close

SEM CONDIÇÕES: Transporte coletivo em Candeias do Jamari é paralisado por trabalhadores

Eles afirmaram que agora não tem mais acordo, apenas retornam às atividades com os salários pagos

DA REDAÇÃO - JOÃO PAULO PRUDÊNCIO

31 de Outubro de 2019 às 10:50

SEM CONDIÇÕES: Transporte coletivo em Candeias do Jamari é paralisado por trabalhadores

FOTO: (Divulgação)

“A gente pede à população que entenda a nossa situação porque não são os trabalhadores os responsáveis por esse problema, nós estamos falando de alimentação, de gente que está com ordem de despejo por não pagar o aluguel”, pediu Francinei Oliveira, presidente do sindicato que representa a categoria ao falar sobre o motivo de mais paralisação dos trabalhadores do transporte coletivo na cidade de Candeias do Jamari na manhã desta quinta-feira (31).

 

Segundo os trabalhadores, a empresa detentora da concessão do serviço na cidade descumpriu um acordo Judicial de pagar os salários e benefícios que já irão completar três meses de atraso.

 

Sem condições

 

O serviço de transporte de Candeias do Jamari conta atualmente com 52 trabalhadores que estão com os meses de setembro e outubro sem receber seus ordenados, sendo que o terceiro mês vence no próximo dia 06 de novembro.

 

Ticket alimentação e cesta básica, que são benefícios assegurados à categoria já estão caminhando para o quarto mês de atraso. Atualmente a média salarial de um motorista em Candeias do Jamari é de 2.050,00 e R$ 1.300,00 o cobrador.

 

Os trabalhadores afirmaram que agora não tem mais acordo, apenas retornam às atividades com os salários pagos. A reportagem buscou contato sem sucesso através do telefone comercial da empresa Cidade Nova, responsável pelo serviço.

 

Sem mobilidade

 

A paralisação do transporte coletivo em Cadeias é sentida também na capital, já que existe um grande número de trabalhadores e estudantes que atuam e estudam na capital, mantendo contínuo o fluxo entre as duas cidades. Candeias do Jamari integra a região metropolitana de Porto Velho.

 

O repórter William Ferreira “Homem do Tempo” foi até a garagem da empresa onde os trabalhadores se reuniram para a manifestação e conversou com a categoria.

 

Confira vídeo:

 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS