close

CONGRESSO: Audiência pública sobre crise do transporte escolar é realizada em Porto Velho

Entre os repasses de verba pública destinada ao serviço de transporte escolar está o dinheiro oriundo do Governo Federal

RONDONIAOVIVO

20 de Setembro de 2019 às 14:46

A Comissão de Educação da Câmara Federal está realizando uma Audiência Pública em Porto Velho para debater o transtorno e prejuízo causado a milhares de cidadãos portovelhenses com a paralisação do serviço de transporte estudantil rural por imbróglios contratuais e suspeitas de corrupção por parte da prefeitura sob tutela do ex-promotor, Hilldon Chaves (PSDB).

 

Acompanhado do deputado José Nelton (PODE/GO), o autor do pedido da Audiência em Rondônia, deputado Léo Moraes (PODE/RO), falou sobre a expectativa de que o problema se resolva com a entrada do Governo Federal no assunto.

 

VEJA MAIS

 

TRANSPORTE ESCOLAR: Comunidade se revolta com sucatão e decide fechar escola na capital

 

TRANSPORTE ESCOLAR: Comunidade de União Bandeirantes pode bloquear BR-364 por direito à escola

 

TRANSPORTE ESCOLAR: Mãe de aluno relata drama vivido pela comunidade na Ponta do Abunã

 

SUCATÃO: Imagens apontam condição perigosa de ônibus escolar na Ponta do Abunã

 

CRISE NA EDUCAÇÃO: Estudantes de 12 comunidades estão sem transporte escolar em PVH

 

Entre os repasses de verba pública destinada ao serviço de transporte escolar está o dinheiro oriundo do Governo Federal. A Controladoria Geral da União – CGU e Polícia Federal – PF estão investigando os contratos, fato que rendeu duas operações, Ciranda e Carrossel, além de pedidos de prisão preventiva e mandados de busca e apreensão.

 

Atualmente o serviço está sob intervenção judicial após vários descumprimentos de inicio do serviço prometidos por Chaves. Até a data atual aproximadamente mil crianças continuam sem iniciar o ano letivo e outras milhares se arriscam em veículos precários e sem condições para tal atividade.

 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS