close
logorovivo2

Polícia prende suspeitos de “depenar” veículos no depósito na Polícia Civil

Polícia prende suspeitos de “depenar” veículos no depósito na Polícia Civil

DA REDAÇÃO

15 de Maio de 2013 às 12:09

Polícia prende suspeitos de “depenar” veículos no depósito na Polícia Civil

FOTO: (Divulgação)

A equipe de investigações da Central de Flagrantes de Porto Velho, sob a orientação do delegado Jairo Brito de Santana, prendeu na manhã de ontem (14) os suspeitos José Doroteu Araújo Filho, Arleson Pereira Freire, Robson Luiz Carvalho e Elder Franco Gomes, acusados de roubarem componentes de veículos apreendidos que se encontram no depósito da polícia civil, localizado na BR 364.

 

Um dos presos (Elder) é vigilante do local, funcionário de uma empresa terceirizada, o qual, segundo o inquérito, facilitou a ação dos demais suspeitos. 

 

Recentemente designado para ser o responsável pelo depósito, o delegado determinou que policiais da própria Central de Flagrantes também apurassem os furtos ocorridos no local, e em ato contínuo os policiais deram início a um criterioso trabalho de investigação.

 

Os agentes averiguaram as imagens da câmera de segurança existente no posto de trabalho do “vigilante” e constataram que ele, exatamente na noite em que houve roubo de várias rodas de veículos, abaixou, com o uso de uma vassoura, o foco das câmeras, direcionando-as para baixo, possivelmente para que não fosse registrado o furto. 

 

Abordado pelos policiais, bem como tomou ciência pelo delegado de que a confissão espontânea é causa atenuante da pena, o vigilante acabou admitindo que facilitou a ação dos demais suspeitos, e indicou onde parte dos objetos poderia ser encontrada.

 

Os agentes se deslocaram ao local apontado e conseguiram prender os acusados que estavam com o material furtado.  Um deles, Areleson, aliás, transportava na carroceria de sua Pick Up várias rodas e pneus.

 

José Doroteu, por sua vez, confessou ter comprado um jogo de rodas, o qual inclusive já estavam em seu carro, alegando, contudo, não ter conhecimento de que se tratava de produto de crime.

Conduzidos à Central de Flagrantes, o delegado plantonista flagranteou todos os acusados pela prática do delito de peculato, como servidores públicos por equiparação, enquanto que Doroteu, que confirmou ter comprado um jogo de rodas, foi preso por receptação.

 

O diretor do Departamento de Polícia Metropolitana enfatizou a importância do trabalho que o delegado Jairo Brito e sua equipe vem realizando à frente do depósito, uma vez que ali já foram praticados inúmeros furtos, os quais são objeto de apuração na 6ª DP.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS