close

MP Sejus e Unir assinam convênio para estágio de estudantes de Psicologia em unidades prisionais de Porto Velho

MP, Sejus e Unir assinam convênio para estágio de estudantes de Psicologia em unidades prisionais de Porto Velho

DA REDAÇÃO

6 de Agosto de 2010 às 11:27

MP Sejus e Unir assinam convênio para estágio de estudantes de Psicologia em unidades prisionais de Porto Velho

FOTO: (Divulgação)

O Ministério Público de Rondônia, a Secretaria de Estado da Justiça (Sejus) e a Universidade Federal de Rondônia (UNIR) assinaram convênio para que alunos do curso de Psicologia possam realizar estágio nas unidades prisionais de Porto Velho. O convênio foi assinado na tarde desta quinta-feira (5/8), na sede do Ministério Público, com a presença do Procurador-Geral de Justiça, Ivanildo de Oliveira; do secretário-adjunto de Justiça, João Bosco Costa e da Promotora de Justiça da Vara de Execuções Penais, Alessandra Apolinário Garcia. 

O representante da Unir não pôde comparecer ao ato de assinatura de convênio, o qual será assinado posteriormente pelo reitor José Januário de Oliveira Amaral. A Promotora de Justiça Alessandra Apolinário ressaltou a importância da assinatura do convênio, o qual vai possibilitar a realização de estágio pelos estudantes de Psicologia da Unir e o atendimento psicológico ao preso, ressaltando que a Secretaria de Justiça vem fazendo vários investimentos dentro do Programa de Ressocialização dos presos.

O estágio será iniciado nas unidades de regime semi-aberto e posteriormente será estendido às unidades fechadas masculina e feminina. A supervisão do estágio será feita pelo Departamento de Psicologia da Unir e pela Secretaria de Justiça. O Ministério Público, que entrou como interveniente no convênio, vai assegurar a assistência e seguro contra acidentes dos estagiários no segundo semestre de 2010. 

De acordo com a Promotora de Justiça, uma cópia da minuta do convênio será encaminhada ao Centro de Apoio Operacional Criminal (CAO_CRI) para que possa chegar ao conhecimento das Promotorias de Justiça do interior, uma vez que há faculdades de Psicologia em outros municípios do Estado, havendo assim a possibilidade de extensão do estágio às unidades prisionais fora da capital.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS