close
logorovivo2

Garota de 13 anos testemunha namorado ser assassinado a tiro e pauladas

“Você vai morrer por causa do Lucas, disse um dos assassinos

FOLHA DO SUL

6 de Janeiro de 2018 às 08:57

Garota de 13 anos testemunha namorado ser assassinado a tiro e pauladas

FOTO: (Divulgação)

O relato descrito no Boletim de Ocorrência Policial sobre o assassinato do jovem Josimar Rodrigues da Silva de Sá (FOTO), 21 anos, em Chupinguaia, revela que o rapaz foi executado com requintes de crueldade apenas por ser amigo do verdadeiro alvo da ação, identificado como “Lucas”.

 

O crime aconteceu na noite de ontem (sexta-feira, 05) na região central de Chupinguaia. A vítima foi baleada no tórax e ainda levou pauladas na cabeça, chegando a ser socorrida, mas morreu no hospital. O ataque contra Josimar foi testemunhado por sua namorada, uma garota de 13 anos que só escapou porque não foi vista pela dupla de assassinos.

 

Segundo a adolescente, quando alguém bateu na porta da casa onde estava em companhia do namorado Josimar, ela perguntou quem era. Alguém respondeu que era a polícia, mas a menor olhou pela fresta da parede e não viu nenhuma viatura. Decidiu ficar em silêncio, junto com o namorado.

 

Momentos depois, dois homens derrubaram a porta com um chute e entraram. A menina se escondeu e não foi vista, mas testemunhou um dos invasores perguntar pelo tal “Lucas”, que seria amigo do casal. Em seguida, um dos homens apontou a arma para Josimar e disse: “Por causa do Lucas, você vai morrer”.

 

Conforme a menor, um dos homens mora na cidade, onde é conhecido como “Tiziu”. Ele estava com uma garrucha, mas o disparo de revólver contra a vítima foi feita pelo outro, que a testemunha não conseguiu identificar. A adolescente disse que Tiziu chegou a orientar o parceiro a concluir o serviço, dizendo a ele: “Puxa [o gatilho] de novo!” Com Josimar baleado e sangrando, Tiziu o atingiu com as pauladas na cabeça e depois fugiu junto com o comparsa.

 

CAÇADA A LUCAS

Horas antes do crime, um homem esteve na mesma casa, no momento em que a garota também estava presente. De acordo com ela, o estranho “fixou o olhar em Lucas” e o chamou para conversar, mas o rapaz não saiu da casa. Vendo que o homem estava armado, a garota acionou a polícia, que não o encontrou. Lucas, o pivô do crime, ainda não foi localizado.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS