close
logorovivo2

Parecer da PGE sobre demitidos no governo Bianco pode resultar em demissões, alerta Sindicatos

Parecer da PGE sobre demitidos no governo Bianco pode resultar em demissões, alerta Sindicatos

DA REDAÇÃO

13 de Março de 2012 às 09:34

Parecer da PGE sobre demitidos no governo Bianco pode resultar em demissões, alerta Sindicatos

FOTO: (Divulgação)

pós o parecer da Procuradoria-Geral do Estado (PGE), que foi traduzido como tentativa de “mais um golpe” aos servidores demitidos no governo Bianco -  quando não reconhece a estabilidade destes e, conseguintemente, o direito à transposição para os quadros da União – os sindicalistas reagiram: pediram ao governador Confúcio Moura exonerações imediata na PGE. O pedido foi feito por telefone, ao final da tarde desta segunda-feira (12).

Revoltados, os sindicalistas se reuniram entre as 16 e 18 horas na sede do Sindsaúde, em Porto Velho. O objetivo foi decidir por uma ação rápida em defesa dos servidores sob ameaça do parecer da PGE. A decisão foi por unanimidade. O ato da cúpula da Procuradora Geral do Estado, que causou pavor aos servidores marcados por um golpe no passado, foi considerado imperdoável pelos sindicalistas, que concordaram entre si em emitir ao governador pedido de exoneração imediata da Procuradora e sua equipe.
 
Foi então que, antes mesmo do término da reunião, o deputado federal Mauro Nazif (também presente na reunião, como representante da bancada federal) pegou o celular informando que ligaria naquele instante para o governador. E, diante de sindicalistas atentos, o deputado completou a ligação transmitindo ao governador Confúcio Moura o repúdio dos representantes dos servidores públicos de Rondônia manifestado através do pedido de exoneração.
 
Para a presidente do Sintraer, Mirtes Feitosa (que convocou a reunião), o parecer da PGE é injusto. “É um absurdo emitir um parecer como esse, sustentando que os servidores demitidos não têm direito à transposição. Isso é muito cruel! Basta o que eles já sofreram no passado!”, declarou a sindicalista acrescentando: “agora vamos esperar par ver se a posição do governador é à favor desse parecer da PGE ou se é à favor dos servidores!”.
 
BOM PARA A UNIÃO
 
No entendimento do deputado Mauro Nazif, o parecer não chega a gerar um precedente, “mas”, segundo ele, “é perigoso na medida em que o próprio Estado assume um posicionamento contrário a uma causa de tamanha importância para o Estado de Rondônia. “Se o próprio Estado é contrario a estabilidade desses servidores, vocês acham que o Governo Federal vai aceitá-los?! Quanto menos servidores forem transferidos, melhor para a União!”, observou Nazif.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS