close
logorovivo2

Adolescentes trocam de sexo e formam um casal apaixonado

Adolescentes trocam de sexo e formam um casal apaixonado

DA REDAÇÃO

25 de Julho de 2013 às 15:00

Adolescentes trocam de sexo e formam um casal apaixonado

FOTO: (Divulgação)

Os adolescentes Arin Andrews (esquerda) e Katie Hill (direita) parecem um casal comum, mas sua história é bem diferente do convencional.
Apenas dois anos atrás, Arin era uma menina chamada Emerald. Já Katie era um garoto chamado Luke. Hoje, com os sexos "trocados", eles formam um casal apaixonado. Arin, de 17 anos, e Katie, de 19, vivem na cidade de Tulsa, em Oklahoma (EUA).
Ambos realizaram uma cirurgia de troca de sexo e hoje vivem felizes com o corpo que sempre sonharam.
As informações são do tabloide britânico Daily Mail
A cirurgia de Katie foi feita um ano atrás com a ajuda de doações anônimas.
No total, ela arrecadou 35 mil dólares (quase R$ 80 mil) após ter publicado sua história em um jornal local.
Já Arin realizou uma cirurgia para retirar os seios em junho deste ano. Agora, ele exibe o corpo masculino com orgulho.
"Posso nadar sem camisa, andar na rua, posso ser um garoto normal agora", contou. "Eu odiava meus seios, sempre achei que eles não me pertenciam. Agora posso finalmente me sentir confortável em meu próprio corpo".
"Agora, quando estou em uma piscina pública, ou malhando, ninguém me observa, simplesmente pensam que sou um garoto", disse Arin.
"Minha família me surpreendeu pelo apoio com a cirurgia. Tenho sorte de tê-los e de ter Katie para me apoiar".
"Sendo uma transgênero também, eu o compreendo mais do que qualquer outra pessoa", disse Katie sobre o namorado.
Katie e Arin se conheceram dois anos atrás em um grupo de apoio para jovens transgênero e se aproximaram para dividir experiências.
Nas imagens acima, Arin quando era criança e ainda se chamava Emerald, e Katie quando era um garoto chamado Luke.
Arin considera fazer uma cirurgia genital no futuro. Mas, como a operação é complicada, por enquanto ele aproveita o novo corpo sem seios femininos.
Apesar do apoio da família, o casal sofreu bullying no colégio. Arin teve que mudar para outra escola quando revelou ser transgênero, e perdeu muitos amigos nesse processo. "Perdi uma das minhas melhores amigas durante a transição. Costumávamos viajar juntas e éramos como irmãs", contou.
Agora o casal espera viver de forma mais tranquila com seus novos corpos.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS