close

Professor da São Lucas apresenta trabalho em Congresso no Uruguai

Professor da São Lucas apresenta trabalho em Congresso no Uruguai

DA REDAÇÃO

10 de Setembro de 2010 às 17:11

Professor da São Lucas apresenta trabalho em Congresso no Uruguai

FOTO: (Divulgação)

O professor Walace Oliveira, da Faculdade São Lucas, participa do I Congresso Uruguaio de Filosofia, que será realizado de 18 a 20 deste mês na Colônia de Sacramento. Ante a vulnerabilidade da condição humana atual, a fragilidade das estruturas institucionais, com o reconhecimento da diversidade cultural e da dificuldade de levar do discurso às práticas de convivência, o congresso se propõe a fomentar, através da realização de debates, a compreensão da realidade, com abordagens dos temas Pensamento Crítico, Educação Filosófica, Filosofia Política, Bioética, Epistemologia e Estética. Walace Oliveira vai apresentar um trabalho destacando o tema “A responsabilidade social sobre a prática do pensamento crítico”, que representa uma reflexão do mundo atual e suas crises (financeira, política, ideológica e estrutural) que se manifestam através dos conflitos sociais gerados pelo posicionamento diante do papel individual e como parte integrante da sociedade. “Esse papel é muito importante porque o Estado vive uma crise de identidade e não sabe a quem servir”, salienta o docente. “Não se pensa na responsabilidade dessas empresas quanto às suas atitudes de mercado, principalmente porque não se tem um norteador de mercado pelo Estado, e isso é muito perigoso. Basta lembrar a Crise da Bolsa de 1929, causado por essa liberdade que cunhou o termo ‘mercado selvagem’ para designar que tudo pode no mercado desde que não tenha intervenção do Estado”, destaca.
 
No trabalho que apresentará no Congresso Uruguaio, Walace Oliveira destaca que não existe desenvolvimento que privilegie uma pequena parcela da sociedade. “O desenvolvimento só é eficaz e real quando ele é social, por isso o Estado tem um papel fundamental e, portanto, a sua crise de identidade hoje é tão grande”, acentua. Na opinião do docente, ao não exercer o seu papel fundamental o Estado deixa toda a sociedade sem parâmetros e o que existe em todas as instituições hoje é justamente uma crise de valores e o conceito de sociedade precisa ser repensado e readequado ao novo século e novos conceitos. “As crises nos mostram que o problema tem origem no sistema atual, e cada vez mais as crises estão mais próximas e atingindo muito mais a todos.
 
 Dessa forma é o cidadão assumindo o seu papel na sociedade que podemos refleti-la para conseguir melhorá-la e um dos instrumentos para essa reflexão é a educação filosófica, justamente por ela ser o cominho para a reflexão e ação dessa reflexão através de nossos atos”, menciona o professor. “Hoje é mais complexo ser cidadão, afinal não somos cidadãos somente do local em que vivemos. Todas as nossas atitudes refletem nesse mundo globalizado com uma rapidez jamais vista na história da humanidade”, complementa.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS