras de plásticos, sentar no chão ou ficar em pé, além de fazer um longo percurso para chegar ao local, já que não havia maior efetivo de ônibus coletivo para dar suporte. *Faltou mais tato e organização do Cerimonial responsável pelo desfile, pois até o local montado para guarnecer as autoridades militares e civis estava localizado a mais de 500 metros da Vila da Aeronáutica. *
SOBRE AS ARQUIBANCADAS
*A falta das arquibancadas foi um problema, mesmo porque as mesmas não foram autorizadas pelo Corpo de Bombeiros. *Em matéria realizada na época da vistoria da equipe técnica do Corpo de Bombeiros nos camarotes do “Maria Fumaça”, já havia a condenação das arquibancadas, que pertencem a prefeitura, pois elas apresentavam danos irreversíveis pela corrosão devido ao tempo de uso. Na ocasião os peritos do Corpo de Bombeiros estavam em vista de encaminhar um relatório para a prefeitura da capital, com o laudo pericial, mostrando as falhas das peças que compõe a estrutura das arquibancadas. *Naquela ocasião ainda, o capitão Gilvander Gregório de Lima, sub-diretor da DSTéc, disse que com vinte anos de uso, a estrutura era “altamente” condenável, em vista de possível tragédia se continuasse em uso. Com capacidade para sustentar 1.100 pessoas, com peso médio de 70 quilos, a equação de segurança para o uso da mesma não atingia números satisfatórios que comportasse a liberação. O capitão disse que desde março desse ano as arquibancadas estão vetadas para uso. *
DESFILES E POUCA VISIBILIDADE
*No desfile o destaque ficou por conta dos policiais militares, exército e Corpo de Bombeiros, que realizaram apresentações com o habitual rigor. Ainda assim a visibilidade foi pouca, prejudicando o espetáculo que já era deficiente em sua organização. *Com a fumaça provocada pelas queimadas, que este ano estão mais intensas, assistir pelotões completos marchando se tornou uma dificuldade. *Os motociclistas do “Amazon Angels” também chamaram atenção do público, com suas “máquinas turbinadas”. *Em relação ao desfile das escolas públicas, poucas se apresentaram, e as tradicionais fanfarras, que acompanham o corpo estudantil, fizeram falta. Muitos que assistiram o desfile das escolas se sensibilizaram com o esforço dos estudantes, maioria sentido o forte calor, com uniformes rasgados, com uma precária apresentação. Até escolas tradicionais, que sempre se sobressaíram em anos anteriores com suas fanfarras, como é o caso da Carmela Dutra, não esteve em seus melhores dias. *Não havia, inclusive, uma noção de tempo entre as escolas que desfilaram, deixando brechas enormes entre uma apresentação e outra. *O GRITO DOS EXCLUÍDOS *Aproveitando o desfile da Independência, o candidato ao governo do Estado pelo PSOL, Adilson Siqueira, esteve a frente da manifestação do movimento “Grito dos Excluídos” deste ano. Com apoio de manifestantes, que levaram cartazes e bandeiras em protesto aos escândalos do “mensalão”, “sanguessugas” e na Assembléia Legislativa de Rondônia. *Durante a manifestação o PT virou “vidraça”, onde os manifestantes destacaram os parlamentares envolvidos nos escândalos de corrupção que envolveram a siglas nos últimos meses.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS