close

JARU – Homem seqüestra ex-sogros e pede filha como pagamento do resgate

JARU – Homem seqüestra ex-sogros e pede filha como pagamento do resgate

DA REDAÇÃO

16 de Agosto de 2011 às 08:18

JARU – Homem seqüestra ex-sogros e pede filha como pagamento do resgate

FOTO: (Divulgação)

Um grande aparato policial, que contou até mesmo com a participação de um helicóptero, se mobilizou nas ultimas 24 horas a fim de solucionar um seqüestro. Informações dão conta de que um casal de idosos da cidade de Ariquemes foi seqüestrado pelo seu ex-genro Pedro Rosa da Silva (que já foi pastor na cidade de Jaru), o qual exigia em troca de suas liberdades, que sua ex-mulher lhe entregasse sua filha menor de idade. A polícia descobriu o local do cativeiro nesta manhã após a prisão em Flagrante de Getúlio Bezerra de Lira, acusado pelo crime seqüestro e formação de quadrilha, onde a participação do mesmo era dar suporte ao seqüestrador levando a criança até ele.
Inicialmente o cativeiro era em um sítio na cidade de Vale do Anari, porém ao chegar no local os policiais constataram que os criminosos haviam fugido. Já nesta tarde uma das vítimas, Seu José Luiz Fagundes, foi liberado em Ariquemes, e após vários cercos policiais, com cerca de 80 homens do Serviço reservado da Polícia Civil e Militar, a ultima refém, Dona Maria Roberta Fagundes, foi abandonada por volta das 19:50h em uma estrada da zona rural de Ariquemes. Porém os três criminosos que foram identificados como Pedro Rosa da Silva, Macleison Dicalho da Silva (filho de Pedro) e Elizeu dos Santos Rezende, fugiram se embrenhando na mata, e até o presente momento não foram encontrados.
A operação foi comandado pelo Secretario Adjunto de Segurança Pública Dr. Ricardo e pelo Diretor de Gerencia de Estratégia e Inteligência Dr. Osmar Luiz Casa, com a participação dos Delegados Dr. Evandro de Ariquemes e Dr. Salomão da cidade de Jaru.
Entenda o Caso
Não é a primeira vez que o acusado utiliza desses métodos. No dia 20 de janeiro, Luzani Luiz Fagundes registrou em Ariquemes um Boletim de Ocorrência, dizendo que seu ex-marido, Pedro Rosa da Silva com mais dois homens utilizando mascaras, arma de fogo e uma faca, fizeram seu irmão e seus pais, hoje libertados após o seqüestro, deitarem no chão e levaram a garota, na época de um ano e 11 meses a lugar ignorado. A criança foi encontrada em Boca do Acre (AC) onde o infrator foi preso e liberado, onde continuou com as ameaças.
Outro episódio se deu em 25 de fevereiro, por força de um mandado de prisão contra Pedro na cidade de Machadinho do Oeste ele quase foi preso. O apoio policial foi dado para a prisão, no entanto, o procurado estava em Jaru.
Em 30 de maio outro boletim de ocorrência foi lavrado em Ariquemes onde a Polícia descobriu que Getúlio Bezerra de Lira, fez parte do seqüestro de janeiro. Em 7 de junho, uma testemunha ouviu uma conversa em um bar de Ariquemes, e denunciou pelo 190. A conversa entre Pedro e Macleisson “Macrei”, era sobre outro seqüestro e tentativa de homicídio da ex-mulher de Pedro. A polícia avisada abordou os dois que foram presos com armas, panos para mordaça e fitas para amarrar a vítimas. Presos eles negaram as acusações.
No último sábado Pedro ligou para sua ex-mulher comunicando que estava com seus pais e que iria matá-los caso não entregasse a sua filha. Informações dão conta que seis homens e três carros participaram da ação do seqüestro. A partir daí com o desenrolar dos fatos, a polícia conseguiu por meio de negociação e ação rápida libertar as duas vítimas. Agora a Polícia Militar e Civil trabalham na caça dos agentes infratores.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS