close

PAINEL POLÍTICO – Câmara pensa em projeto de lei seca para Porto Velho - Por Alan Alex

PAINEL POLÍTICO – Câmara pensa em projeto de lei seca para Porto Velho - Por Alan Alex

DA REDAÇÃO

14 de Julho de 2011 às 17:57

PAINEL POLÍTICO – Câmara pensa em projeto de lei seca para Porto Velho - Por Alan Alex

FOTO: (Divulgação)

Proibindo
A Câmara de Vereadores de Porto Velho, atendendo a uma sugestão do Ministério Público do Estado, aprovou em primeiro turno uma lei proibindo a venda de bebidas alcoólicas em postos de combustíveis. A princípio a idéia parece boa e surgiu em função do aglomerado que se forma em torno destes estabelecimentos nas madrugadas. Ainda não está em vigor, quando a Câmara retornar do recesso, em agosto, o tema será novamente colocado em votação.
Emendas
O texto original vai sofrer uma série de emendas, entre elas, a proibição, não apenas da venda de bebidas pelos postos, mas também a proibição de aglomerações em torno desses estabelecimentos. Isso porque tem muvuca, tem ambulantes e em alguns casos, o dono do posto, que vai ficar proibido de vender, vai terminar colocando ele próprio barraqueiros em torno de seu estabelecimento, e aí fica tudo igual.
Em discussão
A Câmara pretende abrir o debate com a sociedade e os vereadores estão aceitando sugestões. A idéia, segundo o presidente da Casa, vereador Eduardo Rodrigues, é tentar agradar gregos e troianos, não em sua totalidade, mas em sua maioria. O apoio de pais e da sociedade de uma forma geral a Câmara já tem, assim como do próprio Ministério Público.
Bebedeiras
Os vereadores, ao contrário da prefeitura, estão preocupados com os crescentes aumentos nos números de acidentes que vem sendo registrados em Porto Velho. Nos fins de semana, passam de 400 os números de acidentados no Pronto Socorro João Paulo II e o custo desse atendimento é repassado ao município, que fica com os centros de fisioterapia lotados, assim como os custos com medicamentos nos postos de saúde. Isso sem contar a imensa quantidade de amputados em decorrência desses acidentes. E os mais graves são causados por bebedeiras nas madrugadas.
Delicado
O grande problema enfrentado pelos vereadores são os proprietários de bares. Para eles o que interessa é vender bebidas. Em parte estão certos, são comerciantes, vivem disso. Por outro lado, Porto Velho é uma cidade sem opções alternativas, por aqui ou se vai a bar ou a churrascaria. A terceira opção é o shopping. Ou seja, beber, comer e comer e beber. Anos atrás foi tentada a implantação da lei seca, não deu certo. Uma forte pressão exercida pela Fecomércio e por proprietários de bares terminou engavetando o projeto. Com os novos números, pode ser que a Câmara ressuscite o tema no futuro. De imediato eles querem acabar com os “piseiros” nos postos de combustíveis. Já é um grande começo.
Agressão
O governador Confúcio Moura foi vítima de uma tentativa de agressão nesta quinta-feira quando concedia entrevista em uma rádio da Capital. O homem, posteriormente identificado como Antônio José Magalhães, secretário executivo do PMDB, estava lotado no Shopping Cidadão e ao que tudo indica foi exonerado, daí sua raiva. Informações desencontradas afirmam que ele chegou a agredir o governador, versão desmentida pelo Decom. De acordo com a comunicação do governo, “houve apenas uma discussão”.
Oficial
De acordo com o Decom, Antônio José Magalhães é lotado no Shopping Cidadão como ouvidor e ele esteve na rádio com o intuito de conversar com o governador. Aguardou do lado de fora do estúdio e esperava ser atendido após a entrevista. O governador foi avisado de sua presença pelo ajudante de ordens e mandou informar que não o receberia ali, mas em hora e local oportuno e Magalhães, ao receber o recado, ficou irritado e começou a elevar o tom de voz com os seguranças. O Decom informou que “Magalhães não passou dos seguranças”. Se a moda pega, Confúcio não vai mais poder sair às ruas. O que tem de gente nervosa com o governador não é brincadeira.
Enquanto isso
Moradores do bairro Pedrinhas em Porto Velho reclamam da operação tapa-buracos feita pela prefeitura. De acordo com eles, a prefeitura está jogando asfalto em cima das poças d´água, e se queixam ainda da má qualidade do asfalto. Eles apostam que não dura nem seis meses e afirmam que “é dinheiro jogado fora”.
Na verdade
A prefeitura de Porto Velho não aprendeu a lição. Roberto Sobrinho vai completar oito anos à frente do município e todo o asfalto que ele fez em anos anteriores já desmanchou. O que ele está fazendo este ano, só não derreteu ainda porque estamos no período de estiagem, mas tão logo comecem as chuvas, a coisa vai ficar feia.
Teimosia
É que a prefeitura, que é proprietária de uma usina de asfalto, não consegue fazer uma massa asfáltica de qualidade. O tapa-buracos nada mais é que uma enganação. Eles jogam uma pá de piche no buraco e pronto, tá feito o serviço. Isso vem sendo feito em todos os verões e em todos os invernos a cidade se transforma em uma paisagem lunar, com direito até a placas de gozação, com bonecos e vara de pescar. Com o aumento da frota e as obras dos viadutos inacabadas, o período de chuvas promete ser daqueles bem complicados.
Dengue
E para completar o cenário, vem a dengue por aí. O que mais se vê atualmente são terrenos baldios espalhados pela cidade, sem nenhum tipo de fiscalização ou punição por parte da prefeitura. Eles só vão se mobilizar quando os postos de saúde estiverem cheios e começar a morrer gente. Impressionante a incapacidade de antever situações de crise desses gestores públicos.
Na Avenida
Após muita confusão, liminares, discussões e todo tipo de obstáculos, Zezinho do Maria Fumaça realiza mais um carnaval fora de época, que começa nesta quinta-feira na Avenida Jorge Teixeira. Foliões do interior e de estados vizinhos já estão prontos para a festa que encerra no domingo, com a dupla sertaneja Jorge e Matheus. Mas antes disso vai ter ainda os shows de Cláudia Leite, Timbalada e Banda Eva.
Inconformada
Um texto enviado pela educadora Fátima Bodanese à Painel Político, inconformada com a nomeação de Júlio Olivar para a SEDUC. Íntegra abaixo:
“Excelentíssimo Sr. Governador, o senhor diz que tem boa vontade mas não é professor entende mais de saúde onde opina com conhecimento de causa, mas querendo o senhor sabe mais sobre Educação do que pensa, basta lembrar que sem o professor não teríamos o médico! Para se transformar no médico competente que o senhor é hoje, passou por diversos professores alguns competentes outros nem tanto, mas todos foram de uma forma ou de outra importante na sua vida.
Sua promessa na Educação e nos demais setores foi a de que quem teria competência é fosse especializado na área que atuava permaneceria trabalhando, talvez o senhor nem tenha tomado conhecimento, mas em nosso município, prevaleceu o favoritismo político o que é lamentável, pois chegaram a propor uma eleição interna nas escolas, mas na hora de nomear deram preferência aos indicados por políticos.
Agora Sete meses de governo, o senhor ainda esta “perdido” no emaranhado dos acordos políticos, a cada mês ou até mesmo semana tem-se uma nova exoneração e nomeação, sai um indicado politicamente entra outro indicado politicamente! Não há novidade nas substituições, não existe melhora apenas está usando os cargos, que deveriam estar nas mãos de pessoas técnicas com formação específica e peculiar ao cargo, como moeda de pagamento aos favores políticos recebidos ainda na época da eleição.
O Cumulo deste disparate é a nomeação do Jovem Olivar para o cargo de Secretário Estadual de Educação! Nada contra a pessoa em si! É um ser humano digno honesto e competente! (O Qual vinha fazendo um excelente serviço no Turismo de nosso estado) Mas está fora da sua área de atuação e conhecimento, não se aprende a viver na água se você não é anfíbio, você tenta sobreviver, mas sem a qualidade daqueles que são natos ao ambiente! Assim é a Educação, deve sem sombra de dúvida ser gerida por alguém com formação em nível superior, se possível ainda com formação em gestão e administração educacional! Quantas vezes o jovem Júlio Olivar leu as leis de educação do nosso estado e do nosso país? Algum dia Leu e estudou a LDB? Sabe exatamente o que vem a ser “Educação Integral”? Conhece as Diretrizes da Educação do Estado de Rondônia? Tem conhecimento sobre os PCNs ou PCNEM? Como secretário de Educação deverá falar com conhecimento de causa sobre a Educação, saber exatamente o que rege as leis, são conhecimentos que mesmo os estudiosos da área levaram muitos anos de estudos para aprender a interpretá-los e absorvê-los enquanto aprendizado. Claro que todos os documentos e legislação estão ao acesso para leitura, mas apenas a leitura imediata não basta! Na verdade não sei exatamente quem é o maior culpado se o nosso Excelentíssimo governador ao Nomear o jovem Olivar ou se a culpa é exclusivamente do Jovem que apesar de estar fora de sua área de atuação e conhecimento pleno aceitou o cargo! Lamento meu Jovem “boa vontade” não basta por mais que possamos estar ao seu lado e torcer por vossa senhoria para que obtenha sucesso à frente da Educação do nosso estado, as chances maiores serão de não dar certo! Quando a questão de que tivemos um “Presidente” que sabia apenas ler e escrever, ele não é uma regra geral, foi apenas uma exceção que aparentemente deu certo!” - Palavras de uma Educadora atuante do Estado de Rondônia desde 1983.
Contra meningite
Pesquisadores desenvolveram uma nova vacina capaz de oferecer proteção contra mais de 300 cepas de meningococo B, o patogênico bacteriano que causa a meningite, segundo um estudo publicado nesta quarta-feira na revista Science Translational Medicine. A equipe, liderada pelo microbiólogo Rino Rappuoli, afirma que até agora o desenvolvimento de uma vacina amplamente protetora foi "difícil", já que há "inúmeras cepas da bactéria circulando". A meningite é causada por diferentes microorganismos. Os grupos A, C, W-135 e E podem ser neutralizados com vacina. No entanto, o meningococo B, que é ao mais comum, é também o mais difícil de controlar, por isso focaram neste tipo de bactéria. As pessoas que têm meningite costumam sofrer com frequência dano cerebral, problemas de aprendizagem, perda de audição e podem até morrer, por isso que "a doença continua sendo motivo de preocupação de saúde pública em nível global, especialmente em crianças, as mais vulneráveis".
Contatos
Contatos com a coluna podem ser feitos pelo alan.alex@gmail.com – painelpolitico@hotmail.com – www.painelpolitico.com - @painelpolitico – telefones 3225-7495 e 9248-8911.
 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS