close
logorovivo2

REINSERÇÃO FAMILIAR: Casa do Ancião registra mais um retorno de idoso ao convívio familiar

Após quase três anos residindo na Casa, dona Damares disse que estava feliz por voltar a morar com o filho

SECOM

8 de Março de 2019 às 14:50

REINSERÇÃO FAMILIAR: Casa do Ancião registra mais um retorno de idoso ao convívio familiar

Confraternização marcou despedida de dona Damares da casa do Ancião, em Porto Velho FOTO: (Secom)

A Casa do Ancião São Vicente de Paula, unidade mantida pela Secretaria de Estado da Assistência e do Desenvolvimento Social (Seas), em Porto Velho, registrou mais uma situação rara nesta sexta-feira (8), Dia Internacional da Mulher. Depois do senhor Luiz Matias de Souza, 75 anos, ser reinserido ao núcleo familiar no dia 11 de janeiro, quando foi morar com a filha no Condomínio Orgulho do Madeira, desta vez foi a dona Damares Sebastiana, uma pernambucana que completará 80 anos no dia 3 de maio, quem se despediu da Casa. Em confraternização promovida pela direção, com a participação da adjunta Da Seas, Liana Silva de Almeida Lima; e a coordenadora de Assistência Social, Fabiane Passarini, dona Damares recebeu beijos, abraços e presentes antes de ser levada pela nora, Maria Aparecida, que a acompanhará no próximo dia 12 para Belo Horizonte (MG), onde irá morar com o único filho, que nasceu em Porto Velho, mas reside na capital mineira.

 

Apesar do artigo 229 da Constituição Federal estabelecer, que assim como os pais têm o dever de assistir, criar e educar os filhos menores, os filhos maiores também têm o dever de ajudar e amparar os pais na velhice, carência ou enfermidade, enquanto que o Estatuto do Idoso (Lei 10.741 de outubro de 2003) reforça afirmando que é obrigação da família, da comunidade, da sociedade e do Poder Público assegurar ao idoso, com absoluta prioridade, a efetivação do direito à vida, à saúde, à alimentação, à educação, à cultura, ao esporte, ao lazer, ao trabalho, à cidadania, à liberdade, à dignidade, ao respeito e à convivência familiar e comunitária, é na terceira idade que a maioria das pessoas encontra sérios desafios, principalmente o abandono.

 

Para Liana Silva, que representou a secretária e primeira-dama Luana Rocha,  o momento foi de grande alegria por mais um morador da Casa do Ancião estar sendo resgatado ao seio familiar.

 

Após quase três anos residindo na Casa, dona Damares disse que estava feliz por voltar a morar com o filho, mas ao mesmo tempo triste por se separar dos amigos e das rosas que ela cultivava.

 

Com a saída de dona Damares, permanecem na Casa 26 idosos, dos quais cinco são mulheres, que recebem além do abrigo e alimentação atendimento psicossocial e manifestações de carinho da equipe e visitantes.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS